Um verão para toda a vida

Quatro meninos que vivem num orfanato católico, no deserto australiano, fazem aniverário no mesmo mês [daí o título original, December Boys] e ganham uma viagem de férias para a praia, numa pequena vila. Esse período deixará marcas nas vidas deles e funcionará como um rito de passagem [daí o título brasileiro].

De certa forma, não pude evitar de comparar com outro filme em que amigos cumprem um rito de passagem, narrado pelo adulto que era um dos garotos e que também era adaptação de livro: Conta Comigo [não estou encontrando o poste sobre esse filme no Velho PdUBT, nhé]. O efeito que provocou nimim, aliás, foi quase o mesmo, o que não é demérito nenhum para o novo.

A cena inicial, quando os meninos estão enfileirados, sorrindo com expectativa enquanto um casal “passa em revista” e acaba escolhendo um dos meninos mais novos, no fim da fila, foi de cortar o coração. Não é um filme triste, mas nessa hora não dá pra agüentar. Eles não ficam decepcionados por muito tempo, como se vê pela cena com o bundalelê em seguida.

Ah, eu comentei que o Daniel Radcliffe é um dos quatro meninos? Pois é, se ele não usou dublê de corpo, dá para ver seu bumbum nessa cena. Durante todo o filme ele usou roupas inacreditavelmente justas – deve ter sofrido problemas de circulação depois. É ele quem assume a figura paterna que foi de River Phoenix em Conta Comigo.

A música-tema é do Creedence Clearwater [Who’ll stop the rain?] e cabe direitinho no filme.

Anúncios

Um comentário sobre “Um verão para toda a vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s