Rotoscopia

Cena do clipe Take on me, do A-haEm 1985 eu tinha 15 anos [ié, faça as contas…] e era [ainda mais] desligada das coisas. Lia um livro e esquecia, via um filme e esquecia, ouvia uma música por um ouvido e saía pelo outro, até ouvir Take on me, do A-ha.

O videoclipe é um dos meus favoritos de todos os tempos não só por causa da canção em si, mas principalmente por causa da história e da técnica utilizada. Minha memória, como eu disse, não é lá grandes coisas mas os clipes antes deste eram meio que todos parecidos entre si: o cantor ou a banda tocando em show, estúdio ou cenário.

Continuar lendo