Efeito colateral perverso

Dominó de livrosNoutro dia, estava à procura de receitas de pudim de Yorkshire [que, para minha surpresa total, é salgado] quando caí no Yahoo!Respostas, na pergunta de uma pessoa que procurava exatamente a mesma coisa.

A maioria das respostas consistia basicamente da mesma coisa: ninguém nunca nem tinha ouvido falar nisso. À parte o fato de que eu não entendo pra quê dizer isso num site que tem como objetivo encontrar respostas diretas, fiquei ainda mais abestada quando me deparei com Deus em pessoa ali naquele fórum:

Continuar lendo

Opa, cadê?

Embalagem de Opa Camarão, da Elma ChipsNo final do ano passado viciei num salgadinho de pacote, desses que fazem maravilhas pra hipertensão e que a gente acaba com o saquinho sem nem perceber.

Quando era pequena adorava o Ebicen de camarão [tá, isso foi meio redundante, já que ebi é camarão em japonês mas, como agora tem Ebicen também de cebola, tá valendo]. Esse Opa da Elma Chips lembra bastante o Ebicen, só que é mais salgado e a consistência é mais dura – pra mim, quanto mais crocante melhor!

Eu já disse que viciei nisso, né? Pois é, o problema é que faz três semanas que não acho mais na cidade. Pensei que fosse um produto promocional, desses que vêm e vão, mas no site da empresa não diz nada disso. Pensei que tivessem cortado o suprimento do meu fornecedor, mas não tem em nenhuma outra bodega. Pensei num monte de coisa, menos no pior.

Um incêndio na fábrica de Curitiba/PR foi o responsável pelo desabastecimento, bem no último dia do ano, há um mês. Nenhum funcionário ficou ferido, mas vai levar um tempinho ainda pra voltar a produzir…

Quem deu a informação foi o próprio vendedor da Elma Chips [tomado de surpresa no meio da rua, heh! Junkie faz loucuras]. Os salgados que estão nos expositores são fabricados em outro lugar, que ele disse mas eu esqueci.

Veneno + Mistério + Fazível

Diário de Marília: “A polícia de Garça investiga a morte de duas funcionárias de um viveiro de mudas, supostamente envenenadas ontem [26/jan] pela manhã. As lavradoras Nilza de Fátima Gouveia Quintanilha, 42 anos, e Luciana Cristina de Souza, de 37, morreram poucas horas após terem tomado café no local de trabalho. Marilena de Souza da Silva, de 46, também foi intoxicada e está hospitalizada.”

Um suspeito já foi detido com base em uma pista muito boa. Pelo visto, não será um mistério igual o caso de envenenamento por arsênico em Campinas, que já vai completar três anos. A única dúvida que resta por enquanto é qual o veneno utilizado: como mencionaram o sabor amargo eu pensei em cianetos, mas não sei se isso chega a alterar a cor do café, que ficou mais claro como se tivessem adicionado leite.

Se fosse um livro de Agatha Christie, acho que o título seria “O Misterioso Caso de Garça” ou “Um Brinde de Café”.

Continuar lendo

SAG 2008

Titia Batata volta às suas atividades normais [seja lá o que signifique "normais" pra titia Batata, heh!] com a primeira edição do Troféu PdUBT concedido ao SAG Awards, que foi transmitido ontem. Eu perdi a primeira hora do tapete vermelho – mas foi totalmente justificável: estava assistindo “As Sete Faces do Dr. Lao”. Portanto, talvez o Troféu PdUBT contenha algumas injustiças por ausência.
;o)

Neste ano tem uma novidade no Troféu PdUBT: fotos! São miniaturas, caus que não quero deixar muito carregado e também para manter o caráter low profile do blogue mas, se clicar nos links em cada nomezinho indicado, vai abrir uma nova página com a foto maior [e às vezes com mais fotos de outros ângulos].

Javier Bardem
Troféu Eu Sou Eu e Não Tem Pra Mais Ninguém de mais bem-vestido – versão hômi
Javier Bardem num smoking sem gravata [e um bom corte de cabelo], muito fazível.

Continuar lendo

É cada uma que até parece duas

G1: “A adaptação para o cinema de “Harry Potter e as relíquias da morte”, último livro da série de fantasia, poderá ser lançada em duas partes, segundo informações do jornal britânico “The Mail on Sunday”.”

Segundo o MuggleNet, esta informação não pode ser confirmada ou negada enquanto o roteirista Steve Kloves participar da greve que acontece desde novembro passado – apesar do elenco ser obrigatoriamente britânico, a produção é toda americana, dos estúdios Warner.

As mesmas fontes dizem que o diretor norte-americano Steven Spielberg é forte candidato para assumir o sétimo filme, mesmo com todo o fuzuê criado pelo mexicano Guillermo Del Toro; ambos têm em comum o fato de terem recusado dirigir filmes anteriores da série [Spielberg foi convidado para o primeiro, A Pedra Filosofal, que caiu para Chris Columbus, e Del Toro foi convidado para Prisioneiro de Azkaban, o terceiro e melhor até agora, dirigido por Alfonso Cuarón].

Fuzuê por fuzuê, prefiro o mexicano. O Cuarón. Alguém pague milhões pro cara, por favor.

Listas

Iei! Das resoluções de leitura para 2008 já cumpri uma: fechei a conta dos livros de Agatha Christie que tenho e quais faltam.

Como dá pra perceber, minha coleção é toda bagunçada, com livros de quase tudo quanto é editora e coleção possível. Minha intenção é completar o máximo possível dos 20 títulos que me faltam dos romances policiais com as edições pocket da Nova Fronteira e, se sobrar grana, trocar as outras.

A conta deveria ser menor caus que tem cinco livros sumidos no mundo, mas que vou considerar perdidos para sempre porque não sei quando e para quem emprestei [A testemunha ocular do crime, Os crimes ABC, O inimigo secreto, O caso dos dez negrinhos e Um gato entre os pombos].

Será que finalmente conseguirei completar a coleção?

Xeretices

Baratinha da polciaDiário de Marília: “Depois de 22 anos de serviços prestados, a última ‘baratinha’ da Polícia Civil da cidade de São Paulo vai se aposentar. Sem fôlego para continuar em suas diligências policiais, o fusquinha preto e branco, alocado na Delegacia de Cartas Precatórias, nos Jardins (zona oeste), deve acabar seus dias em um museu.”

Awwwm, ti fofo. Homens e seus carrinhos…



Terra:
“O astro Johnny Depp ficou com o Globo de Ouro de Melhor Ator em Musical ou Comédia por seu papel em Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet.”

Ele merece! Mas justo quando ele finalmente vence acontece isso.

Estadão: “Uma dezena de prefeituras do Estado comprou, de três editoras de livros didáticos (Filosofart, Múltipla e Expoente), apostilas para o ensino fundamental com erros de toda natureza para distribuir a alunos da rede municipal. Embora o Ministério da Educação (MEC) ofereça material didático gratuito por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), elas gastaram juntas R$ 91,1 milhões nos contratos, sob o argumento de que o material do governo federal é de baixa qualidade.”

Tem hora que faltam palavras.

Nhac nhac

No domingo passado, o jornalista Zeca Camargo iniciou uma série dedicada ao centenário da imigração japonesa, no Fantástico. Num dos 155 mil restaurantes de Tóquio servem-lhe sushi com um molusco ainda vivo.

– Credo! Será que ele vai comer aquilo lá?

– O cara já comeu até ovo de pato galado e enterrado até ficar verde. Isso aí pelo menos é fresco.

Orgulho e Preconceito – série

Colin Firth e Jennifer Ehle

No catálogo da Ediouro do final da década de 80 em que achei Jane Eyre tinha outro clássico romântico obrigatório: Orgulho e Preconceito da escritora britânica Jane Austen, da mesma coleção [não encontrei com a mesma capa e tradutor (Lúcio Cardoso) da minha pra botar linque aqui... As edições atuais disponíveis, da Ediouro e a da Martin Claret, foram traduzidas por outros profissionais (ótimo motivo para ter esperanças de um dia ler a série Harry Potter com uma tradução decente, heh)]. Também faz parte da minha lista de Top Favoritos, algumas posições abaixo de Jane Eyre.

Nada mais natural, portanto, que eu aproveitasse pra baixar os seis episódios da minissérie da BBC pra assistir, ainda mais porque [não me atirem pedras!] a minha versão favorita da história é O Diário de Bridget Jones, niqui o ator Collin Firth interpreta a edição moderna do Mr. Darcy que fez tanto sucesso em 1995 [a propósito, a famosa cena do mergulho no lago está no episódio 3: nham nham!].

Continuar lendo