Bola ou disco, o mundo é circular

Zero! Zero faíscas, ha ha ha!

Zero! Zero faíscas, ha ha ha!

Recebi a edição mensal do boletim Discworld, um dia depois de postar que um dos livros da série [provavelmente] está na lista de proibidos em uma escola norte-americana. Junte-se a isso o fato de que estou em débito com a rnt do ObjAbj e pronto, mais um post dedicado ao tema.

O editor do boletim costuma selecionar algumas das mensagens enviadas pelos leitores e as publica. Na edição #146 alguém comentou que tem um amigo que nunca, nunca lê, mas resolveu que ia ler um livro de vampiros que está no topo das vendas atualmente. Ele foi à biblioteca mas todos os exemplares estavam emprestados. O cidadão achou que seria falta de educação sair de lá sem pegar nada e acabou escolhendo um da serie Discworld [Moving Pictures / A Magia de Holy Wood] porque lembrou dessa amiga que sempre elogiava Terry Pratchett.

Lá pela página 12 ele já estava gargalhando [um efeito colateral que os leitores de Pratchett conhecem bem] e na página 20 ria tanto que perdeu o fôlego. Quando terminou, pediu indicações de mais livros para a amiga. Como a intenção inicial dele foi ler uma história de vampiros, ela indicou Carpe Jugulum, o 23º volume da série [sem tradução ou previsão de publicação no Brasil].

Quem diria que Stephenie Meyer seria responsável por fazer mais um fã de Terry Pratchett? São as voltas que o mundo dá.

E eu vou ler Moving Pictures no original, caus que quando li A Magia de Holy Wood da primeira [e única] vez não gargalhei.

E Carpe Jugulum, cRaro, e Hogfather, que já vi o filme, mas que bateu mais vontade ainda de ler o livro [saindo da ordem de publicação] depois de ler esse post do Enrique [ó as intimidadji] no blog Coisas Geek de um Hobbit Inútil.

Adivinha se já não entrou na lista de blogues favoritos? Senquiu, Rê!

Para receber o boletim mensal no email:
http://www.discworldmonthly.co.uk/

Dá para acessar o boletim via web sem assinar, sim, mas se você é quinem eu é capaz de esquecer de checar. Não é só portador de Alzheimer que esquece das coisas.

Enquanto isso, em terras brasileiras…
Nenhum sinal da tradução de The Wee Free Men.

Posts relacionados
A magia de Holy Wood
Hogfather – Missão especial de Natal

Imagem: LOL Celebs

About these ads

9 comentários sobre “Bola ou disco, o mundo é circular

  1. Por que eu cada vez acho que este site está ficando ainda melhor a cada dia ?

    [fim do momento puxa-saquismos]

    Mas é fato ! Olha os últimos posts tão recentes quanto rápidos e conteudísticos !

    Quando eu crescer, quero ser uma Batata. Ou pelo menos um Potato.

  2. :lol:
    adorei este post :)
    vc me viciou em t.p. forevermente e por causa disso irei aprender inglês. alinhais, donque eu posso comprar um livro dele em inglês, será? pensei em comprar primeiro algum que eu já li em português, pra ver se rola, tipo, o aprendiz de morte ou o estranhas irmãs e depois partir pros que inda non foram traduzidos no br…. vai ser o meu tp.project. aprender inglês por amor ao discworld ^_^
    bjo, naomiiiiiiiiiiiiiiii

  3. ô, rê, eu acho que se tp souber disso vai ficar bem felizinho!

    quanto aos livros importados eu costumo comprar na saraiva. lá nos estrangeiro sai edição de tudo quanto é tipo, as mais baratas são de papel jornal [mas um papel jornal de boa qualidade].

    a livraria cultura, o submarino e a fnac também vendem importados, é questão de combinar qual oferece a melhor combinação de preço, frete e prazo.

    comprar na amazon valia a pena com dólar baixo [e um cartão internacional].

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s