Desafio Literário | Grandes Esperanças

Sinopse
A vida de Pip, órfão criado pela irmã num ambiente de pobreza, é radicalmente alterada quando um misterioso benfeitor lhe doa uma fortuna. Sua mudança para Londres, o esforço para tornar-se um cavalheiro, as grandes esperanças e certos dilemas morais tornam este romance de Dickens leitura inesquecível.

Capa

Este post está um pouquinho atrasado: era pra sair em março dentro do tema Romance Épico do DL mas, graças a Zeus e Thor, só agora tive ânimo pra sentar e escrevê-lo.

Grandes Esperanças conta a história de Philip Pirrip, ou simplesmente Pip, desde que ele tinha seis anos e cometeu seu primeiro crime: ajudar um fugitivo a escapar dos guardas nas charnecas. Pip é órfão e vive na casa da irmã mais velha, casada com o ferreiro do vilarejo. São pobres, mas não miseráveis – porém, o que aflige Pip e seu cunhado e único amigo Joe Gargery é a truculência com que são tratados pela Sra. Joe, que inferniza a vida de todos que a cercam.

Por intermédio de um tio, Pip consegue emprego na mansão na Srta. Havisham como garoto de companhia; lá, conhece Estella, filha adotiva da Srta. Havisham, o advogado Mr. Jaggers, Herbert Pocket e outros parentes da velha senhora. Ela o dispensa quando ele entra na puberdade. Logo após Pip deixar os serviços da Srta. Havisham, Mr. Jaggers o informa que um benfeitor anônimo financiará sua educação em Londres para torná-lo um cavalheiro e que este benfeitor deixará sua fortuna para Pip, que passa a contar então com grandes esperanças ou expectativas.

Esta é a primeira das três partes do livro narrado pelo próprio Pip. O leitor acompanha o processo de descoberta do mundo e as dúvidas inerentes junto com o protagonista, a sua ascenção social, degeneração e redenção – porque, se Charles Dickens é um dos maiores escritores de todos os tempos, certamente é o maior da Era Vitoriana, época em que a rigidez moral fazia moda.

Srta. Havisham e Pip

A galeria de personagens é muito bem construída, um detalhe que me parece deixado de lado em histórias narradas em primeira pessoa: não é apenas a percepção parcial do outro, e sim a visão onisciente do narrador. E esse livro tem cada personagem interessante… Na verdade, acho que não tem nenhum que seja dispensável!

O leque de temas abordados no livro também é amplo: além do crescimento, do amor não-correspondido e da ascenção social, há questões envolvendo a justiça, o racismo, a escravidão, o Império Britânico e a colonização…

Como ler Grandes Esperanças? Com os recursos mais profundos de nossos próprios medos, afetos e expectativas, como se pudéssemos voltar a ser criança. Dickens a tanto nos convida, e a tanto nos possibilita; talvez seja esse o seu maior talento. Grandes Esperanças não nos conduz ao Sublime, como o fazem Shakespeare e Cervantes. A história pretende fazer-nos retornar às origens, por mais doridas e culpáveis que sejam. O apelo feito pelo romance à nossa infantil necessidade de amar, ao resgate do eu, é quase irresistível. O porquê da leitura é, portanto, evidente: voltar para casa e curar a dor. [Harold Bloom, Como e Por Que Ler, ed. Objetiva]

Existem diversas adaptações cinematográficas deste livro; a mais famosa é a de 1946 dirigida por David Lean [dois Oscars]. Mike Newell dirigirá a próxima adaptação, que comemorará os duzentos anos de nascimento de Charles Dickens em 2012, com Helena Bonham-Carter no papel da Srta. Havisham.

Pequenos comentários nada a ver
Terry Pratchett homenageou Dickens em O Senhor da Foice, criando uma Srta. Havisham às avessas na personagem da Srta. Flitworth.

Dickens é um dos três escritores ingleses homenageados com um episódio na nova fase de Doctor Who [os outros foram Shakespeare e Agatha Christie], mas o único com dois episódios: The Unquiet Dead [S01E03] e o especial de Natal da quinta temporada, uma adaptação livre de Um Conto de Natal.

Sobre o autor

Charles John Huffam Dickens [1812-1870] foi o mais popular dos romancistas da era vitoriana e contribuiu para a introdução da crítica social na literatura de ficção inglesa. A fama dos seus romances e contos pode ser comprovada pelo fato de todos os seus livros continuarem a ser editados. Entre os seus maiores clássicos destacam-se “Oliver Twist”, “A Christmas Carol” e “David Copperfield”. [UOL Educação]

Nota: 5
(de 1 a 5, sendo: 1 – Péssimo; 2 – Ruim; 3 – Regular; 4 – Bom; 5 – Excelente)

Este post faz parte da blogagem coletiva Desafio Literário 2011 [v. lista de livros agendados], tema Romance Épico.

Blog do Desafio Literário

Título: Grandes Esperanças
Título Original: Great Expectations [Inglaterra/1861]
Coleção: Clássicos Abril
Autor: Charles Dickens
Tradução: José Eduardo Moretzsohn
Editora: Abril
Ano: 2010
Páginas: 672

Post relacionado
O Senhor da Foice

About these ads

15 comentários sobre “Desafio Literário | Grandes Esperanças

  1. Pingback: Desafio Literário 2011 | Agenda « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  2. Boa resenha, Naomi; ainda não li esta história, mas acho que vou gostar. Adorei David Copperfield, e o Conto de Natal é um dos meus favoritos desde a infância. Este e A Felicidade não se compra são as melhores histórias de Natal que já vi/li (sei, tô misturando filme e livro aqui…)

    Sabe que você tá me deixando curiosa pra ver o Dr Who? Taí mais um que nunca assisti…

    Beijocas!

  3. Oi, Naomi!
    Descobri seu blogue pesquisando sobre a obra Grandes Esperanças.
    Gosto muito de Dickens; as obras dele de que mais gosto são Um Conto de Duas Cidades e Grandes Esperanças.
    Ah, e gostei muito do seu blogue também!

  4. Pingback: Meme | Retrospectiva Literária 2011 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  5. Pingback: Great Expectations Audio Book | All On Audio Books

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s