Polícia Federal de Marília engajou-se na campanha de cadastro de doadores voluntários de medula óssea

medulaOutra ação social joiada da Polícia Federal de Marília/SP. Se você estiver na região entre quarta [24] e sexta-feira [26] pode participar. Vale lembrar que as restrições para doação de medula são menos rigorosas do que as restrições para doar sangue, então mesmo que você não possa doar sangue por algum motivo, ainda pode ser doador de medula óssea.

Outro detalhe interessante é a garantia do sigilo: está pensando naquela informação de que o FBI cedeu o CODIS para a PF, né, pequeno gafanhoto? Nada tema, a legislação brasileira prescreve que o suspeito não pode fornecer material genético para fins de investigação criminal contra a sua própria pessoa. Que alívio, hein? ;)

Segue o press-release da ação:

Nesta iniciativa inédita, a Polícia Federal de Marília abre suas portas e fornece a estrutura logística para o HEMOCENTRO DE MARÍLIA (FAMEMA) e seus profissionais para viabilizar o cadastro de doadores de médula ossea, aproveitando a oportunidade de divulgação e mapeamento genético (gene HLA) dos cidadãos que resolverem se engajar na campanha.

Os servidores policiais federais, administrativos e contratados da Polícia Federal de Marília participam ativamente da campanha e com absoluta adesão forneceram pequena amostra de sangue para realizar o cadastro, e assim participar do banco de dados nacional de doadores de médula óssea (REDOME – Registro de Doares de Medula Óssea).

Nesta parceria com o Hemocentro de Marília, a Polícia Federal quer que não apenas seus servidores se cadastrem como doares, mas toda os interessados na sociedade civil de toda a região, portanto criou a estrutura para coleta do material genético dos doares em suas instalações.

A base de coleta de material genético estará funcionando para atender a toda a população interessada em participar da campanha nos dias 24, 25 e 26 de junho de 2009, na sede da Polícia Federal de Marília (Av. Joquei Clube, 87, Marília – SP).

Para quem quiser se cadastrar como doador voluntário basta dirigir-se a Polícia Federal de Marília nas datas mencionadas, onde será coletado 5 ml de sangue, sem qualquer custo, e será preenchido um cadastro com dados pessoais do interessado.
Continuar lendo

[S] Objeto de desejo

Livro “Don’t Swallow your Gum – Miths, Half-Truths and Outright Lies about your Body and Health” de Aaron Carroll e Rachel Vreeman.

Professores da Universidade de Indiana, eles escreveram o livro depois do frenesi causado na comunidade médica pelo artigo de sua autoria Medical Myths Even Doctors Believe (Mitos da medicina nos quais até os médicos acreditam), publicado no British Medical Journal em dezembro de 2007. [IstoÉ Independente]