Pinga-fogo

A Simone trouxe uma dica bem legal de leitura, no poste sobre fundamentalismo: uma crônica da jornalista Cora Rónai contra o patrulhamento ideológico [eu achava que esta expressão estava morta desde os anos 60~70, quando havia “o governo” e “os subversivos”], intitulada Não há ideologia que justifique, sobre a cobertura política dos acontecimentos atuais.

Eu adoro quando a linha de defesa parte pro argumento de que “no governo anterior…”. É um pensamento encaixotado Continuar lendo