Olhar estrangeiro

Na novela “A Feia Mais Bela”, o projeto de Letty para alavancar a Conceitos é um projeto de divulgação internacional chamado Turismo Gastronômico Nacional, idéia simples e eficiente em todos os propósitos: uma série de vídeos divulgando os pratos típicos do país [México] e seu povo para atrair visitantes do mundo todo.

O Brasil tem extensão territorial tão grande quanto e uma variedade culinária talvez maior, por conta de todos os imigrantes que formam a população, mas o mais próximo que vi sobre o assunto é uma série que passou na Continuar lendo

Oscar 2007

Pelo terceiro ano consecutivo, o blogue PdUBT oferece sua versão pessoal e intransferível do Oscár [v. ano 1 e ano 2], num oferecimento exclusivo da Coca-Cola e da Pizza do Centro.

Troféu Eu Já Vi Isso Antes Em Algum Lugar
Apresentação de Efeitos Sonoros [v. propaganda do Honda Civic na Videoteca, é o mesmo maestro.]

Troféu Eu Sou Eu e Não Tem Pra Mais Ninguém de mais bem-vestido – versão hômi
Empate técnico entre Ken Watanabe e Jackie Earle Haley

Continuar lendo

Fora do ar

Estava a ler este artigo da NBC sobre os procedimentos-padrão para casos em que astronautas pirem no espaço [em ônibus espacial ou na estação internacional], escrito por causa daquela que tentou matar outra por ciúmes, quando de repente comecei a cantarolar. A triha sonora começou com a óbvia Space Oddity de Bowie [ground control to Major Tom], a própria Major Tom de Peter Schilling [4, 3, 2, 1. earth below us drifting, falling], Astronauta de Mármore do Nenhum de Nós [não era mais o mesmo mas estava em seu lugar], Rocket Man do Elton John [I'm a rocket man burnin' out his fuse]… Os anos 80 foram pródigos em música assim! Provavelmente porque foi o auge das viagens espaciais.

Continuar lendo

Senta que lá vem história

O Globo: “O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem o decreto que nomeia os três novos comandantes das Forças Armadas. São eles: o almirante Júlio Soares de Moura Neto, da Marinha; o brigadeiro-do-ar Juniti Saito, da Aeronáutica; e o general Enzo Martins Peri, do Exército.”

Foto dos três mais Waldir Guerra, Ministro da Defesa, no Estadão.

Juniti Saito nasceu em Pedra Lascada no mesmo ano que meu pai, no auge da Segunda Guerra Mundial. A comunidade japonesa era ainda mais fechada na época, considerada inimiga do Brasil. Meu pai já não obteve dupla cidadania quando nasceu por causa disso [assim como os filhos de Continuar lendo

Tevê Luizão

Tou com um jingle grudado no ouvido, o da CEF: “querer mais, sempre mais, ser feliz, ir além, com a caixa de crédito você fica bem. Crédito da Caixa-aa! Na Caixa tudo se encaixa-aa”. Nhai. E o pior é que não sei a primeira parte, só essa.

Pedro Bial é um jornalista inteligente, culto, viajado, atleta e artista. Morri de pena dele ao assistir uns trechos do Pig Bróda Brasiu ontem: em menos de 3 Continuar lendo

Gugonautas

Dos paraquedistas mais recentes a caírem no PdUBT neste Carnaval:

“fio iraquiano método de depilação” – técnica que puxa os fios insolentes pela raiz, conforme descobri seguindo os passos do Google. No G1 tem uma seqüência de fotos da sobrancelha de Preta Gil sendo feita [a depiladora usa até a boca nesse método!]. O princípio é o mesmo da pinça.

“como os policiais aumentam o seu pênis” – não entendi. Aumentam o seu Continuar lendo

É a vida

Cauks pergunta onde estão os ativistas dos Direitos Humanos que não se manifestaram sobre o caso João Hélio.

E eu respondo: estão assistindo TV, Cau, contando por quantos minutos Jack Bauer mantém a cabeça do terrorista mergulhada na privada.

Questão de prioridades, cê entende.

A minha programação de Carnaval já tá definida: reservei Roma pra amanhã, devolvo sóóóóó na outra sexta-feira.

Música nova de Michael Jackson para inaugurar a sessão de fevereiro na Ouvateca [mais ou menos 8,5MB]. Não, não tinha nada melhor, Miguelito ainda tá pelado de tudo.

Briga de foice no escuro

Há muito, muito tempo, subi dois vídeos no YouTube, duas versões da mesma música: Shima Uta por Alfredo Casero, um artista argentino, e Shima Uta por Gackt, um artista japonês.

De umas semanas pra cá tenho acompanhado uma guerra encarniçada nos comentários de ambos: fãs de Gackt contra fãs de Casero, fãs de Gackt contra não-fãs de Gackt, fãs de Casero contra não-fãs de Casero, fãs de Gackt contra fãs do velhinho do shamisen, e agora até chineses contra japoneses!

O que que tá acontecendo cos mundu, o que que tá acontecendo c’as quiança, que foi feito do amorrrrrrr e da paz mundial? Pra quê tanta amargura no coração, me diz?

No arco sobre a janela na sala de Poções há uma inscrição em latim: “Potassa Carbonate“. Uma busca rápida no Google e voilà! Trata-se daquele sal efervescente para tratar azias e queimação no estômago, ideal para tomar depois de uma sessão de Oclumênca com o Professor Snape.

Carbonate of Potassa (Potassm Carbonas). Carbonate of potassa is purified pearlash, and is frequently called salt of tartar. Carbonate of potassa has the same medicinal properties with the bicarbonate, and is used for similar purposes.

Fome da madrugada

Eu adoro, sou viciada em camafeu, aquele docinho feito com nozes onipresente em casamentos. Depois que a médica recomendou amêndoas, castanhas, nozes e assemelhados para combater a ansiedade, então, tou à farta. É bem verdade que ela também recomendou não abusar do chocolate – de fato, era para *substituir* o chocolate pelas amêndoas tanto quanto possível, mas sou uma fraca pecadora e não resisto. Ninguém aí vai casar, não, hein? Convida eu.

Tem um emeio que vira-e-mexe aparece: são fotos de bentoos, as marmitas Continuar lendo