Alhos e bugalhos

A edição deste mês da revista Língua Portuguesa tem pelo menos duas matérias bem interessantes: a primeira sobre a reedição da obra de Monteiro Lobato – o que mais me interessou foi o relançamento da Gramática da Emília, que é claro que vai ser da Memê depois que Titia Batata der uma espiadinha básica.

Eu confesso que Monteiro Lobato é uma das grandes falhas da minha biblioteca – desconfio que é porque comecei com o pé esquerdo, na década de 70: tinha profunda antipatia pela leseira da personagem Jeca Tatu, que conheci nas páginas dos almanaques de farmácia [por que não fazem mais isso? Era tão útil!]. Mas eu gostava do Sítio do Pica-Pau Amarelo na TV, era a minha “babá” junto com Vila Sésamo.

Continuar lendo