O Gângster

Pôster do filme

Pôster do filme

Dos quatro ou cinco pôsteres de O Gângster [American Gangster, EUA/2007], este ao lado é o que resume melhor a essência do filme, pra mim: o duelo de dois atores que representam personagens com personalidade oposta um do outro.

Russel Crowe interpreta o Detetive Richie Roberts, policial incorruptível durante o dia e estudante de Direito à noite que está próximo de perder a esposa e o filho num divórcio litigioso por conta, entre outros motivos, da amizade que mantém com um mafioso. Depois de entregar à polícia o dinheiro destinado ao suborno de tiras corruptos, ele vira um pária até ser convocado para formar e liderar a divisão antidrogas na cidade.

O objetivo da investigação é capturar os grandes traficantes. “Nada menor do que meia tonelada de erva ou 40 quilos de pó vale a pena”, ele diz. Enquanto isso, tem de combater também o esquema corrupto dentro da própria força policial.

Detective Richie Roberts: Judges, lawyers, cops, politicians. They stop bringing dope into this country, about a hundred thousand people are gonna be out of a job.


Paralelamente, Denzel Washington compõe Frank Lucas, que vive seguindo um código de conduta e honra que aprendeu com seu chefe “Bumpy” Johnson, o maior mafioso do Harlem. Com a morte de Bumpy, Lucas assume o tráfico de heroína quando assiste no noticiário que soldados norte-americanos estavam se viciando no Vietnã.

Tanto sua conexão no lado fornecedor quanto os distribuidores eram da família de Lucas. Ele não tinha educação formal, mas transitava com elegância entre artistas e esportistas famosos.

Frank Lucas: The most important thing in business is honesty, integrity, hardwork… family… never forgetting where we came from.

O verdadeiro Frank Lucas

O verdadeiro Frank Lucas

O roteiro do filme se baseia na matéria The return of Superfly, que Marc Jacobson escreveu para a New York Magazine de 14 de agosto de 2000 a partir de uma série de entrevistas que o verdadeiro Frank Lucas concedeu ao repórter. Numa delas, ele se gaba de transportar drogas até no avião de Henry Kissinger, que na época era Secretário de Estado do presidente dos EUA, Richard Nixon.

Além das atuações de Washington e Crowe, fiquei impressionada também com Josh Brolin, um policial corrupto que conseguiu irritar Richie Roberts e Frank Lucas ao mesmo tempo; Cuba Gooding Jr., um concorrente de Lucas – a última atuação dele que eu gostei foi em Meu nome é Rádio, de 2003; Chiwetel Ejiofor, irmão e tenente de Lucas – se você é como eu e ficou curioso pensando “ondé que já vi esse cara antes?”, eu respondo: é o cara que casou com a Keira Knightley em Simplesmente amor e tava em Quatro irmãos também [mas não era um dos filhos da Taraji P. Henson]; Armand Assante, um traficante francês italiano – embora tenha achado muito parecido com o personagem La Grenouille que fez em NCIS, mas qualquer Armand Assante é um bom Armand Assante; e Ted Levine.

Eu tive que esperar subirem os créditos para confirmar se o capitão do Richie era mesmo o Ted Levine, o Capitão Stottlemeyer de Monk [e o Buffalo Bill de O silêncio dos inocentes]. Não foi só a ausência do bigode que me confundiu, mas toda a postura corporal e até o tom de voz que ele alterou. Ficou totalmente diferente, um trabalho muito bom. E dizem que o ator foi indicado para este papel pelo próprio Denzel Washington justamente porque ele é fã de Monk.

Por falar em créditos, a não ser que veja o filme na tv aberta, continue assistindo até o fim. Tem cena extra.

É um flme de gângster com poucos tiros – quatro ou cinco vezes em duas horas e meia de duração, talvez. Tiroteio em fiime me aborrece até a morte, mas aqui era apenas um tiro aqui, outro meia hora depois, sempre com um propósito e não para fazer barulho e impedir o espectador de cochilar. É longo sem ser cansativo, tem um bom ritmo. Só fui olhar o relógio depois de 1h55 passados.

É um bom filme com uma matemática engraçada: a soma das atuações é maior do que o resultado final. Não entra na minha lista de Top Favoritos Foréva, mas também não sinto que perdi tempo ou dinheiro aqui.

As far as Frank was concerned, his place in the hereafter was assured after he joined the Catholic Church while imprisoned at Elmira. “The priest there was getting crooks early parole, so I signed up,” he says. As backup, Frank was also a Baptist. “I have praised the Lord,” he says. “Praised Him in the street and praised Him in the joint. I know I’m forgiven, that I’m going to the good place, not the bad.” [NY Magazine]

Trilha sonora

1. “Do You Feel Me” – 3:56
* Performed by Anthony Hamilton
2. “Why Don’t We Do It in the Road?” – 3:46
* Performed by Lowell Fulson
3. “No Shoes” – 2:24
* Performed by John Lee Hooker
4. “Across 110th Street” – 3:47
* Performed by Bobby Womack
5. “Stone Cold” – 4:06
* Performed by Anthony Hamilton
6. “Hold On I’m Comin'” – 2:31
* Performed by Sam & Dave
7. “I’ll Take You There” – 4:34
* Performed by The Staple Singers
8. “Can’t Truss It” – 4:39
* Performed by Public Enemy
9. “Checkin’ Up on My Baby” – 2:12
* Performed by Hank Shocklee
10. “Club Jam” – 3:10
* Performed by Hank Shocklee
11. “Railroad” – 2:20
* Performed by Hank Shocklee
12. “Nicky Barnes” – 3:11
* Performed by Hank Shocklee
13. “Hundred Percent Pure” – 2:13
* Performed by Marc Streitenfeld
14. “Frank Lucas” – 2:40
* Performed by Marc Streitenfeld

Doze clipes do filme no site Omelete.

Anúncios

7 comentários sobre “O Gângster

  1. Aproveitei que o Telecine está com sinal aberto essa semana e assisti. Filmão. Apesar de que uma coisa que me incomoda no Denzel Washington é que, quanto mais velho, mais dentuço ele fica. Mas gosto quando os bons moços começam a fazer papel de mau – “Dia de treinamento”.

  2. Os candidatos (google-in-the-air informa):

    George Clooney – Conduta de Risco
    Daniel Day-Lewis – Sangue Negro
    Johnny Depp – Sweeney Todd
    Tommy Lee Jones – No Vale das Sombras
    Viggo Mortensen – Senhores do Crime

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s