SuperBowl XLIII

Santonio Holmes, MVP do 43º SuperBowl

Santonio Holmes, MVP do 43º SuperBowl

Eu gosto tanto quando a final de um campeonato é um jogo cheio de possibilidades, reviravoltas e indefinição até o último segundo, você não? O Superbowl deste ano foi ainda mais emocionante que o do ano passado, e olha que o SB XLII teve a melhor das dez melhores jogadas da história da competição [o lançamento de Eli Manning pro David Tyree a 55s do fim].

Ontem teve muitas jogadas dignas do Top10; a principal, eu acho, aconteceu na final do segundo quarto: foi a interceptação do James Harrison dentro da end zone e a corrida de cem jardas, atravessando todo o campo, que não apenas evitou o touchdown do Cardinals mas ainda se reverteu em TD pros Steelers. Foi fantástico! Se antes do jogo não tava torcendo pra nenhum time, a partir daí era Steelers desde criancinha – eu e o Obama, né?

O Pittsburgh Steelers era o favorito com cinco títulos nas costas, com o Arizona Cardinals de azarão pela primeira vez num SB mas, de novo, quem não se lembra do Patriots invicto de 2007/2008 quando se fala em favoritismo? A namorada brasileira do quarterback Tom Brady estava tão confiante que disse que desfilaria pelada pelas ruas de Boston se eles perdessem. Até onde se sabe, Gisele Bündchen nunca cumpriu sua promessa/ameaça. 😉

Bruce Springsteen & The E Street Band

Bruce Springsteen & The E Street Band

Isso [o fato de que favoritismo não quer dizer muito] ficou na cabeça o tempo todo: no primeiro quarto o placar marcava 10 x 3 a favor do Pittsburgh, depois 20 a 7 após o show do Bruce Springsteen. Aí o Arizona foi chegando e virou 23 a 20 faltando três minutos pro fim. Os caras da tv todos fazendo conta de field goal pra empatar, daê o Pittsburgh vira de novo com um TD do Santonio Holmes, 27 a 23. Só dá pra relaxar a cinco segundos do fim. Isso que é jogo!

O QB dos Cardinals teve um consolo, pelo menos: Kurt Warner foi eleito Homem do Ano por seu trabalho beneficente, da temporada. Esse é o tipo de coisa que eu gostaria que o esporte brasileiro copiasse, em vez das notícias que temos lido envolvendo atletas brasileiros recentemente.

E por falar no show do intervalo, u-au. Não é à toa que o cara é The Boss! Ele não tava nem aí se seriam apenas doze minutos e fez uma abertura de megashow. Não rolou Dancing in the Dark, claro, mas também não teve Born in the USA – o que eu agradeço bastantão. Eu tinha cogitado Glory Days mas achei que não ia caber porque fala sobre um jogador de baseball – aí O Chefe vai lá e adapta a letra! Ficou ótimo, e a tirada final com o Steve Van Zandt a respeito do tempo que estava acabando coroou um show SUPER. Pra ouvir bem alto.

E pra ver também caus que, aos 58, ele ainda preenche bem um jeans apertado.

Show do intervalo – parte 1
Link http://www.youtube.com/watch?v=Ed8ERP6fD8Q

Parte 2
Link http://www.youtube.com/watch?v=Vf9d7GOZWw8

Setlist
10th Avenue Freeze-Out
Born to Run
Working on a Dream
Glory Days

Já o pré-show eu num curti. Lóvo Journey e Don’t stop belevin’ é a minha favorita [eu tenho o vinil das músicas das propagandas de cigarro Hollywood só por causa dessa música] mas o Arnel Pineda estica o tempo mais do que o Steve Perry. Isso e mais as reviradinhas de olho deixaram a canção melosa demais pro meu gosto. O tom de voz parece, OK, mas nhai.

Veja: com Steve Perry http://www.youtube.com/watch?v=ip1zsUIosoA

Com Arnel Pineda http://www.youtube.com/watch?v=PoF9UWlWF1M

Em compensação, gostei da interpretação do hino nacional [geralmente acho um pé no saco]. A Jennifer Hudson a tornou melódica e não melósica, heh. Foi a primeira apresentação pública depois do assassinato da família no ano passado.

Hino Nacional: Jennifer Hudson
Link http://www.youtube.com/watch?v=zk5ASIizjvQ

Os comerciais de 3 milhões de dólares no site da NFL [e aqui a gente é obrigado a assistir aquele cachorro-peixe até enjoar…].

Anúncios

9 comentários sobre “SuperBowl XLIII

  1. Pingback: Jogando por pizza « Batata Transgênica

  2. Pingback: Troféu PdUBT Emmy 2009 « Batata Transgênica

  3. Pingback: SuperBowl XLIV « Batata Transgênica

  4. Pingback: SuperBowl XLV « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  5. Pingback: SuperBowl XLVI « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s