Desafio Literário 2011 | Agenda

Esta é a minha agenda de leitura definitiva por enquanto para o Desafio Literário 2011. A proposta do DL é sair da nossa zona de conforto, ler gêneros diversificados, ler os livros que compramos/ganhamos e nunca saíram da estante [não vale releitura], ler mais e com método.

Eis.

Janeiro – Literatura Infanto-Juvenil
Titular: Os Pequenos Homens Livres, Terry Pratchett [post]
Reserva 1: Meu Pé de Laranja Lima, José Mauro de Vasconcelos [posst]
Reserva 2: Por enquanto eu sou pequeno, Pedro Bandeira [post]

Eu tinha selecionado a edição em inglês do Pratchett, aí a Conrad colocou a brasileira na promoção. O Vasconcelos eu assisti à novela em mil novecentos e avião a lenha, quando vi no folheto da Avon já encomendei o meu exemplar. Pedro Bandeira porque sou fã.

Fevereiro – Biografia e/ou Memórias
Titular: Renato Russo – O trovador solitário, Arthur Dapieve [post]
Reserva 1: Cittá di Roma, Zélia Gattai [post]
Reserva 2: Olhinhos de gato, Cecília Meirelles substituído por Agatha Christie’s Secret Notebooks: Fifty Years of Mysteries in the Making, John Curran [post]

Não curto memórias e autobios, mas em 2010 li vários. Não doeu nada. O segredo é escolher alguém de quem a gente já goste.

Março – Romance épico
Titular: Grandes Esperanças, Charles Dickens [post]
Reserva 1: Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, Ariano Suassuna
Reserva 2: Eneida, Virgílio

O único problema dos épicos é a extensão dos livros, mas tentarei ler pelo menos dois. O gênero está na minha zona de conforto [Harry Potter, O Senhor dos Aneis, oi?].

Abril – Ficção científica
Titular: O caçador de androides, Philip K. Dick
Reserva 1: A laranja mecânica, Anthony Burgess [post]
Reserva 2: A revolução dos bichos, George Orwell [post]

Tinha selecionado outro título do Philip K Dick, mas comprei o filme numa promoção e troquei o livro também. Do Burgess também já vi o filme e do Orwell tava na mão.

Maio – Livro-reportagem
Titular: À margem da história, Euclides da Cunha
Reserva 1: Shindo Renmei – Terrorismo e repressão, Rogério Dezem [post]
Reserva 2: A sangue frio, Truman Capote

Aqui inverti a ordem da primeira lista, jogando o [óbvio e escolha de muitos] Capote pro fim. Já tinha ouvido falar da faceta jornalística do Euclides da Cunha, e Shindo-Renmei será um tema da moda quando sair o filme adaptado de Corações Sujos do Fernando Moraes [que já li].

Junho – Peças teatrais
Titular: Muito barulho por nada, William Shakespeare [post]
Reserva 1: Seis personagens à procura de um autor, Luigi Pirandello substituído por The Importance of Being Earnest, Oscar Wilde [post]
Reserva 2: Peer Gynt substituído por Casa de Bonecas, Henrik Ibsen [post]

O filme do Kenneth Branagh é um dos meus TFF, mas só agora lerei a peça do tio Shakes. O Pirandello tá em casa faz uns anos juntando poeira, e Ibsen veio da tia Agatha Christie, que o citava amiúde.

Julho – Novos autores
Titular: Dez [quase] amores, Cláudia Tajes [post]
Reserva 1: Sétimo, André Vianco [post]
Reserva 2: A batalha do Apocalipse, Eduardo Spohr substituído por Toda terça, Carola Saavedra [post]

Um bem fininho, um médio e um catatau, percebeu?

Agosto – Clássico da literatura brasileira
Titular: Infância, Graciliano Ramos [post]
Reserva 1: Reflexos do baile, Antônio Callado [post]
Reserva 2: Triste fim de Policarpo Quaresma, Lima Barreto [post]

Comecei a me reconciliar com eles em 2009. Os estragos que maus profs de literatura provocam ficam para a vida.

Setembro – Autores regionais
Titular: As caçadas de Pedrinho, Monteiro Lobato
Reserva 1: Os 13 do Orkut, Henderson Bariani
Reserva 2: Magia cigana, Ryoki Inoue

Eu já te contei que nunca li Lobato? Pois vou começar com o pivô da polêmica literária do ano, ora pois, a obra acusada de racismo. Até pensei em colocar na lista de janeiro [infantis], mas estava bem satisfeita com as escolhas daquele mês, enquanto penava nos regionais. O do Bariani, até onde eu saiba, é regionalista [alguma coisa a respeito do Acre...]. Inoue entrou porque tou querendo ampliar as opções nos japoneses também. Todos são paulistas.

Outubro – Nobel de literatura
Titular: O velho e o mar, Ernest Hemingway
Reserva 1: O Evangelho Segundo Jesus Cristo, José Saramago
Reserva 2: Nuvem de pássaros brancos [Mil Tsurus], Yasunari Kawabata

Hemingway estará em promo no catálogo 2/2011 ou 3/2011 da Avon, Saramago é a segunda tentativa [não o li no DL 2010, autores portugueses], Kawabata entrou na cota dos japoneses.

Novembro – Contos
Titular: Os contos da Cantuária, Geoffrey Chaucer
Reserva 1: Contos de amor, de loucura e de morte, Horácio Quiroga
Reserva 2: A bruxa de abril e outros contos, Ray Bradbury

Faz um tempão que comecei a ler o do Chaucer, preciso dum estímulo pra prosseguir. Do Quiroga comprei na banca, daquela coleção da Abril. Bradbury não precisa de justificativa. Cogitei escolher outro livro censurado em 2010 [Os cem melhores contos brasileiros] mas é elorme e tenho pouco tempo no final do ano.

Dezembro – Lançamentos do ano
Serão escolhidos no decorrer do ano.
Titular:
Reserva 1:
Reserva 2:

Os, Senhor, eu rogo para que não seja algo no estilo do diário da Bruna Surfistinha ou autobiografias de subfamosidades…

Apresentação e regulamento

Temas e agenda

Dicas de leitura para DL2011

Autores regionais

Formulário de Inscrição

Siga @DL_2011 no Twitter.

Comunidade na rede social O Livreiro

Post relacionado
Desafio Literário 2010