[Interativa] Apagão

Às vezes é necessário parar e cheirar as flores.

Às vezes é necessário parar e cheirar as flores.

O apagão de ontem foi o segundo em menos de uma semana, aqui na rua de casa. Na sexta-feira passada ficamos sem energia durante uma hora e meia mas foi localizado, meia dúzia de ruas, dava até pra ver que os postes públicos estavam iluminados pra cima e pra baixo.

O de ontem durou mais de cinco horas – e não quatro “conforme cálculos do Ministério”; ou então o Ministério não sabe fazer conta: começou pouco depois das 22h, terminou pouco depois das 3h. Vamos lá, Ministério, só precisa dos dedos de uma mão pra fazer as contas.

O lado positivo é que a gente já sabia direitinho onde tinha guardado as velas, e a lanterna do rádio estava com pilhas novas [nosso radim de pia é um conjugado rádio + lanternas + tv + sirene], só não dava pra ouvir o rádio, hehe.

Só hoje de manhã soubemos da extensão do problema. Mas, ó, perdoa minha implicância natural que aflorou quando li essa notícia na Folha de SP que diz assim:

Segundo a assessoria, a região mais afetada foi a Sudeste, onde todos os Estados –São Paulo, Rio, Minas e Espírito Santo– tiveram problemas, já no Sul do país, o blecaute atingiu os três Estados –Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. [Folha, 11/11/09]

Eu não entendi a construção da frase: se o redator considera que a região sudeste foi a mais afetada porque o apagão atingiu todos os Estados, e o apagão afetou todos os Estados da região sul também, o que a torna menos afetado do que a região sudeste?

Enfim.

Em Pedra Lascada parece que não teve grandes problemas de crime, apenas um furto à farmácia da prefeitura [um computador] “por parte de pessoas do mal”, segundo o porta-voz da polícia. Pelo menos não levaram os medicamentos.

E tu? O que fazia na hora, como foi na sua cidade?

Imagem: I Haz a Hotdog

* Sim, o título do post é copiado do @realwbonner.