Yo [no] soy Betty, la fea

Ana Maria Orozco, a Betty original

Ana Maria Orozco, a Betty original

Um Antigo uma vez me disse que a melhor forma de evitar decepções é manter as expectativas baixas. Geralmente eu esqueço desse conselho pessimista, mas lembrei dele quando começaram a aparecer as primeiras notas a respeito da adaptação brasileira de Betty, A Feia na Record. A cada novidade publicada baixava ainda mais a expectativa.

Na semana passada, por exemplo, disseram que a autora responsável pela adaptação brasileira voltou do México com a incumbência de refazer tudo porque tudo foi rejeitado pela Televisa, a dona dos direitos [embora eu não entenda por que a mexicana Televisa e não a colombiana RCN, o canal que produziu e exibiu o original de Fernando Gaitán. A Televisa produziu a paródia A Feia Mais Bela, com a Angelica Valle no papel de Letty].

Primeiros nove minutos e meio da original colombiana.

Angélica Valle, a Letty mexicana

Angélica Valle, a Letty mexicana

comentei antes como a versão colombiana – que é minha preferida, uma das poucas novelas que assisti duas vezes – me lembra incrivelmente do livro Jane Eyre, de Charlotte Brontë, só que mais ensolarado e engraçado: no meio de todo o riso e drama romântico há um sentimento de empatia, ternura, de valores morais sem moralismo, com um ritmo fluente e – o que eu mais gosto – sem interpretações estridentes.

Eu lembro de duas personagens de novela brasileira com o mesmo dote. Em 1900-e-guaraná-com-rolha tinha a Bia Nunnes como Elisa, a filha sem graça do Nonô Correia em Amor com amor se paga. Ela foi cortejada pelo personagem do Caíque Ferreira por interesse, mas depois ele caiu por ela de verdade. Quando Elisa descobriu fugiu de casa e  ele ficou desesperado – igual quinem quando Betty descobriu a Carta ao Presidente* do Mario Calderón, pois pois?

A outra personagem foi interpretada pela Mariana Ximenes em Chocolate com Pimenta, que começou “feia” [ou seja, botaram-lhe uns óculos de armação grossa] mas logo apareceu transformada. Ela não ficou irreconhecível como a Ana Maria Orozco, que passava por torturas diárias e que é, imho, uma das mulheres latinas mais lindas mas valeu pela tentativa.

America Ferrera, a Betty norte-americana

America Ferrera, a Betty norte-americana

Não vamos comentar Ugly Betty caus que a única coisa que tem em comum com a novela original é uma protagonista latina chamada Betty – e esta nem poderá passar pelo makeover – e o humor.

Mas v. a canção que a Marie Digby compôs em homenagem à personagem da America Ferrera – lóvo Marie Digby.

Seis meses atrás até fiquei matutando ni quem seria escalado pros papéis principais, um pouquito mais complexos. Daí nesta semana anunciam finalmente a atriz que encarnará Bela, A Feia: Barbara Borges. A escolha confirma que a versâo a ser adaptada é mesmo a colombiana, com a transformação.

Primeiro comentário ranzinza: uma das alterações vetadas pela Televisa foi o nome escolhido para a protagonista, disseram que tinha de ter alguma semelhança com o original. A justificativa da autora para o nome vetado [que não sei qual é] foi que soava mais brasileiro do que Betty. Vamos falar então do nome aprovado. Oh, claro, Bela soa realmente muito mais tupiniquim. Joinha!

Bárbara Borges, a Bela brasileira

Bárbara Borges, a Bela brasileira

V. clipe de Aqui Estaré, da trilha sonora de La Fea Más Bela com legendas em espanhol e português.

Segundo comentário: vi muito pouco do trabalho da atriz brasileira, e esse pouco não me deixou marcas profundas. Tomara que eu esteja errada, por isso dá licença que vou  ali manter as expectativas baixas até maio, quando deve estrear a novela. Será que ela vai me levar às lágrimas, com o coração partido, como a Ana Maria Orozco quando leu a Carta?

Dizem que o SBT planeja reprisar a versão mexicana para esvaziar a estreia da Record; quanto a mim, sou totalmente a favor de que a Rede TV! faça o mesmo com a colombiana. Minha filosofia é: quanto mais, melhor. :)

Atualização 02/08/09

Gisele Itié, a Bela brasileira

Gisele Itié, a Bela brasileira

Da data de publicação deste post até hoje, muita coisa mudou na escalação do elenco. Bárbara Borges foi cogitada para o papel principal, mas acabou ficando com a personagem equivalente à Hilda da série norte-americana Ugly Betty. Gisele Itié protagoniza a novela da Record que estreia no dia 04/08/09.

Adaptada por Gisele Joras, “Bela, a feia” ganhou uma tonalidade mais quente que suas antecessoras. Talvez possa ser comparada mais de perto à “Ugly Betty”, versão americana exibida aqui pelo SBT. Na trama também há um salão de cabeleireiro onde a irmã de Bela, Elvira (Bárbara Borges), é manicure, e um grupo de comunicação, onde a própria protagonista irá trabalhar. No mais, entram em cena a zona portuária do Rio, sobretudo as ruas da Gamboa, o samba e alguns mistérios, como o isolamento de Vera (Silvia Pfeifer), longe da família há quase 30 anos.
— É um mistério inclusive para mim. O que esta mulher pode ter feito de tão ruim para renunciar a tudo: filhos, dinheiro e amigos? — observa Sílvia, em sua primeira novela na Record. Vera é mãe de Rodrigo (Bruno Ferrari), um eterno garotão, bonito, saudável e com grana e tempo de sobra para gastá-la. Ele não quer saber de responsabilidade, mas é obrigado pelo pai, Ricardo (Jonas Bloch), a assumir os negócios na empresa.
— Rodrigo gosta de praia, mulher bonita e ócio. Quando se vir diante dessa encruzilhada, vai precisar de aliados, e é aí que entra a Bela — adianta Bruno.
Numa seleção de emprego na poderosa agência +/Brasil, Bela tem a melhor avaliação, mas devido à sua péssima aparência perde a vaga. Uma reviravolta acontece e ela passa ao cargo de secretária da presidência, auxiliando Rodrigo contra seus inimigos mais próximos: o primo Adriano (Iran Malfitano), que deseja ser presidente da empresa, e a amante Verônica (Simone Spoladore), uma mulher ambiciosa capaz de tudo para ter poder.
— Não sei se ela teria coragem para matar, mas é certo que vai tentar neutralizar Bela de alguma maneira — conta Simone.
Quem apoia Bela em sua dura jornada contra o preconceito é a irmã, Elvira, que adoraria ser a “fada-madrinha” dessa gata borralheira.
— Ela torce para que um dia Bela acorde e queira ser bonita — justifica Bárbara Borges.
Mas esse dia está longe de chegar. Bela ainda vai assustar muita gente por aí. [Extra, 01/08/09]

V. a cena da Carta ao Presidente em espanhol com legenda em inglês.

* Carta ao Presidente – cap. 89

Prezado Presidente,

Aqui estão as instruções para que continue com sua rotina de horror com Betty.

Em primeiro lugar encontrará os cartões que deverá continuar colocando no escritório de sua monstrenga com seu respectivo presentinho. Não vá esquecer, porque não estarei por perto para o fazer. Escrever esses cartões foi mais difícil do que nunca, porque antes ao menos me contava o que tinha acontecido na noite anterior. Os nojentos beijos que lhe dava, as palavras para fazer o horror, digo, o amor com ela.

Cada detalhe do seu caminho de terror pelo menos me servia para escrever alguma coisa. Assim, esses poemas contêm sentimentos neutros, suponho que durante esses dias terá que voltar ao suplício de beija–lá e seguramente de dormir com ela.

Então, aqui vai a poesia barata que a fascina, poesia para feias apaixonadas. Como a monstrenga deve estar cheia de ilusões, já que Marcela não está pela empresa, o mais certo é que ela estará esperando que você lhe dedique todas as suas noites, e ela tem razão em pensar isso. Porém, tenha cuidado,  Marcela não irá permitir e seguramente deixou Patrícia para seguir todos os seus passos. Se fizer algo errado Marcela cancelará o casamento, lembre-se que ela quis fazer isso antea.  Não dê motivo para o seu casamento ser cancelado, sabe muito bem que isso não pode acontecer. Esse casamento deve acontecer apesar de tudo e de todos.

Eu sugiro que amanhã leve a Betty com você ao evento da Adrianna Arboleda, ninguém estranhará que vá com ela. Tome uns drinques, leve-a para casa e, se estiver bêbado o suficiente, durma com ela. Sim, sim, sim, imagino a cara de mártir que deve estar fazendo ao ler isso. Mas se beber bastante não será tão ruim assim dormir com ela. Já está anestesiado. É algo que você deve fazer.  Então vá lá amanhã e acabe com isso de uma vez. Ela ficará contente e não nos chateará por uns dias, pelo menos.

Ah, mais uma coisa, eu não empresto mais meu apartamento. Não, senhor, você acabou com a minha reputação da outra vez, me deixou em pedaços, até o porteiro zombou de como era a mulher feia que você levou.

E, estimado Doutor, não é porque ela deixará de chatear por uns dias que significa que você pode descansar. Mantenha a rotina de cartões e presentinhos que vê aqui, porque Don Nicolás Mora continua atrás de Betty e da Eco Moda, e eu não quero voltar e ter a notícia de que se descuidou e a entregou nas mãos dele, porque seria o mesmo que entregar a empresa a ele.

E bem espero que essa semana seja menos horrível que as outras que tinha passado com ela, mas tenha sempre em mente esse lema: “Beijo a Betty para não perder a Eco Moda”.”Faço amor com Betty para não perder a Eco Moda.” Pense que em cada beijo, em cada terrível carícia você se assegura de que Betty nunca fique contra nós.

Por último te recordo que durante esses dias você tem que ser muito especial, não só para manter a salvo a Eco Moda, mas sim porque temos de forçá-la a maquiar o balanço novamente para a próxima reunião que está chegando. Irmão, ela nos tem em suas mãos e não pode ficar contra, tem que nos ajudar. Então feche os olhos, tome uns “embelezadores”, diga frases bonitas e a leve para a cama mais próxima, porque eu te digo, não existe ninguém mais feliz do que uma feia depois de fazer amor.

Bom, meu estimado presidente, sei que terminou de ler essas instruções completamente enojado, mas pense em uma coisa: esse inferno não vai ser para toda a sua vida, você voltará a ser um homem feliz rodeado de mulheres belas, quando ela nos devolver a empresa.

Ânimo, Presidente.

Atenciosamente,

Mário Calderón

Se dice de mi
Letra & Música: Francisco Canaro & Ivo Pelay

Se dice de mi,
Se dice que soy fiera,
que camino a lo malevo,
que soy chueca y que me muevo
con un aire compadrón,
que parezco Leguisamo,
mi nariz es puntiaguda,
la figura no me ayuda
y mi boca es un buzón.

Si charlo con Luis, con Pedro o con Juan,
hablando de mi los hombres están.
Critican si ya, la línea perdí,
se fijan si voy, si vengo o si fui.

Se dicen muchas cosas,
mas si el bulto no interesa,
porque pierden la cabeza
ocupándose de mi.
Yo se que muchos que desprecian con mentiras
y suspiran y se mueren cuando piensan en mi amor.
Y mas de uno se derrite si suspiro
y se quedan si los miro resoplando como un Ford.

Si fea soy,
pongámosle,
que de eso aun no me entere,
en el amor, yo solo se,
que a mas de un gil, deje de a pie.

Podrán decir, podrán hablar,
y murmurar, y rebuznar,
mas la fealdad que dios me dio,
mucha mujer me la envidio
y no dirán que me engrupi
porque modesta siempre fui.
Yo soy así

Y ocultan de mi,
ocultan que yo tengo,
unos ojos sonadores,
además otros primores
que producen sensación.
Si soy fiera se que en cambio,
tengo un cutis de muñeca,
los que dicen que soy chueca,
no me han visto en camisón.
Los hombres de mi. critican la voz,
el modo de andar, la pinta, ehe!, la tos.

Critican si ya la línea perdí,
se fijan si voy, si vengo, o si fui.
Se dicen muchas cosas,
mas si el bulto no interesa,
porque pierden la cabeza
ocupándose de mi.

Yo se que hay muchos me desprecian compañía,
y suspiran y se mueren cuando piensan en mi amor.
Y mas de uno se derrite si suspiro
y se quedan si los miro resoplando como un gol.

Si fea soy,
pongámosle,
que de eso aun no me entere,
en el amor, yo solo se,
que a mas de un gil, deje de a pie.

Podrán decir, podrán hablar,
y murmurar, y rebuznar,
mas la fealdad que dios me dio,
mucha mujer me la envidio,
y no dirán que me engrupi
porque modesta siempre fui.
Yo soy así

Abertura original colombiana no Youtube, interpretada por Yolanda Rayo.

Se falam de mim [versão brasileira]

Se falam de mim
Me dizem que sou feia, meu andar desengonçado, meu nariz é engraçado, minha voz é de trovão
Que pareço desdenhada, sempre estou descabelada e por mais que eu me arrume sou mais feia que um canhão.
Só sei que a verdade
É bem diferente
Só falam de mim
Porque incomodo muita gente

Mas já entendi
E vou confessar
Os homens estão
Querendo…
Me amar

E falam muitas coisas
Mas só uma me interessa: por que perdem tanto tempo falando assim de mim?

Só sei que falam quando passo,
Mas suspiram, se desmancham, se deliram se eu pedir algum favor
E fazem tudo que eu quiser mas não me iludo,
Aproveito e faço tudo, mas não peçam meu amor

E se quiser
Me namorar
Tem que pedir
Tem que aceitar
Vir de joelhos, se humilhar
Vir rastejando
Me implorar

E não me digam que sou má,
São só os amores que vivi

Eu sou assim!

About these ads

16 comentários sobre “Yo [no] soy Betty, la fea

  1. ah, eu me emocionei tanto com Betty. Com o tempo que ela passou em Cartagena, e em como eu gostaria de ter uma amiga como Catalina Ángel. Com tudo que ela falou para o Quartel das Feias na hora do desfile. Eu me emociono ao lembrar, e, o pior, eu consegui ouvir a voz do tratante do Mário Calderón enquanto lia a Carta ao Presidente.
    Gosto de ver Ugly Betty, mas é outra história, que só tem em comum uma Betty que é feia. Nada mais…

  2. Menina, eu vi mexicana e me emocionei com a Betty , amei a versão colombiana e o quartel das feias! Odiei a versão americana! E espero que a versão brasileira respeite um pouco mais da doçura e ingenuidade da nossa querida feia!

    Beijos

  3. Lu, eu realmente admiro a sua perseverança em assistir a novelas e séries. Ultimamente ando tão atarefada e chateada com as coisas da vida que não tenho tido nem vontade de ligar a TV… nem Greys Anatomy, que eu amo, estou assistindo mais…

  4. Não gostei da mexicana, apesar de achá-la mais horrorosa do que a original.
    Lá vem o SVT de novo foder com novela boa. Já não chega o que fizeram com as edições tôscas do Pantanal?

    Sílvio Santos parece um retardado sem criatividade; e olha que eu nunca pensei isso dele.

  5. Adoro a Ugly Betty, talvez porque ainda que não conheça a original nem a mexicana. Pena que aquí passa só uma vez por semana, de terças. Dou tanta risada com Marc, assistente de Wilhelmina, porque conheço pelo menos 3 como ele, de verdade! Aquele sobrinho gay da Betty será um grande ator, tenho certeza. Tudo émuito “Diabo veste Prada”, mas é uma ficção bem mais próxima da realidade de quanto imaginamos. Beijos! Luma

  6. Ugly Betty eh bem legal! mas eh padrão americano de humor memo e a novela colombiana original eh a melhor mesmo! foi tanto sucesso q fizerando até uma serie [com o nome da empresa de mora q eu esqueci o nome] depois da novela mas nem vingou.

  7. Torço muito para reprisarem as “Bettys, as feias”. São minhas novelas preferidas (e ando acompanhando Ugly Betty também – e gosto da mudança no roteiro). Como você, mantenho baixas expectativas quanto à versão brasileira (e odiei o nome “Bela”, nada a ver). Também não conheço muito do trabalho da Barbara Borges, mas espero que ela se saia bem.

    Não tinha visto a Ana Maria Orozco sem estar caracterizada, que choque! Lindíssima! =D

  8. Eu não acompanhei nenhuma versão, mas consegui assistir alguma coisa da original e achava muito engraçado, fofinho, até… Aí vieram as outras, as quais passei batido.

    Só BosTa, né? rerererere Ai que medo..

    Nossa… como estou azeda hoje!

    :S

  9. Onde vc arranjou a cópia dessa carta!
    Também adoraria rever a versão colombiana, mas não sei se as emissoras brasucas tem a maturidade de contar essa história sem desandar o bolo.

    Curiosidade sabia q a atriz que fez a versão mexicana apareceu em Ugly Betty? Na primeira temporada, e vestida da versão pré-makeover.

  10. telinha, nossa, ctalina angel era um angel de verdade. lembra como as convidadas especiais também eram gentis com a betty? achei isso bem legal, não se criou um maniqueísmo feias boazinhas versus bonitas más. a adrianna arboleda, a cecilia bolocco, a taís araújo…

    patrícia, tomara vu! ops, isso foi um escorregão, xeu voltar a baixar as expectativas, hehehe.

    adrina, o que mais posso fazer em pedra lascada? o juiz e o promotor colírios vão embora à noite…

    cauks, pior [ou melhor:?] é que esse remake será da tv do bispo, aquela dos mutantes :lol: mas eu tinha gostado da novela do jacson, sabe aquela uma? cheia de bandidão?

    luma, eu assisti às 2 primeiras temporadas de ugly betty e adorava o mark e a amanda, o justin e a hilda, a wilhelmina e… só. não criei empatia com a betty, manja? aí fui esquecendo de baixar um ep aqui, outro ali, hehehe.

    tami, era ecomoda, o nome da série! se não me engano a rede tv tem os direitos mas nunca passou.

    bianca, a orozco é a mais bonita ads bettys, imho :lol:

    chris, vc percebeu bem: havia um forte componente de ternurar na betty colombiana, é isso o que cativou a maioria das fãs :) eu, pelo menos, ando sem saco pra “mocinhas” sem carisma.

    fabiane, eu não lembro onde achei a carta, pq tenho arquivada desde que a novela passou na rede tv, participava de grupo de discussão e tudo, hehehe… visitava um site com todos os recaps, era ótimo, pena que nunca mais achei o endereço. ah, assisti esses ep de ugly betty com a angelica valle, ela era a recepcionista do ortodontista da betty, né?

    puxa, que surpresa tantas pessoas que assisiram à novela…

  11. A versão mexicana pra mim é a melhor =D. Desde a estreia até os atualmente continuo assistindo Bela, a Feia, que mesmo sendo muito boa (na minha opinião) não chega aos pés de A Feia Mais Bela. =D

  12. Olá!
    Nunca achei que fosse encontrar alguém que compartilhasse tão grande paixão por Betty, a feia quanto eu, até ler suas postagens! A Betty colombiana é insubstituivel e até hoje eu me emociono ao assisti-la. As adaptações foram de qualidade média pra mim, sendo a melhorzinha a versão brasileira (por incrivel que pareça), na minha opinião.
    Quero parabenizar seu blog, amei a postagem da carta do Calderón.. sei quase toda de cor. kkkk
    Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s