The Celebrity Apprentice – ep 01

A coelhinha Tiffany Fallon

A coelhinha Tiffany Fallon

Quando fui pesquisar a lista de participantes da sétima edição de The Apprentice, a primeira com celebridades, acabei descobrindo quem foi para a final e quem venceu, mas resolvi acompanhar mesmo assim. Não cheguei a ler as notícias sobre as provas e a ordem em que foram eliminados, então tá limpo.

Donald Trump disse que selecionou as celebridades pessoalmente; eu não conheço a maioria. Os conselheiros desta etapa foram seus filhos Ivanka e Don Jr.

Os candidatos
Carol Alt – modelo e atriz
Gene Simmons – estrela do rock, baixista da banda KISS
Jennie Flinch – jogadora de softball, medalhista olímpica [ouro]
Lennox Lewis – boxeador peso-pesado, campeão mundial
Marilu Henner – atriz e escritora
Nadia Comaneci – ginasta, medalhista olímpica [ouro]
Nely Galán – ex-executiva da rede de TV Telemundo e empresária
Omarosa – controversa candidata da 1ª edição de The Apprentice
Piers Morgan – editor de tablóide e juiz de reality shows
Stephen Baldwin – ator e pastor evangélico
Tiffany Fallon – coelhinha da Playboy, Miss Georgia EUA 2001
Tito Ortiz – lutador de luta livre, artes marciais
Trace Adkins – cantor de country music
Vincent Pastore – ator [The Sopranos]

Na primeira prova, assim como na edição brasileira, o desafio foi o da venda para caridade – todas as provas serão beneficentes, aliás, já que a soma arrecadada vai para a instituição filantrópica escolhida pelo líder da equipe vencedora.

As equipes se dividiram entre homens [Hydra, sugerida pelo rockstar Gene Simmons embora ele tenha se confundido com Cérbero, os demais gostaram da mitologia da fera de sete cabeças que nunca é derrotada] e mulheres [equipe Empresario, sugerido pela executiva latina Nely Galán].

Gene Simmons: Hydra é o cachorro de três cabeças que guarda os portões do Inferno.
Vincent Pastore: Não, essa é a minha mulher.

A tarefa era vender cachorros-quentes. A equipe Hydra optou por cobrar mais caro usando a fama de seus membros, enquanto Simmons disparava ligações para seus contatos na cidade pedindo colaborações. O líder foi o ator Stephen Baldwin [o que fez Os Suspeitos].

Na equipe Empresario a líder Omarosa optou por não usar a celebridade de seus membros, apenas táticas de negócios e de venda. Escolheram um ponto próximo ao metrô, onde desciam os turistas. Quase no final da prova, a concorrente Marilu Henner passou a ligar para seus contatos e arrecadou 11 mil dólares em três vendas, mas fez isso por iniciativa própria, sem consultar a líder. Mais tarde, a jogadora de softball Jenny Flinch fez o mesmo e pediu a ajuda de um jogador do time de baseball do New York Mets.

Na sala de reunião, Trump informou às duas equipes o resultado das vendas e Hydra bateu Empresario por 52 mil dólares contra 17mil e trocados. Os quase 70 mil dólares foram repassados para Carol M. Baldwin Breast Cancer Research Fund, a instituição da mãe dos irmãos Baldwin.

Melhor momento: o duelo entre Piers Morgan e Omarosa. Ele errava o nome dela e ela dizia “se vai falar de mim, diga  o meu nome direito”, ao que ele replicava “eu sei que você é uma celebridade, mas nunca ouvi falar de você”. Piers é jurado do reality show America’s Got Talent, mas é inglês, e Omarosa foi a participante mais odiada de todas as edições de The Apprentice. Eu não assisti à edição de que ela participou, só conhecia sua fama. Ela é o Henrique Sucasas de saias.

Donald Trump: Omarosa, você conhece o Stephen?
Omarosa: Infelizmente, sim.
Donald Trump: Stephen, você conhece a Omarosa?
Sephen Baldwin: Sim, ela é encantadora.
Donald Trump: Vamos ver se continua com a mesma opinião daqui a duas semanas.

Trump criticou todas as escolhas do time feminino, desde a localização [a Hydra optou pel Radio City, com maior tráfego de pessoas com cacife para pagar muito dinheiro por um cachorro-quente], ao fato de usarem uniforme que ocultava tanto os atributos femininos quanto o fato de serem famosas, até a opção por não capitalizarem seus contatos.

Este último motivo foi o que levou à demissão da coelhinha Tiffany Fallon, que se defendeu dizendo que estava guardando seu único trunfo [Hugh Heffner] para mas tarde.

Donald Trump: Eu conheço Hugh Heffner. Eu conheço muitas coelhinhas.
Tiffany Fallon: Oh, aposto que conhece!

Outro motivo para a sua demissão foi o mesmo que costuma derrubar os primeiros demitidos em todas as edições: a falta de luta para manter-se na vaga. Porém, ela parece não ter ficado tão chateada assim, já que em maio teve seu primeiro filho com um dos cantores do Rascall Flats. 🙂

Notas
Eu não vi a Nadia Comaneci depois da apresentação dos competidores.
Tito Ortiz namora a Jenna Jameson! Nunca imaginei ver uma pornstar num programa assim, lol.
Gene Simmons carrega os números de telefone dos contatos num caderninho preto.
Piers Morgan ganhou meu respeito por peitar a Omarosa.
A equipe vencedora pôde assistir à mesa de reunião da equipe perdedora pela TV, até o momento em que a líder e suas duas indicadas retornaram à sala para a decisão final.
Não mostraram as confabulações dos Trump. Na edição brasileira o debate entre Roberto Justus e os conselheiros vai ao ar.
Omarosa e Carol Alt, a segunda sobrevivente do dia, conspiraram antes de voltar à suíte master da Trump Tower: “o que aconteceu naquela mesa não sai de lá.”

Por falar em gestão de pessoas, anturdia estava a assistir Flashpoint e fiquei matutando como aquele episódio devia ser obrigatório nas faculdades e cursos de liderança. Ia ser muito mais útil do que aqueles exercícios – como é o nome mesmo? Aqueles de acertar caneta na garrafa, de cabra-cega, esses trem. Um pouco de exemplo prático de gerenciamento e liderança, pra variar, seria bom.

Anúncios

3 comentários sobre “The Celebrity Apprentice – ep 01

  1. Uma vez, vi um documentário sobre a vida do Gene Simmons e meeeeeeeeeuuu: ele noné o aloprado que eu pensava.
    Na época, tinha uma imobiliária (das grandes), um studio de gravação e mais algum outro negócio que não me lembro. E ele disse que, todos os dias, saía pra trabalhar, pq esse papo de rockstar ter vida mansa não é com ele.

    Já tá passando por aqui?

    • não sabia dessa faceta do simmons, que legal! o cara é esperto, sabe capitalizar os contatos que conseguiu como rockstar. e manja de mitologia, olha só! 🙂

      começou na quarta às 21h, no people+arts, num sei se tem reprise…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s