Mil livros essenciais

Quando publiquei aqueles posts com listas de livros, há pouco mais de um mês, já fiquei deprimida por perceber o quanto eu não li ainda. Imagina agora que o The Guardian soltou uma com mil! Os títulos foram divididos em temas: romance, policial, comédia, família e si mesmo, nação, ficção científica e fantasia, guerra e turismo. Não entram biografias, contos e poemas longos.

Não consegui nem ver a lista inteira, quanto mais todos os artigos complementares. Por enquanto fui só nos meus favoritos: Agatha Christie, os romances policiais, os livros de fantasia, Terry Pratchett, Jane Austen e as irmãs Brontë.

Na categoria romance tem Dom Casmurro, mas achei estranho… tà “Dom Casmurro Joaquim”, autor “Maria Machado de Assis”. Enviei e-mail, vam’vê se consertam. Em “Memórias Póstumas de Brás Cubas” acertaram, mas esse tá na categoria state of the nation. Do Brasil tem ainda um Guimarães Rosa, e de Portugal um Saramago e um Eça de Queiroz.

O legal é clicar no link de cada categoria, na página da lista completa, e ler cada artigo relacionado. No de Crime, por exemplo, tem um com os dez livros mais roubados [Harry Potter, quem duvidava que estaria nela?]. No de Romance tem as dez piores alterações que Hollywood fez ao adaptar livros pro cinema, sendo uma delas:

Lizzy Bennet is, crucially, considered “handsome” rather than beautiful, reliant on “quickness” rather than drop-dead cheekbones; it is sister Jane who is considered to be the family pin-up. Though Rosamund Pike is certainly a Premier League looker, the decision to cast Keira Knightley, the most fawned-over actor in the current pantheon, as Lizzy, makes mockery of the character’s essential modesty. [link]

Anúncios

9 comentários sobre “Mil livros essenciais

  1. Eu acho incrível a sua capacidade de ler e assistir filmes e seriados. Imagino que mais da metade da sua casa é uma biblioteca… rs

    E a sua iniciativa de enviar e-mail para corrigir a citação errada foi muito patriótica. Deveríamos ter mais pessoas como vc, por aqui.

    abraços

    —————————————-

    [* OFF TOPPIC *]

    Respondendo a sua pergunta: Eu acredito que a imagem externa do Brasil é a mesmo que temos da Venezuela e da Bolívia. Terra de ninguém, onde reina a bandidagem e a corrupção.

    Infelizmente…

  2. Naomi, quando eu olho para a pequena pilha de livros na minha mesa de cabeçeira dá uma vontade enorme de chorar.
    Saudades da época em que comprava quase que um livro por semana, devorava-os rapidamente, passava horas em cafés lendo resenhas e orelhas… Hoje, mal consigo ler a revista Crescer rs Nem sei como consegui ler os da Stephenie Meyer tão rápido.

    Beijos

  3. Se vc não leu nada, então sou analfabeta:( Uns muitos aninhos atrás, relí Dom Casmurro e Macunaíma daquí, cuja edição local é de 1958 e 1970 (não sei se há outras). A tradução parece perfeita, mas certas ambientações não há como descrever se não na língua local, não é mesmo? Ah, já que vc gosta de mistérios, assitiu as velhas séries de Sherlock e Poirot da BBC? Chego a rever varias vezes, qdo repassam. Estou aguardando Miss Marple repassar!

  4. Oi, Naomi. Vi a lista.
    Não é por nada não, mas eu li o Ensaio sobre a Cegueira e gostei muito, mas acho que esse título acabou entrando na lista por causa do filme. Pessoalmente, não considero essa a melhor obra dele, não. Do Machado, acertaram nas escolhas, pena que não souberam classificar direito, nem nomeá-lo corretamente, heim?
    Passa lá no meu blog, que tem um selinho pro PduBT lá! Um beijo.

  5. Naomi, voce jah leu Tanizaki? Acabei de ler ‘As irmas Makioka’ e gostei muito. Como voce gosta de Jane Austen acho que vai gostar desse romance. Eh sobre quatro irmas de Kansai(regiao de Kyoto,Osaka) e o choque entre a modernidade e as tradicoes, tudo isso com as turbulencias que o Japao e o mundo passavam no pre-guerra mundial. Citei Jane Austen porque achei qque o autor retratou bem o universo feminino, os homens sao meros coadjuvantes.

  6. Pingback: Diana Pádua » NerdListas…

  7. marco, e além disso tem o turismo sexual agora na época de carnaval tb, né? 😦

    chris, mas logo vai chegar a fase que vocês e a ciça vão ler juntos, se é que já não fazem!

    adrina, essas listas têm esse efeito mesmo 😆

    luma, vi pouco! aqui quase não passa, e quando passa é na hbo [que não tenho]. consegui baixar alguns pela internet, heh.

    erika, acho que o problema ali é o que a luma comentou, de tradução… no caso do saramago, ele tem um “sotaque” que deve ser difícil de passar pra outro idioma, né?

    osmar, vi uma nota sobre esse livro faz uns meses, mas não li, não! na matéria não falava assim como você. do jeito que vc colocou parece bem mais interessante 🙂 valeu mesmo pela dica!

  8. Pingback: Livros de praia « Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s