Tokyo Godfathers

Capa do DVD

Capa do DVD

Acabei de assistir ao filme que mais gostei no ano. Tá, ignore o fato de que vi apenas cinco em 2009, dos quais três foram reprises e que nem acabamos janeiro ainda. Me deixa ter um momento Fausto Silva.

Fato é que Tokyo Godfathers [Japão/2005] já entrou pra minha lista de Top Favoritos Foréva. O diretor e roteirista Satoshi Kon compôs uma fábula de natal misturando diversas fontes ocidentais e revestindo cada personagem com o comportamento japonês típico, algo que a gente já viu em Tampopo – Os brutos também comem spaghetti [Japão/1985], do diretor Juzo Itami. A diferença é que Tokyo Godfathers é um anime. A inspiração mais evidente desses dois filmes, aliás, são westerns; no caso do anime é O céu mandou alguém [3 Godfathers, EUA/1948], filme de John Ford com John Wayne [um filme que não revejo há muito tempo mas que lembro que gostei bastante].

Na noite da véspera do Natal, três indigentes compartilham o sopão comunitário: o bêbado Gin, também conhecido como Maluco; o travesti Hana ["flor"] e a adolescente Miyuki. Hana insiste em procurar um presente para Miyuki e eles vasculham o lixão quando ouvem um choro de bebê. Enconntram uma garotinha com pouco dias de nascida, abandonada com pouco mais que um cobertor e uma chave de armário de aluguel, nº 1225. Hana nunca conheceu seus pais, foi abaandonada também muito nova, e seus instintos maternais a fazem acolher a bebê, mesmo sob reclamação dos dois colegas.

Cena do filme
Cena do filme

Ela a chama Kiyoko [criança pura] e os convence a entregar a criança para a verdadeira mãe, já que Hana remói seu próprio abandono: ela acredita que, se conhecer os motivos por que pais abandonam um bebê, pode se reconciliar com sua própria mãe. Os três então partem numa jornada que mistura investigação, aventura e autoconhecimento. Nesse ponto o anime me lembra muito outro animação, A era do gelo [Ice Age, EUA/2002].

As emoções são uma constante nessa jornada: eu ri muito, chorei muito, tive muita raiva. Algumas passagens são especialmente dolorosas. O anime [assim como o mangá] permite expor os sentimentos de forma exagerada, olhos arregalados, bocarras, etc., mas aquilo que toca mais fundo é insinuado de forma sutil. O modo japonês não soletra sentimentos mais profundos, eles são vislumbrados no olhar baixo, em palavras subentendidas, no tom da voz.

A versão que assisti foi a dublada e acho que os profissionais conseguiram imprimir bem as entonações. Eu gostei bastante das inflexões do Antônio Moreno, que fez o Gin e é também a voz de Sean Connery e Morgan Freeman no Brasil. A gente consegue identificar vergonha, cansaço, desesperança, um leque de emoções sem que ele pareça alterar a voz em nenhum momento.

A trajetória de Gin me lembra bastante alguns trechos de Conto de Natal de Dickens e, claro, A felicidade não se compra [It's a wonderful life, EUA/1946]. Em Tokyo Godfathers não há uma interferência explícita do Além, mas alguém pode reclamar que há alguma coincidências extremas. Eu só digo que é uma fábula [ênfase] de Natal [ênfase], e pequenos milagres são permitidos, oras. É um filme que aquece o coração [awww], torna a gente uma pessoa um pouco melhor [mesmo que o efeito só dure uma semana] e nos faz agradecer a nossos pais. :)

Se alguém estiver interessado, o canal Animax vai reprisar nos dias 24 [às 20h] e 25 {a 1h] neste próximo fim de semana [não mude de canal nos créditos, a versão da 9ª Sinfonia de Beethoven feita pelos Moon Riders ficou muito joiada].

V. resenha no sítio português Cinedie Asia.

Tokyo Godfathers

Parte 1 de 10, japonês com legenda em inglês
Link: http://br.youtube.com/watch?v=a7677W0Pqa0

Parte 2 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=JH_aAE7n7yA

Parte 3 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=JH_aAE7n7yA

Parte 4 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=Uyt0Begw3Yo

Parte 5 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=CNGoPvMb2aQ

Parte 6 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=RzjARzq_Dww

Parte de 7 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=a6jk9HiEP9s

Parte 8 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=Fe6ZzBuhlvI

Parte 9 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=92qFOJmshcI

Parte 10 de 10
Link: http://br.youtube.com/watch?v=Ndrq4zhZOl0

About these ads

9 comentários sobre “Tokyo Godfathers

  1. Assisti um pedaço no Animax, mas não aguentei até o fim embora estivesse gostando muito. Tava muito tarde e eu estava exausto. Vou tentar ver quando passa de novo. Ou ver pelos links, pra quem já viu Hikaru no Go inteiro no Youtube deve dar.

    Obrigado pelo post, não sabia o nome do filme, cheguei aqui cruzando Hana, travesti e anime do Google.

  2. Pingback: Cinco filmes e um episódio especial de Natal « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s