Yasunari Kawabata

Capa do livro A Casa das Belas Adormecidas, de Yasunari KawabataTerminando a semana oriental, percebo sem querer, com a leitura de dois livros do autor japonês Yasunari Kawabata: A Casa das Belas Adormecidas e O País das Neves. O autor ganhou o Nobel de Literatura e foi citado no mais recente de Gabo, Memórias de Minhas Putas Tristes.

Xinran foi uma leitura tipo “lê um pouquinho, chora um pouquinho, 230 quilômetros”; Kawabata provoca uma sensação de estranheza. Na verdade, quando terminei de ler o primeiro já estava deprimida com a idéia de um bordel nonde as fornecedoras de serviço são garotas fortemente dopadas para servir ao sonho de juventude de velhos impotentes. Mais ainda porque o autor é excelente em descrições, tanto que é possível sentir os cheiros, os sabores, o frio nos livros.

Agora chega de livros sofridos, já foi a cota do ano. De volta à boa e velha ficção inglesa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s