Karate Kid – A hora da verdade

Encera carro, pinta cerca, depois caratê.

Encera carro, pinta cerca, depois caratê.

A notícia de que o ator Ralph Macchio foi confirmado no elenco da série Ugly Betty [como personagem recorrente!] trouxe uma enxurrada de memórias na minha cabeça. Macchio pode fazer um quazilhão de filmes na vida mas não adianta: será lembrado sempre pelo papel de Daniel-san na série de filmes Karate Kid, cRássico da Sessão da Tarde nos anos 80 e início da década de 90.

O primeiro filme [The Karate Kid, EUA/1984] gerou tantos ícones na época que nem sei por onde começar… Pelo Senhor Miyagi, um japonês okinawano que pratica o zen, pela fofa da Elisabeth Shue, pelo golpe “garça em teto de zinco quente”?

A história em si é bobinha e cheia de clichês: garoto [Macchio] que se muda para uma nova cidade tem que se adaptar no colégio e vira alvo dos bullies. Procura a academia local de artes marciais para aprender a lutar mas os bullies freqüentam a tal academia, a Cobra Kai. Ele convence então o zelador do condomínio onde mora [Pat Morita, indicado ao Oscar e ao Globo de Outro como Ator Coadjuvante por este papel] a ensinar-lhe caratê para defesa, enquanto conquista a garota mais bonita da escola [Shue]. No fim, Daniel-san e o bully-chefe se enfrentam numa competição.

Miyagi: Nós fazemos pacto sagrado. Eu prometo treinar você, você promete aprender. Eu falo, você faz, sem perguntas.

O tempo passa, pequeno gafanhoto.

O tempo passa, pequeno gafanhoto.

Parece tolo lendo assim, mas tem uma mensagem bem legal por trás sem ser piegas [não muito, pelo menos] nem chato. Daniel não é um coitadinho, tem horas que merece as piabas que leva do Senhor Miyagi; o velhinho também não é o monge zen que aparenta, tem lá os pecadinhos dele. Mesmo Johnnie, o inimigo loiro, tem seu momento de redenção. Deve ser por isso que tá na lista da AFI dos 100 filmes mais inspiradores do cinema.

V. clipe-resumo de Karate Kid com a trilha sonora de Bananarama (Cruel Summer) no Youtube.

Isto pelo que me lembro… Faz tanto tempo que assisti pela última vez, às vezes eu misturo as coisas na cabeça. Um exemplo é a trilha sonora: eu jurava que a música The Glory of Love, do Peter Cetera [v. clipe no Youtube], era do primeiro mas na verdade é do segundo filme, aquele niqui Daniel-san e o Senhor Miyagi vão pra Okinawa. A canção foi indicada pro Oscar e pro Globo de Ouro e ficou na minha memória mais forte do que o filme em si mas, vagamente, acho que gostei da seqüência também.

O terceiro filme da série eu não assisti; a única coisa que sei sobre ele é que foi o último com Ralph Macchio e teve cinco indicações ao Framboesa de Ouro [pior filme, diretor, ator, ator coadjuvante e roteiro].

Daniel: Você quer dizer que às vezes ficava com medo de lutar?
Miyagi: Sempre com medo. Miyagi odeia luta.
Daniel: É, mas você gosta de karatê. Karatê é uma luta. Você treina pra lutar.
Miyagi: Isso você pensa?
Daniel (pensando): Não.
Miyagi: Então porque treinar?
Daniel: Para não ter que lutar.
Miyagi (rindo): Miyagi tem esperança pra você.

Se ele vier com o golpe da garça perneta, role e ria.

Se ele vier com o golpe da garça perneta, role e ria.

O quarto e último filme da série substituiu Macchio [com 32 anos, não mais um kid apesar da carinha] por Hilary Swank [não mexa com a menina: ela luta caratê e boxe!], assisti uma vez e tá de bom tamanho, não precisa mais do que isso. O Senhor Miyagi já não ensina a pegar moscas com hashi e seu zen cede lugar ao militar. Faz de conta que os dois últimos filmes não existiram.

Daniel: Wouldn’t a fly swatter be easier?
Miyagi: Man who catch fly with chopstick accomplish anything.
Daniel: Ever catch one?
Miyagi: Not yet.

Curiosidades
Boatos de que Chuck Norris declinou do convite para interpretar o sensei Cobra Kai porque ele não queria encarnar uma representação negativa das artes marciais foram negados pelo próprio ator. O papel do Senhor Miyagi foi cogitado para Toshiro Mifune e oferecido para Mako. O golpe da garça coa bexiga cheia [crane kick] não existe de verdade, é um movimento criado para o filme por Darryl Vidal, faixa preta na vida real que aparece rapidamente no fim do filme como um dos lutadores derrotados por Daniel-san.

V. review do primeiro filme no site InfanTV.

Trilha sonora do primeiro filme
Moment of Truth (Survivor) – Youtube
(Bop Bop) On the Beach (The Flirts, Jan & Dean) – Youtube
No Shelter (Broken Edge) – Youtube
Young Hearts (Commuter) – Youtube
(It Takes) Two to Tango (Paul Davis) – Youtube
Tough Love (Shandi)
Rhythm Man (St. Regis) – Youtube
Feel the Night (Baxter Robertson) – Youtube
Desire (Gang of Four)
You’re the Best (Joe Esposito) – Youtube
Cruel Summer (Bananarama) – Youtube v. 1 e 2

Miyagi: First, wash all car. Then wax. Wax on…
Daniel: Hey, why do I have to…?
Miyagi: Ah ah! Remember deal! No questions!
Daniel: Yeah, but…
Miyagi: Hai!
[makes circular gestures with each hand]
Miyagi: Wax on, right hand. Wax off, left hand. Wax on, wax off. Breathe in through nose, out the mouth. Wax on, wax off. Don’t forget to breathe, very important.
[walks away, still making circular motions with hands]
Miyagi: Wax on, wax off. Wax on, wax off.

V. momento Senhor Miyagi no blog Diário da Maionese, do Marco Y.

23 comentários sobre “Karate Kid – A hora da verdade

  1. Ahhh, eu vi Karate Kid muitas vezes, muitas mesmo. Adorava aquela fantasia de chuveiro que o Sr. Miyagi fez para ele ir na festa halloween. :)

    O segundo filme é legalzinho, o terceiro uma bomba.

    Eu tenho outro nome para o golpe da garça, mas não é politicamente correto.

  2. Bom artigo, Naomi!

    Já vi os quatro (se bem que o último, só uma vez e chega) e realmente o primeiro é o melhor da série. O segundo também é bonzinho, e no terceiro o que se salva é o comecinho, quando eles estão saindo do torneio e encontram a turminha do Cobra Kai no estacionamento.

    Se tiver saudade dos filmes, é só ficar de olho que toda semana passa algum deles no Boomerang (assisti o primeiro… de novo! há uns quinze dias).

    Um abraço,

    Cristine

  3. kaká, manda pro meu email, plis? fiquei curiosa!

    cristine obrigadíssima pela dica, geralmente passo batido pelo boomerang! só dava uma parada no disney channel quando tem filme e no jetix por causa da pucca :)

    josué, vc treinou o golpe da garça?

    adrina, são as coisas mais inusitadas que trazem as lembranças, né? quando vi a manchete no site [sobre ugly betty] nossa, foi voltar uns 20 anos no tempo…

    cássia, frô, não conhecia, brigadê!

    ah, todo comentário que tem link entra pra uma fila de moderação, por isso pode levar umas horinhas até eu liberar manualmente :)

  4. eu tentei o golpe da garça. em casa. sem nenhuma instrução além do filme. caí de costas, bati a cabeça no chão e fiquei uns bons segundos largada no chão, com me do de me mexer, pensado se tinha quebrado alguma coisa. como me levantei sem nenhum problema, além do mico que paguei, guardei o segredo eternamente… até hoje :D

  5. Telinha do céu… obrigada por dividir seu segredo com a gente. rsrrs
    Eu adoro flashbacks, e posso ficar horas e horas falando desses filmes da déc. de 80 e lista é enorme, a gente podia fazer uma.
    São filmes que veremos 100 vezes e jamais ficaremos cansadas.

    beijocas

  6. Pingback: Ralph Macchio: Aventuras na TV « Cinema é Magia

  7. telinha!! brigada, brigada pela gargalhada mais alta que já dei ao imaginar a cena!! ainda tou rindo aqui… :) minha irmã de vez em quando executa uma paródia desse golpe, jogandoo chinelo longe. uma vez acertou o relógio de parede a 8 metros de distância. :lol:

    adrina, conta mais!!

    lola, quando escrevi nem imaginei que tanta gente fosse se lembrar… agora, os de kill bill estão mais pro sensei cobra kai do que pro senhor miyagi, sem dúvida!

  8. Pingback: Deu A Louca no Kung Fu Panda Kid, A Nova Geração « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  9. Aiii gnte…

    q saudadessss…eu sou apaixonada pelo Daniel San, lembro-me ateh hj a 1ª vez q eu vi o filme na Sessão da Tarde…sempre estou a procura de notícias sobre Ralph…

    eu amoooo de paixão o filme…e eh uma pena q O Ralph não tnha feito sucesso em outros filmes assim como Tom Cruise e Patrick Swaize (afinal começaram na msma época, inclusive fizeram um filme juntos)…tnho qse ctza q foi o 3º karatê kid que ocasionou isso, pq infelizmente esse 3º filme foi ruizinho d+…

    agora filmar um “remake” com nome kung fu kid, pra mim, no mínimo eh duvidoso…não sei o q eh pior, se eh eles fimarem uma cópia clássica do filme, mudando os personagens…ou mudarem totalmente a enredo, mantendo esse nome, q rapidamente me remete ao karatê kid…

    soh sei q gostaria de ver mais Ralph nas telonas =D

    beeijos

  10. Olá galera. Por favor , alguém sabe o nome da musica ou banda que toca aquele rock durante a competição final de karate Kid I. Onde a turma do Cobra Kam enfrenta os do Myagi . valeu !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s