Brincando com livros [#lesserbooks]

Uma brincadeira no Twitter está fazendo a diversão de muita gente: com a hashtag #lesserbooks, pessoas brincam com tíitulos de livros que provavelmente não chegariam às estantes.

Tem A Clockwork Satsuma, 1983, catch-21, One Day in the Life of Ivan Drago, Apocalyspe Later [tá, é filme, releve]… Meu favorito por enquanto é “Conversations with a Delusional Fantasy of a Supreme Being”.

Minhas contribuições:

. The Golden Protactor
. The Subtle Spoon
. The Amber Bifocal
. Memorial do Capitão Moura
. Assassinato no Expresso 222
. As Alegres Comadres de Itaquera

As possibilidades são infinitas. :)

The Fifth Elephant

Capa do livro

Capa do livro

Quando procurei [e encontrei, eba!] Hogfather na Estante Virtual, no mesmo sebo achei The Fifh Elephant e Thief of Time. Claro que arrecadei o lote.

The Fifth Elephant é o 24º título da série Discworld. Recapitulando: Discworld é um mundo achatado como uma pizza que se equilibra sobre as costas de quatro elefantes que navegam pelo espaço nas costas da tartaruga Grande A’Tuin. Existe uma lenda que diz que uma vez existiu um quinto elefante, mas ele escorregou e caiu, pesado o bastante para separar as terras e erguer montanhas.

Outra lenda diz que os ossos dos elefentes gigantes são feitos de pedras e ferro, e seus nervos de ouro [muito melhor para a condutividade]. A terra onde o quinto elefante acabou soterrado pela poeira dos tempos é rica em rochas, ferro, ouro e, o seu produto de exportação mais valioso, gordura. A gordura é usada para fazer velas.

Percebe as conexões com o que chamamos de mundo real?

Mas espere, ainda há mais!

Continuar lendo

Interativa | Cuscuz

Na semana passada a @brunaguerrier comentou tuitada de @cardoso sobre cuscuz doce e me fez *plim*: oba, mais regionalismos.

Eu sou paulista, pra mim cuscuz leva sardinhas, tomates, azeitonas e ovo duro, mãããs em outros lugares cuscuz é doce e leva coco ralado, leite condensado e açúcar.

Então Titia Batata quer saber: de onde teclas e como é o seu cuscuz?

Senbei/Sembei

Sembei

Sembei

– Você quer um sembei?

– O que é “sem bê”?

– É um biscoito.

– Ah, então é “iscoito”, né?

Fala a verdade, você que é descendente de japas, quantas vezes cê ouviu essa piadinha? Mais grave ainda, quantas vezes cê já fez essa piadinha? É pior que a do “é pavê ou é pa comê”, sério mesmo. :lol:

Sembei é um biscoito doce que lembra bastante do biscoito da sorte chinês ou do biju crocante, feito com farinha de trigo ou de arroz, maisena, açúcar, ovos e óleo ou água de flor de laranjeira. Pode conter grãos de gergelim, amendoim picado, ou cobertura de glacê de açúcar com gengibre.

Nunca experimentei sembei feito em casa, fui procurar receita e encontrei essa aqui, bem explicadinha, que serve também pro biscoito da sorte. Não testei ainda. Tem muita marca disponível no mercado, umas gostosas, outras nem tanto – além do mais, o conceito de gostoso varia de pessoa pra pessoa, nué?

O importante é que se trata de um ocupador de boca não-calórico, não gorduroso, até que barato [um pacote de 280g varia de R$4,00 a R$10,00, dependendo da composição, marca, essas coisas], ideal pra consumir com chá, café ou chocolate no inverno, ou até a seco.

E eu adoro comida que faz barulho. *crunch crunch crunch*

Tem os sembei salgados também, mas deles falamos depois.

Domingueiras

Encontrando Jesus: Ele estava no topo da estante o tempo todo.

Encontrando Jesus: Ele estava no topo da estante o tempo todo.

No RJ, policiais encontram maconha dentro de imagens de Nossinhora. Isso me lembrou duas coisas: o avião do Mr. Eko em Lost e o crucifixo da Kathryn Merteuil em Segundas Intenções. Esses bandidos de hoje em dia nem originais são.

Whenever I feel the temptation of peer pressure, I turn to God and he helps me through the problem. [Cruel Intentions]

Eu me volto pra Deus é toda vez que sobrinho pede “meteolo da paixão” ou “tou de cala com você”. Não tenho isso em casa, então ou coloco no Vh1 ou dvd do Capital Inicial, Skank, Rush…

Aliás, só hoje fui ouvir um trechinho dessa tal “meteolo da paixão”. O trem gruda no zovido, eita. Acho que vou gravar num CD pra ele, só falta descobrir o que é essa “tou de cala com você”.

Ser tia é sofrer musicalmente. :P

A Tutu é uma gata paranoica. Toda vez que me vê usando calças de lã ela morde meus joelhos. Juro que não entendo.

Dona mãe fez o circuito das malhas ontem móde reabastecer os guarda-roupas de casa [e de irmã e de sobrinhos - filha e netos, no caso dela]. Dizem que lá no Japão as japonesas estão nascendo cada vez mais altas, mas aqui nós ainda somos baixinhas *e* com os braços e pernas mais curtas. Então toca dobrar punhos e barras das blusas e calças…

Mas o importante é que gahei um pacotinho de biju crocante.

Cê num tem noção do quanto me diverti coas respostas da interativa Top Fazível. Até me deu ideias.

Continuar lendo

Minha semana em série

Consegui ficar em dia com as séries policiais, iei. Agora só Falta House, Glee, Modern Family…

A Thousand Words, Criminal Minds: Nesta temporada tem episódios bons e tem episódios ótimos. Pra mim, este é um dos ótimos. A identidade da pessoa cúmplice parece chocante a princípio, mas vale para relembrar que as aparências enganam e muita gente se deixa distrair pelo exterior de uma pessoa sem perceber o quanto ela é danificada por dentro.

Continuar lendo

Desafio Literário | Hogfather [livro reserva]

Sinopse
É a noite que antecede a Vigília dos Porcos. E está quieto demais.
Há neve, há pintarroxos, há árvores cobertas de enfeites, mas há uma notável falta do homem grande e gordo que entrega os brinquedos…
Susan, a governanta, tem que encontrá-lo antes que a manhã chegue, de outro modo o sol não se erguerá. E infelizmente seus únicos ajudantes são um corvo com fixação por globos oculares, o Morte dos Ratos e um oh deus das ressacas.
Pior ainda, alguém está descendo pela chaminé. Desta vez ele carrega um saco ao invés de uma foice, mas existe alguma coisa lamentavelmente familiar…
HO. HO. HO.
É verdade o que dizem.
“É melhor você tomar cuidado…” [tradução livre]

Capa do livro

Capa do livro

O Discworld é um mundo redondo e achatado como uma pizza, que vaga pelo Universo assentado sobre o lombo de quatro elefantes, que por sua vez equilibram-se sobre o casco da tartaruga interestelar Grande A’Tuin. Grandes e pequenos deuses regem o Disco, que concentra tanta magia que a luz do Sol não se espalha, ela escorre como mel.

Mesmo assim, a vida no Disco tem o mesmo destino que a vida na Terra e, eventualmente, todos os seres vivos morrem. Quando isso acontece eles se encontram com o Morte. O Morte não mata os seres vivos, você entende, ele só está ali na hora e no lugar certos para se assegurar que ninguém tente nenhum truque. Ele detesta especialmente o truque do jogo de xadrez.

Assim como os grandes e pequenos deuses do Disco, as fadas, duendes e gnomos, as ideias e conceitos de entidades sobrenaturais, o Morte não é uma pessoa e sm uma representação antopomórfica. O Morte é representado antropomorficamente na figura de um grande esqueleto com duas galáxias  azuis no lugar das órbitas oculares que se  veste com um manto encapuzado negro, carrega uma foice tão afiada que pode fatiar as palavras e a luz  e cavalga um cavalo branco enorme, que pode visitar qualquer lugar no mundo material e no mundo irreal também.

O nome desse cavalo é Pituco.

Continuar lendo