Karinto

Karinto coberto de açúcar

Karinto coberto de açúcar

Estava a assistir Iron Chef ontem e o ingrediente era udon. Dos onze pratos apresentados nenhum atiçou muito a Jurema, mas metade de um me deu vontade de comer karinto: um dos chefs fez uma sobremesa que foi complementada com um fio de udon frito coberto de açúcar.

Karinto é um tipo de biscoito frito, doce ou salgado. A massa leva basicamente farinha de trigo, água, fermento e açúcar – eu gosto mais dos que acrescentam gergelim. Tem em bolinhas, tirinhas [como espaguete cortado], retângulos achatados ou em forma de… de… bom, de cilindros curtos levemente curvados.

Como diz esse site, não se deixe enganar pela aparência: às vezes o karinto parece outra coisa.

Os que a gente compra no Tenryu e na Shoubai de Marília parecem minhocas fritas. :lol:

No blog Mão na Massa tem a receita do karinto salgado em português, e no site da Momiji Health Care Society tem a receita do karinto doce em inlgês.

Imagem: Yokohama Kaidashi Kikou

Crianças vilãs

Draco Malfoy (HP&GoF)

Draco Malfoy (HP&GoF)

O site da Entertainment Weekly listou uma série de crianças [e adolescentes] mais odiosas de filmes e seriados. Dos que assisti, a maioria desses minivilões está na minha lista de personagens favoritos mas eu tenho pobremas, então não conta.

Enfanta terrible: 31 crianças odiosas da tv e do cinema

. Draco Malfoy [Tom Felton] de Harry Potter – plis, né?

. Damien [Harvey Stephens] de A Profecia – esse é de dar medo. O do remake não.

. as Heathers [Shannen Doherty, Lisanne Falk, Kim Walker] de Atração Mortal – assisti há muito tempo, lembro apenas que gostei.

. Ace Merril [Kiefer Sutherland] de Conta Comigo – Kiefer Sutherland era tão bom fazendo esse tipo de papel…

. Regina George [Rachel McAdams] de Meninas Malvadas – acho que era parecido com as Heathers, mas menos.
Continuar lendo

Sr. Pauteiro

Eu entendo que o falecimento de uma pessoa tão interessante para a mídia gere uma demanda por notícias para chamar audiência, muitas notícias, e que quando a fonte de infomações relevantes não dá conta é preciso apelar para entrevistas com gente a granel.

Mas poderia dispensar o repórter de pedir pros caras cantarem Iarnuou no meio da rua?

KTHKS.

Complexo de Cinderela de A a Z

Cinderela era uma garota órfã que trabalhava de criada da madrasta bonita e de suas duas irmãs [feias, segundo os contos de fadas]. O príncipe do reino ofereceu um baile para escolher uma esposa, mas a madrasta impediu que Cinderela participasse. Blablablá, a fada-madrinha da garota fez bibidi-bóbidi-bum, limpou-a, pôs um vestido e sapatinhos, deu-lhe uma carruagem, blablablá, e foram felizes para sempre.

Todo mundo conhece a história, né? Se não conhece [cara, cê teve infância?] tem esse Projeto Contos de Fadas, aqui.

Esse introdutório foi só pra contar que Miguelito tá rodando três músicas top favoritas em loop. Os videoclipes dessas três músicas contam a mesma história da Cinderela, adaptadas aqui e ali. Nos dois do ZZ Top, por exemplo, são três fados-padrinhos [os músicos da banda], e no do Adam & The Ants o Cinderelo é o próprio Adam Ant. Lóvo.

Adam & The Ants – Prince Charming [letra]
Continuar lendo

Qual é a função do narrador esportivo?

Ilustração de Reinaldo Figueiredo para a revista Piauí

Ilustração de Reinaldo Figueiredo para a revista Piauí

No domingo assisti a dois eventos esportivos em sequência – não é tão raro de isso acontecer mas, não sei o motivo, desta vez me peguei encafifada com uma questão. Ou talvez eu saiba, já que tou injuriada com o cara desde as 500 Milhas de Indianapolis no mês passado.

Naquele dia fiquei com a sensação final de que a corrida tinha sido tediosa [cheguei a cochilar na metade]. Daí estava a ler as notícias posteriores e percebi que não foi; o que me aborreceu foi a narração. Eu gosto de FIndy, mas não tenho tempo de acompanhar tudo o que é publicado a respeito.

Gosto de assistir à prova na TV e ser informada do que está acontecendo: desde os pequenos detalhes mecânicos até a informação mais prosaica que cheire a fofoca, tipo quem namora quem. Conversas de bastidores, estatísticas, fatos históricos e geográficos, análises de performance comparada, conhecimento trivial, cultura pop relacionada… Esse é o tipo de coisa que vi muito nas transmissões de futebol americano e da Nascar.

Continuar lendo

Polícia Federal de Marília engajou-se na campanha de cadastro de doadores voluntários de medula óssea

medulaOutra ação social joiada da Polícia Federal de Marília/SP. Se você estiver na região entre quarta [24] e sexta-feira [26] pode participar. Vale lembrar que as restrições para doação de medula são menos rigorosas do que as restrições para doar sangue, então mesmo que você não possa doar sangue por algum motivo, ainda pode ser doador de medula óssea.

Outro detalhe interessante é a garantia do sigilo: está pensando naquela informação de que o FBI cedeu o CODIS para a PF, né, pequeno gafanhoto? Nada tema, a legislação brasileira prescreve que o suspeito não pode fornecer material genético para fins de investigação criminal contra a sua própria pessoa. Que alívio, hein? ;)

Segue o press-release da ação:

Nesta iniciativa inédita, a Polícia Federal de Marília abre suas portas e fornece a estrutura logística para o HEMOCENTRO DE MARÍLIA (FAMEMA) e seus profissionais para viabilizar o cadastro de doadores de médula ossea, aproveitando a oportunidade de divulgação e mapeamento genético (gene HLA) dos cidadãos que resolverem se engajar na campanha.

Os servidores policiais federais, administrativos e contratados da Polícia Federal de Marília participam ativamente da campanha e com absoluta adesão forneceram pequena amostra de sangue para realizar o cadastro, e assim participar do banco de dados nacional de doadores de médula óssea (REDOME – Registro de Doares de Medula Óssea).

Nesta parceria com o Hemocentro de Marília, a Polícia Federal quer que não apenas seus servidores se cadastrem como doares, mas toda os interessados na sociedade civil de toda a região, portanto criou a estrutura para coleta do material genético dos doares em suas instalações.

A base de coleta de material genético estará funcionando para atender a toda a população interessada em participar da campanha nos dias 24, 25 e 26 de junho de 2009, na sede da Polícia Federal de Marília (Av. Joquei Clube, 87, Marília – SP).

Para quem quiser se cadastrar como doador voluntário basta dirigir-se a Polícia Federal de Marília nas datas mencionadas, onde será coletado 5 ml de sangue, sem qualquer custo, e será preenchido um cadastro com dados pessoais do interessado.
Continuar lendo

[S] Objeto de desejo

Livro “Don’t Swallow your Gum – Miths, Half-Truths and Outright Lies about your Body and Health” de Aaron Carroll e Rachel Vreeman.

Professores da Universidade de Indiana, eles escreveram o livro depois do frenesi causado na comunidade médica pelo artigo de sua autoria Medical Myths Even Doctors Believe (Mitos da medicina nos quais até os médicos acreditam), publicado no British Medical Journal em dezembro de 2007. [IstoÉ Independente]

Leio porque é livro; se fosse líquido, bebê-lo-ia

A tag “livros” continuou no topo das buscas que caem no PdUBT nos últimos dois dias, e estou contente. Para mantê-la em alta vou abusar da Suzana Elvas e publicar aqui a lista de livros que ela colocou à venda.

São usados mas muito bem conservados, eu sei porque já comprei dela. A negociação é tranquila e confiável, os livros são despachados bem embalados. Titia Batata recomêinda.

Se tiver interesse, clique no link abaixo para fazer o download da lista completa com os preços em arquivo do MSWord [.doc] ou acessar o blog Leitura Seminova.

Lista de livros à venda 2009

Apenas lembrando: os interessados devem contatar a Suzana no blog Leitura Seminova, não aqui. Eu só divulguei porque é uma boa oportunidade pro amigo do PdUBT adquirir livros legais por preços camaradas. “O Castelo no Ar” da Diana Wynne Jones, por exemplo.