Déjà vu

Um homem e uma mulher entram apressados num aposento, agarrados um no outro e fungando feito locomotivas a vapor. Homem arranca a blusa da mulher e ambos caem – na cama, no chão ou no sofá, você escolhe – e continuam na ação, ainda num frenesi porque ele é casado com outra, ela é casada com outro ou é contra a política da empresa; de novo, a escolha é sua.

No meio da fornicação ela [geralmente é ela] abre os olhos e se depara com um cadáver ali pertinho dos dois.

Me diz, quantas vezes você já não viu isso na abertura de um episódio de série policial só nos últimos seis meses?

Eu contei três.

Mosaicismo

House e o mosaicismo

House e o mosaicismo

Logo no início do episódio The Softer Side, de House, os médicos mencionam uma anomalia genética chamada mosaicismo. Eu mais ou menos já sabia do que se tratava porque isso apareceu muito durante as pesquisas que fiz pro post Quimerismo.

Vamos supor três cenários:

1. Um embrião único divide-se em dois indivíduos com a mesma carga genética, gerando gêmeos idênticos;

2. Dois embriões diferentes se fundem, gerando um indivíduo único com duas cargas genéticas diferentes. Isso é quimerismo;

3. Um embrião sofre mutação em parte das células, geralmente pela perda ou duplicação de cromossomos, gerando um indivíduo único com duas cargas genéticas [DNA] diferentes. Isso é mosaicismo.

O nome vem de mosaico, a arte de formar uma figura usando pedaços de formas e cores diferentes [não confundir mosaicismo com o mosaico dourado, uma doença que ataca os pés de feijão].
Continuar lendo