10 livros em 10 dias | Livro que gostei mais

http://partesdeumdiario.blogspot.com/

partesdeumdiario.blogspot.com

Mais uma boa ideia que vi no blog Rato de Biblioteca: Desafio 10 livros em 10 dias. O desafio é uma proposta da Lulu, do blog Partes de um Diário, e a ideia é mencionar dez livros que você leu, conforme os seguintes critérios:

1° dia – Livro que você mais gostou;
2° dia – Livro que você mais odiou [post];
3° dia – Livro mais barato que você comprou [post];
4° dia – Livro mais caro que você comprou [post];
5° dia – Livro que mais te fez ter a atenção nele [post];
6° dia – Livro que menos te fez ter a atenção nele [post];
7° dia – Livro que você mais recomenda [post];
8° dia – Livro que você menos recomenda [post];
9° dia – Série de livros que você mais gosta [post] e;
10° dia -Livro mais velho que você tem ou leu [post].

Capa do livro

Capa do livro

Pra mim isso é um baita dum desafio, caus que não consiiigo escolher um unzinho apenas um de nada – e além disso eu mudo de ideia, mas vamos lá.

Dia 1

O primeiro critério é livro que mais gostei. Só em 2010 já tem pelo menos uns seis livros que anotei com 5 estrelas no Skoob e  estamos apenas na metade do ano; tive de me apegar à tag Top Favoritos e olhar nos posts antigos em busca de inspiração e voilá! Claro! Jane Eyre, da escritora inglesa Charlotte Brontë.

Jane Eyre é uma menina órfã que vive na casa de parentes, sem amor ou carinho. Ela é enviada para uma escola que educa e encaminha “crianças enjeitadas”, onde impera a crueldade e a mais terrível caridade cristã. Quando termina os estudos, ela emprega-se como tutora de uma criança em Thornfield Hall, uma das propriedades do estranho Edward Rochester.

Jane Eyre é uma análise da sociedade rural inglesa feita pela filha de um clérigo com uma percepção aguda da posição da mulher na sociedade, da pobreza, do ambiente religioso, do movimento operário. É uma obra composta de camadas que se descobrem a cada releitura, embora tenha quem veja apenas a intriga romântica entre Jane e Edward. A Rainha Vitória lia Jane Eyre para o Príncipe Albert à noite, ela escreveu isso no diário.

Tem diversas edições disponíveis em vários idiomas [português brasileiro também], inclusive as editadas e compactadas para leitores infanto-juvenis. Eu tenho a da Ediouro [tradução de Sodré Viana] lançada nos anos 80 e a da Penguin Classics com introdução e anotações [disponível no Submarino], mas meu sonho de consumo é a edição comentada por Harold Bloom [#ficadica, @PapaiNoel].