Primeiro de Abril

Primeiro de Abril! Bwahahaha!

Primeiro de Abril! Bwahahaha!

“Um dos efeitos colaterais do Primeiro de Abril é que ele força as pessoas a pensar ‘Será que isso é verdade?’ – o que deveriam fazer 365 dias por ano.” [comentário alheio no Twitter]

Segundo o site How Stuff Works?, a origem das brincadeiras de Primeiro de Abril vem da França. Até o ano de 1582, o calendário em uso no mundo ocidental era o juliano. Neste calendário o ano começava no dia 1º de abril. Depois que o Rei Carlos 9º adotou o calendário imposto pelo Papa Gregório 13º o ano passou a iniciar-se em 1º de janeiro, mas naquela época não tinha Internet e as notícias demoravam um pouquinho pra se espalhar. Tipo meses. Anos.

Assim, tinha quem ainda comemorava o réveillon em abril – os camponeses, a gente mais simples e iletrada, e aqueles reacionários que não aceitaram a mudança muito bem. Os que adotaram o calendário gregoriano então pregavam peças nessas pessoas, convidando-as para falsas festas e coisas assim. Os tolos de abril são chamados [em francês] de Poisson d’avril, os “peixes de abril”, provavelmente porque são ingênuos e fáceis de pegar.

Caiu na rede…

Essa é a eplicação mais aceita e difundida, mas pode ser também apenas mais um caso de uma tradição muito mais antiga que foi roubada pelos católicos [a escolher: a Hilaria romana pagã, o Holi hindu, o Purim judaico...].

Embora a Inglaterra só tenha adotado o novo calendário em 1752, a brincadeira do April’s Fool [tolo de abril] pegou por lá e espalhou-se na então colônia EUA também. Foi na Inglaterra, aliás, que a imprensa aderiu às pegadinhas de primeiro de abril. Órgãos geralmente sisudos e confiáveis publicam uma notícia falsa nesta data no meio do jornal e ficam à espera de um bobo que caia.

Hoje [1º/04/2010] o The Sun anunciou que desenvolveu um papel de jornal com sabor e pediu para o leitor lambê-lo. O Daily Telegraph diz que um provedor de Internet está usando furões [ferrets] para chegar a lugares remotos e a BBC anuncia que a mãe de Shakespeare era francesa. A brasileira Info costumava publicar uma notícia falsa também, não se ainda tem o hábito.

Depois da bem-sucedida experiência do The Guardian, os jornais britânicos entraram com tudo na onda do 1º de abril. Pena que eles não avisaram o resto do mundo. Algumas das sérias publicações brasileiras caíram no conto do dia da mentira. Em abril de 1993, a revista Veja publicou o surgimento do “boimate”, uma verdadeira revolução científica. Pesquisadores de Hamburgo, na Alemanha, conseguiram fundir pela primeira vez células de tomate com células de boi, criando essa nova espécie animal-vegetal – possivelmente muito saborosa. A notícia era uma pegadinha de 1º de abril da britânica New Scientist. Precisou uma outra publicação, o jornal O Estado de São Paulo, divulgar o engodo para que a Veja assumisse o erro. No mesmo mês, a Folha de S.Paulo publicava a descoberta por arqueólogos de evidências da existência da famosa vila gaulesa de Asterix e Obelix, inclusive com restos de menires que o obeso gaulês produzia. Era uma brincadeira do jornal The Independent. Enquanto a Folha assumia a notícia como verdade, a Gazeta Mercantil publicava uma matéria falando que o anúncio era uma grande piada e contando da tradição inglesa de pegadinhas no “April Fool”. [How Stuff Works?]

No Reino Unido, Austrália e África do Sul as brincadeiras são feitas até o meio-dia. Quem prega peças depois desse horário é que é o bobo. Na França, Irlanda, Itália, Coréia do Sul, Japão, Rússia, Países Baixos, Brasil, Canadá e EUA a brincadeira dura o dia inteiro. Na França e na Itália o costume é pregar um peixe de papel nas costas de alguém sem ser percebido.

Na Espanha e nos países latino-americanos o dia dos tolos é o Dia de los Santos Inocentes e cai no dia 28 de dezembro. A data tem origem católica [o massacre das crianças promovido por Herodes]; toda vez que alguém cai numa pegadinha os outros o apontam e gritam “inocente!” [igual naquele episódio de Modern Family].

Mas eaí, já pegou um bobo na casca do ovo hoje?

April Fool’s Day
InfoPlease: April Fools’ Day: Origin and History

Oh, e 1º de abril é o aniversário dos gêmeos George e Fred Weasley. Muito apropriado, J. K. Rowling. ;)

A imprensa europeia não perdeu a chance e publicou nesta quinta-feira, uma brincadeira com o técnico José Mourinho. Aproveitando o 1º de abril, o “Dia da Mentira”, o site especializado Goal.com publicou uma notícia em que o treinador português pediu demissão da Inter de Mião para assumir o Real Madrid. [ESPN, 01/04/2010]

No dia-a-dia, as piadas tornaram-se raras. Para Gunther Hirschfelder, a culpa é do aumento da pressão de trabalho sobre as pessoas. Para brincadeiras, não sobra tempo. Hoje, simplesmente não há mais espaço para brincadeiras, e isso não poderia ser diferente no dia da mentira.

“Atualmente, em nossa sociedade, grande parte dos contatos são realizados em um espaço virtual, através da internet ou do telefone, e as piadas de abril quase não são mais possíveis, pois dependem do contato direto. Isso requer uma situação real e não digital”, explicou Hirschfelder.

Apesar do embaraço, alguns até podem sentir falta das brincadeiras e desejar reviver os costumes do dia da mentira. Afinal, quando alguém faz uma piada conosco, quer também dizer que nos dá atenção.
[Deutsche Welle, 01/04/2010]

About these ads

6 comentários sobre “Primeiro de Abril

  1. Pingback: Primeiro de abril « Peregrino Mutante

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s