Domingueiras

Não tinha posto reparo antes: as camisetas Crer Para Ver da Natura são feitas com 50% de garrafas PET recicladas.

Eu já dormi em Z, N, C, Q, V, Y, T, X, F, só pra não atrapalhar o sono dos gatinhos quando resolvem dormir na minha cama.

Tem um comentarista do jornal local na rádiA de Pedra Lascada que, toda vez que começa a falar, meu ouvido seletivo desliga.

As casas populares construídas no Estado de SP são registradas no nome da mulher. Isso já faz tempo, se não me engano começou numa das administrações do Covas. Agora as casas populares também são entregues com aquecedor solar.

Estava a olhar uma revista de moda quando vi uma foto bem legal: a modelo com carão de intelectual com um livro enorme na floresta. O livro devia pesar mais do que ela, mas não é isso o que vem ao caso, achei legal a ideia de modelo que lê. Daí tentei ler o título do livrão e não consegui, o que estranhei caus que estava em letras enormes na foto.

Só então percebi que a modelo segurava o livro de cabeça pra baixo.

Da coluna semanal do Professor Ivo:

6. Use minúsculas na designação de festas pagãs: bacanais, saturnais, carnaval; e maiúsculas pra designar as festas cristãs: Natal, Páscoa, Quaresma, Reis, Finados, Corpus Chris­ti, Semana Santa, Ressurreição;

Gente, nem a gramática é laica.

Que triste ler “personaJens” nas chamadas do canal Warner.

Em tempos de Lei Maria da Penha, será que Nervos de Aço do Lupicínio ainda seria bem aceita?

Ontem experimentamos o Boi na Caracu da Adrina. Com o que sobrou do abacaxi da farofa rolou também o bolo invertido. Tou jiboiando até agora, de tanto que comi. E o jeito que ela escreve as receitas é outra delícia!

Muitos anos atrás, ainda no velho PdUBT, Emerson e eu discutíamos as causas prováveis de uma série de mortes súbitas de jogadores de futebol dentro do campo. Lembra desses casos? Uma das hipóteses que mencionamos foi algum vírus transmitido pelo cuspe dos jogadores.

Na época não imaginamos que essa brincadeira era, na verdade, uma premonição.

Antes tarde. Eu jurava que Christopher Lee já era Sir faz tempo mas parece que não, só agora ele recebeu o título. Como dizem os mais xófens: demorô!

O post mais equilibrado que eu li a respeito do caso Roman Polanski foi o da Gabi Bianco, no blog Casa da Gabi. Simples, direto ao ponto.

A respeito do caso da estudante da Uniban eu gostei deste post de Túlio Vianna.

Atuaização: e deste da Marjorie [dica roubada da Adrina].

Uma vez eu perguntei para que serve um narrador esportivo. O Everaldo Marques, da ESPN, sabe. E é legal dar valor.

A dupla sertaneja César Menotti e Fabiano regravou “A Carta” do Tremendão. Eu prefiro imensamente [1] a versão original e [2] a do Renato Russo, mas reconheço que é legal relembrar música boa.

Na primeira frase acima o verbo concorda com a expressão “a dupla”, né? Que siginifica dois mas é singular.

Tá bom, essa regravação já tem mais de ano; é que eu não ouço César Menotti e Fabiano habitualmente. Tem que me obrigar.

Erasmo Carlos & Renato Russo – A Carta

Continuar lendo