Minha semana em série

Consegui ficar em dia com as séries policiais, iei. Agora só Falta House, Glee, Modern Family…

A Thousand Words, Criminal Minds: Nesta temporada tem episódios bons e tem episódios ótimos. Pra mim, este é um dos ótimos. A identidade da pessoa cúmplice parece chocante a princípio, mas vale para relembrar que as aparências enganam e muita gente se deixa distrair pelo exterior de uma pessoa sem perceber o quanto ela é danificada por dentro.

Continuar lendo

Minha semana em série

Três noites tranquilas e consegui pôr quase todas as séries em dia; faltam os episódios desta semana só de umas duas, eu acho. Por “desta semana” entenda-se os que passaram nos Estadozunidos, não aqui. Sabe-se lá quando é que serão exibidos no Brasil… De qualquer forma, avisado esteja: os comentários a seguir podem conter spoilers. Tentei evitar, mas sabe como é: eles escapam.

Continuar lendo

Domingueiras

Edgar, Allan e Poe, mascotes do Baltimore Ravens

Edgar, Allan e Poe, mascotes do Baltimore Ravens

Edgar, Allan e Poe são os três corvos-mascotes do Baltimore Ravens [v. outros mascotes no site Football Babble]. Eu achei tão apropriado!

But the Raven still beguiling all my fancy into smiling,
Straight I wheeled a cushioned seat in front of bird, and bust and door;
Then upon the velvet sinking, I betook myself to linking
Fancy unto fancy, thinking what this ominous bird of yore
What this grim, ungainly, ghastly, gaunt and ominous bird of yore
Meant in croaking “Nevermore.” [The Raven - A Study Guide]

Domingo passado, assistindo ao jogo de futebol americano, dona mãe diz:

- Olha, é fácil, tou entendendo tudo.

E ela se divertia com as gracinhas do Ivan Zimmermann. Mas a que me fez rir até doer a barriga foi:

- Tem uns jogadores bonitos, né. Mas até os que são feios de cara têm a bunda bonita.

A ação Papai Noel dos Correios já está aceitando adoção de cartinhas [Correios e Diário de Marília].

Meu dia só começa depois que acesso I can has cheezburger?.

Por um lado, estudo mostra que apenas 7,5% dos brasileiros compram obras de literatura [link] e leem 1,3 livros por ano.

Por outro lado – ou melhor, do outro lado do mundo, crianças japonesas lêem média de 35,9 livros por ano [link].

Armei-me de coragem e retomei a leitura de Jonathan Strange & Mr. Norrell. Tentarei terminar até o final do ano, pra Telinha de orgulhar de mim [ou da minha teimosia, heh].

Pra quem tem criança pequena, a Sam Shiraishi apresenta uma lista de opções que eu vou aproveitar, é claro. Ótima ideia pro natal.

Aliás, é uma ótima alternativa pra quem tava com a ideia de presentear com armas de brinquedo, nué?

Agora, que tal um concurso que premia sexo ruim em literatura? Não o ato em si, mas como é escrito. A concorrência é feroz: Amos Oz, Nick Cave [yeah, o rockstar], Philip Roth, Paul Theroux, John Banville…

No ep The Performer [Criminal Minds], Gavin Rossdale faz um cover de Love Will Tear Us Apart, do Joy Division. Morri.

Garcia: A senha era Cullen.
JJ: É claro.
Reid: Cólon?
JJ: Cullen. A família vampiro de Crepúsculo.
Reid: O que é Crepúsculo?

Morri duas vezes!

Tem um projeto na câmara de Pedra Lascada que prevê a proibição de sacolas plásticas no comércio local. Mãe Naomidináh prevê choro e ranger de dentes.

Muita gente ri do Prêmio Ig Nobel, uma honraria [?] concedida para as pesquisas mais esdrúxulas e aprentemente inúteis do mundo. Mas você sabia que quem entrega o troféu são cientistas laureados com o Nobel?

Ig Nobel Prizes honor achievements that “first make people laugh and then make them think,” according to U.S.-based Improbable Research, a grouping of scientists, journalists and other luminaries from around the world that bestowed these honors for work in many fields since 1991.Japan Times

[Via @emersonpardo] Cursos online GRATUITOS, com certificação, oferecidos pela FGV [link].

[Via @Fabio_Gigabyte] Don’t feed the trolls.

[Via @onetto] dica de site que a gente nunca sabe quando pode vir a ser útil: Faz Fácil.

[Via @chando] o que Star Wars nos ensina sobre gerenciamento de carreira – em inglês, no site CIO.com.

Sons of Anarchy: geeente, Ron Perlman tá fazibilíssimo.

Com esse calor que tá fazendo, pareço uma gueixa: emplastrada de pasta d’água e talco.

Tou com vontade de comer uma coisa que eu não sei o que é.

Gavin Rossdale – Love will tear us apart

Continuar lendo

Discworld: será que desta vez é pra valer?

Terry Pratchett ganhou citação no episódio Conflicted, de Criminal Minds:

“Light thinks it travels faster than anything but it is wrong. No matter how fast light travels, it finds the darkness has always got there first, and is waiting for it.”

“A luz acha que viaja mais rápido que tudo, mas está errada. Não importa quão rápido a luz viaje, descobre que a escuridão sempre chega antes e está à sua espera.”

Se não me falha a memória, essa citação é do livro O Senhor da Foice, o  décimo-primeiro  da série.

Agora vamos ao que *pode* ser uma boa notícia *se* a Conrad cumprir o prometido: no próximo mês – maio do ano de 2009 – está prevista a reimpressão do primeiro livro, A Cor da Magia, que estava esgotado há tempos, *e* o lançamento de The Wee Free Men. Tá lá, ó, no cronograma publicado no site da editora.

The Wee Free Men não está na sequência dos títulos normais de Discworld, é dirigido ao leitor mais novo como O Fabuloso Maurício e Seus Roedores Letrados. Da sequência regular o próximo deve ser Small Gods.

É esperar pra ver.

Oh, a segunda citação de Criminal Minds foi de Stephen King e eu *acho* que é d’O Iluminado. Boa também.

“Monsters are real, and ghosts are real, too. They live inside us. And sometimes, they win.”

“Monstros são reais e fantasmas são reais também. Vivem dentro de nós, e às vezes, vencem”

Blog legal
Criminal Minds Brasil

Notícia legal
Discworld dá nome a ruas de cidade inglesa [em inglês]

Batalha de Fazíveis

Esta edição é dedicada à Simone Miletic, mas claro que todos podem votar.

Derek Morgan

Derek Morgan

Dexter Morgan

Dexter Morgan

Shemar Moore Michael C. Hall
20abr1970 1fev1971
1,90m 1,80m
Profiler do FBI que utiliza seus conhecimentos do comportamento humano para caçar serial killers Serial killer que trabalha na polícia e utiliza seus conhecimentos do comportamento humano para fingir ser normal, e assim escapar da polícia
Perseguiu Frank [Keith Carradine], o serial killer mais prolífico do país Como Bay Harbor Butcher, foi perseguido por Frank [Keith Carradine], agente do FBI que o considerava o serial killer mais prolífico do país
Com a ausência do pai biológico, foi orientado por um mentor que mais tarde traiu sua confiança Com a ausência de pais biológicos, foi adotado por um policial que lhe forneceu um Código de Conduta. E traiu sua confiança
Judo Jiujitsu
É gentil com os desfavorecidos É gentil com os “danificados”
Usa camisas de malha agarradinhas que acentuam seus atributos* Usa camisas de malha agarradinhas que acentuam seus atributos, mas só quando não está disfarçado de pessoa normal. Daí usa aquelas camisas disformes de boliche
Tatuagens Pintas

O nome técnico dessas camisas é camiseta portuguesa ou camiseta com gola portuguesa. Agradecimentos especiais à Suzana pela informação!

Mentes Criminosas e Crimes Assustadores

Capa do livro

Capa do livro

Eu sei que tinha comentado com a Kaká que este livro seria meu autopresente de fim de ano mas paciência não é uma de minhas virtudes. Mentes Criminosas e Crimes Assustadores [The Cases That Haunt Us, Ediouro/2002] já virou um de meus TFF – Top Favoritos Foréva.

O livro analisa crimes reais desdo reporte à polícia, coleta de evidências e testemunhos até o julgamento [ou falta de]. Ao final de cada caso, o autor dá a sua interpretação baseada na experiência de 25 anos na Unidade de Análise Comportamental [Behavioral Analysis Unit ou BAU] do FBI, e outros tantos como consultor particular. Na análise ele ainda indica métodos que usaria na investigação, truques para atrair o suspeito ou ED [de elemento desconhecido], técnicas de interrogatório, etc.

Quantas vezes já lhe disse que, quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, deve ser a verdade? [Sherlock Holmes in O Signo dos Quatro, Sir Arthur Conan Doyle]

Os casos analisados são:

Continuar lendo

Veneno + Mistério + Fazível

Diário de Marília: “A polícia de Garça investiga a morte de duas funcionárias de um viveiro de mudas, supostamente envenenadas ontem [26/jan] pela manhã. As lavradoras Nilza de Fátima Gouveia Quintanilha, 42 anos, e Luciana Cristina de Souza, de 37, morreram poucas horas após terem tomado café no local de trabalho. Marilena de Souza da Silva, de 46, também foi intoxicada e está hospitalizada.”

Um suspeito já foi detido com base em uma pista muito boa. Pelo visto, não será um mistério igual o caso de envenenamento por arsênico em Campinas, que já vai completar três anos. A única dúvida que resta por enquanto é qual o veneno utilizado: como mencionaram o sabor amargo eu pensei em cianetos, mas não sei se isso chega a alterar a cor do café, que ficou mais claro como se tivessem adicionado leite.

Se fosse um livro de Agatha Christie, acho que o título seria “O Misterioso Caso de Garça” ou “Um Brinde de Café”.

Continuar lendo

Pois é

Nos episódios de Criminal Minds geralmente são feitas duas citações quando a equipe está no avião, uma na ida e uma na volta. Também geralmente eu esqueço [a citação] logo em seguida. Talvez porque o episódio desta semana tenha me interessado mais, por causa da questão moral que levantou, as citações grudaram na cabeça.

“Of all the preposterous assumptions of humanity, nothing exceeds the criticisms made of the habits of the poor by the well-housed, well-warmed, and well-fed.” Herman Melville.

De todas as absurdas suposições da humanidade, nada excede as críticas feitas aos hábitos dos pobres feitas pelos que têm boa moradia, estão bem aquecidos e bem alimentados.

“Nothing is permanent in this wicked world, not even our troubles.” Charles Chaplin.

Nada é permanente neste mundo difícil, nem mesmo nossos problemas.

Top Detetives Fazíveis – Faixa bônus

Alguns comentários trouxeram ótimas dicas que renderiam mais uma série de detetives de ficção suculentos. Desperdiçar é mottainai:

Karla sugeriu o Donald Flack Jr., de CSI: NY. Eu confesso que estive muito tentada a incluir outro membro da série, o Mac Taylor, que tirei da lista caus que uma pessoa que dorme com uma bicuda igual a Peyton não merece. Mas o Flack é fofo, sim… Ele e o Aaron “Hotch” Hotchner de Criminal Minds.

Sweet sugeriu um brazuca, o policial interpretado por Wagner Moura em Tropa de Elite – que ficou de fora porque inda não vi, não chegou em Pedra Lascada. Eu gostaria de assistir uma cópia de segurança [não pirata, num sabe? Cópias de segurança não são ilegais, e tem um delegado da PF que lê este blogue e me mantém informada do que pode e o que não pode, hehehe].
;o)

Outros que ficaram de fora são o Warrick Brown de CSI, o Derek Morgan de Criminal Minds e um que tou vendo aqui na frente do meu olho mental, jurava que era de NYPD Blue mas não consigo lembrar o nome nem achar referência em lugar nenhum. Os que entraram na lista têm um perfil mais ou menos parecido, acho, e um pouco de desprezo pelo manual de instruções.