Crássico é crássico e vice-versa

Yahoo!: “”Em lugar de tentar aprender alguma coisa com o vexame mais recente de Britney (Spears), vale a pena ler filósofos e escritores que refletiram a fundo sobre o tema e cujas histórias resistiram ao teste do tempo.””

Dos 10 indicados, ainda não li “Doutor Jivago” e “O Corcunda de Notre Dame” – conheço a trama apenas pelos filmes. Tenho que consertar isso.

1. O Morro dos Ventos Uivantes – Emily Brontë
2. Ana Karenina – Leon Tolstoi
3. Romeu e Julieta* – William Shakespeare
4. Casablanca – filme
5. Sonho de Uma Noite de Verão – William Shakespeare
6. Doutor Jivago – Boris Pasternak
7. Razão e Sensibilidade – Jane Austen
8. O Corcunda de Notre-Dame – Victor Hugo
9. Ligações Perigosas – filme [embora o livro de Choderlos de Laclos seja ainda melhor que o filme]
10. Orgulho e Preconceito – Jane Austen

* De tio Shakes prefiro A Megera Domada e Muito Barulho Por Nada. Não sou muito fã de Romeu e Julieta.

About these ads

Um comentário sobre “Crássico é crássico e vice-versa

  1. Pingback: Livros de praia « Batata Transgênica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s