Livros que viram filmes que vendem livros

Faz um tempinho atrás, li num blog um comentário que quase me derrubou da cadeira: a pessoa reclamava do oportunismo comercial de um cara que escreveu um livro para se aproveitar do sucesso de um filme, uma trilogia, que concorreu ao Oscar daquele ano e levou 11 prêmios.

O nome do autor oportunista era J. R. R. Tolkien e o filme, você adivinhou, era O Senhor dos Anéis: O retorno do rei.

Te juro.

Lembrei disso agora porque estava a ler um artigo no caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo, niqui os editores brasileiros comentam o lançamento ou o relançamento de livros que foram adaptados para filmes que concorrem ao próximo Oscar:

“O leitor iniciado frequenta livrarias, lê resenhas nos jornais e por esses meios escolhe os livros que vai comprar. Mas um público mais amplo, que não segue esse caminho, pode ser atraído a ler por conta da grande divulgação de um lançamento no cinema”, diz Maria Amelia Mello, da José Olympio. [link]

Eu não li nenhum dos originais [novidaaade!] ainda, mas o primeiro da minha lista de queríveis é O Leitor – eu, que não sou mais chegada nos temas do Holocausto e/ou nazismo. Cinema realmente influencia. ;)

O Leitor – Bernhard Schlink
Seis Contos da Era do Jazz e Outras Histórias – F. Scott Fitzgerald [donde saiu O Curioso Caso de Benjamin Button]
O Menino do Pijama Listrado – John Boyne
Sua Resposta Vale um Bilhão – Vikas Swarup [que virou Slumdog Millionaire ou Quem Quer Ser um Milionário?]
Foi Apenas um Sonho – Richard Yates

“O romance de Richard Yates é extraordinário, mas totalmente desconhecido aqui. Com o filme concorrendo ao Oscar, com grandes atores, há a possibilidade de uma ampliação no número de leitores do livro, que dificilmente seria alcançada sem o impacto midiático do filme.”

Eu senti falta de entrevistarem alguém da editora de Batman, O Cavaleiro das Trevas [que relançou o arco numa edição definitiva que custa os zóios da cara], ou HellBoy ou Homem de Ferro. Tá certo que esses dois só concorrem a prêmios técnicos, mas em compensação O Menino do Pijama Listrado tá na lista da Folha por que?

About these ads

8 comentários sobre “Livros que viram filmes que vendem livros

  1. Eu tive para comprar O Menino do Pijama Listrado umas 3 vezes em 2007, achava a capa bonita mas sempre tinha outro mais interessante. Já vi o filme.
    Desses filmes do Oscar o único que eu já tinha lido foi o do Benjamin Button e o filme não tem nada a ver com o conto, bom só o fato que ele nasce velho e vai ficando jovem.
    E fiquei com vontade de ler Foi Apenas um Sonho, o filme é muito bom mesmo.

  2. Essa d’ O Senhor dos Anéis foi pra matar. ..

    Me lembra uma vez, eu estava ouvindo no carro, numa rádio dessas bem bregas, um programa chamado Recados do Coração.

    Aí algum ouvinte tinha mandado aquele texto suuuuperfamoso do Jorge Luis Borges, chamado Instantes. Sabe aquele em que ele fala ‘se eu pudesse viver novamente a minha vida… blá-blá-blá’?

    Então, o locutor leu assim: ‘Aê, o Jorge Luiz Borges está dedicando esse texto a todos os seus ouvintes’… e começou a ler!

    Quase bati com o carro de tanto rir!!! Mesma coisa agora, ‘to quase caindo da cadeira

  3. Boa essa pergunta!
    Eu queria saber, que passa na cabeça da industria dos livros, em 2006 o Osman PAmuk ganhou o Nobel, foi livro de Osman Pamuk prá todo lado, até hoje tem, o Neve( aquela merda) tem destaque em qualquer livraria.
    A Doris Lessing, que se vc já leu sabe, é a melhor há tanto tempo que as editoras nnao relançaram, pasmem, nenhum dos seus títulos, para ler Doris Lessing é preciso ter uns canais.
    Esse ano, ganhou o Le Clésio, fui na livraria e a moça me perguntou: Lê quem?
    Na lista do Estado tem, ainda a Menina que roubava livros, gente é livro para adolescentes!
    Mas eu queria saber!

    Beijo

    PAola

  4. Não somos um país leitor, e creio que um dos motivos seja o preço dos livros. É aí que as adapatações para o cinema tem seu papel.

    Mesmo lendo resenhas e sinopses (creio que a maioria só lê mesmo esta última), aínda ficamos com o pé atraz. E se estivermos desenbolsando uma grana e não gostarmos do livro?

    Por outro lado se vc curtiu o filme a propabilidade de ter afinidade com a obra escrita é maior. Ao menos comigo é assim (estou lendo A Bússula de Ouro – e dá de 10 no filme!). E não tenho vergonha de dizer q sou levada pela publicidade massiva dos lançamentos, leio o livro por causa do filme sim, e daí! rsrsrsr

  5. Benjamin Button e Scott fazem sentido para mim.
    Já Mark Twain – como é que se escreve o dito cujo – tal como disse uma amiga minha?!
    É! Ela, a Dani, comentou que o Mark teria escrito uma estorinha semelhante…
    Mas, não sabia mais detalhes…
    E insinuou que a história – que ela gostou na telona – teria sido adaptada dele.
    ?!
    Xápralá, como diria Rosana Hermann…

    Mas, mini-série da Globo também chama livros.
    A história de Maysa por um historiador capixaba, um livro até pequeno, suscinto, voltou a ser exibido e oferecido ao público.
    Cheguei a folhear para ver o conteúdo, mas, não me animei a comprar.
    Já sabia que a mini-série era uma adaptação de cartas.
    Queria mesmo era ver o enfoque do filho dela, o diretor!

    Abraços, minha flor!

  6. Concordo com a Fabiana. Um dos motivos de brasileiro ser tal mau leitor é que os livros aqui são caaaaros. Amo ler, mas penso um milhão de vezes antes de comprar um livro. Agora em janeiro fui na Cultura e comprei 3 pockets em inglês e paguei pouco mais do que pagaria por um único livro em português. Tudo bem que a nossa qualidade de papel e gráfica é muito boa, mas…quem não tem dinheiro nem para ir no cinema ou pegar um DVD, vai lá ter dinheiro para comprar livro com capa e papel de ótima qualidade?

    Eu estive com O Leitor na mão umas 3 ou 4 vezes nas minhas andanças por livrarias em janeiro (acho que o lugar de onde eu sentia mais saudades em São Paulo era da Cultura), mas não consegui me animar a comprar. Dei umas bisolhadas, uma corrida de olhos nas páginas e não gostei da narrativa. Achei meio simplista e não me estimulou. Mas talvez ainda leia….depois da pilha que eu baixei por conta do Skoob.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s