Grande menina, pequena mulher

Cena do filme O Amigo OcultoA primeira vez que vi uma atuação de Dakota Fanning foi no filme do título do poste. Magérrima, frágil até a pele transparente, ela faz uma garotinha que tem que se tornar adulta muito cedo já que a mãe é ausente, o pai vegeta em coma no quarto vizinho ao seu e sua babá é Brittany Murphy.

Depois a vi num episódio barra-pesadíssima de C.S.I. [Gotas de Sangue, primeira temporada], em que uma família é assassinada enquanto dormia, ela e sua irmã são as únicas sobreviventes e há abuso de crianças.

Num outro filme [Uma Lição de Amor/ I Am Sam] Dakota é a filha de um portador de deficiência mental que perde a sua guarda por não ter condições de criá-la. Em 2002 e 2004 foi seqüestrada duas vezes [Encurralada/Trapped e Chamas da Vingança/Man on Fire]: neste último ela fala metade do filme em espanhol.

E a garota recém completou 11 anos.

Em todos esses filmes foram pouquíssimas as cenas de choro; praticamente nenhuma de manha ou gritos, e mesmo assim a gente morre de pena da personagem, simpatiza com ela. No trailer de Amigo Oculto [Hide and Seek] achei que ela ficou bem aterrorizante, como Macaulay Culkin em Anjo Malvado [The Good Son, EUA, 1993].

Virei fã.

Um comentário sobre “Grande menina, pequena mulher

  1. Pingback: Sophie-Anne « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s