A estudante que mantém uma biblioteca de livros banidos no armário da escola

Pela liberdade de ler

Pela liberdade de ler

Dica da @laconics: um artigo da BoingBoing referia-se a uma estudante norte-americana que empresta livros banidos pela escola católica aos colegas. Ela mantém 62 livros em seu armário na escola – são tantos que passou a usar o armário adjacente, que estava desocupado.

Crianças que nunca se interessaram pela leitura por lazer passaram a pegar esses livros para ler depois que foram proibidos. Muitas não têm coragem de pegar na biblioteca pública ou os pais não permitem que comprem os livros proibidos.

Faz sentido, né? Eles optaram por pagar uma escola católica, donde se infere que pelo menos boa parte deles deve acreditar e praticar as mesmas ideias propostas pela direção da escola.

I go to a private school that is rather strict. Recently, the principal and school teacher council released a (very long) list of books we’re not allowed to read. I was absolutely appalled, because a large number of the books were classics and others that are my favorites. One of my personal favorites, The Catcher in the Rye, was on the list, so I decided to bring it to school to see if I would really get in trouble. Well… I did but not too much. [Is it OK to run an illegal library from my locker at school? Yahoo!Answers]

Um colega da aula de Inglês pediu o livro emprestado porque ouviu dizer que era bom *e* porque estava na lista de banidos. A história se espalhou pela escola e os estudantes passaram a pegar os livros da garota. Conforme ela especifica na questão, apenas metade dos 62 títulos no armário faz parte da lista de banidos, isto é, não é o fato de ser banido que serve como critério para ser escolhido: ela menciona um topseller que está na lista mas que não frequentará a sua biblioteca underground.

Mas o ponto mais legal da história é um que gente adulta autoritária não costuma levar em consideração: a necessidade que a criança/adolescente/jovem tem de testar seus limites.

I would be in so much trouble if I got caught, but I think it’s the right thing to do because before I started, almost no kid at school but myself took an active interest in reading! Now not only are all the kids reading the banned books, but go out of their way to read anything they can get their hands on.

Essa garota tem consciência de que existe, sim, a necessidade de adequar a leitura à idade, por isso limita o acesso à sua biblioteca aos alunos mais velhos, mas censurar livros apenas porque contradizem os dogmas religiosos da escola a deixa lívida.

A questão da censura de livros nos EUA é tão séria que existe até uma semana anual de protesto; lembra que comentamos isso no ano passado? Incentivam que as pessoas leiam os livros proibidos em local público. Em 2009 acontece de 26 de setembro a 3 de outubro.

Alguns dos livros banidos disponíveis em seu armário escolar:

The Perks of Being a Wallflower – Stephen Chbosky [não encontrei tradução]

His Dark Materials trilogy – Philip Pullman [trilogia Fronteiras do Universo]

Sabriel – Garth Nix [A Missão de Sabriel]

The Canterbury Tales – Geoffrey Chaucer [Os Contos de Canterbury]

Candide – Voltaire [Cândido, Ou O Otimismo]

The Divine Comedy – Dante Alighieri [A Divina Comédia

Paradise Lost - John Milton [Paraíso Perdido]

The Godfather – Mario Puzo [O Poderoso Chefão]

Mort – aqui eu desconfio que se trate de O Aprendiz de Morte, do Terry Pratchett [série Discworld]. Quase certeza.

Interview with the Vampire – Anne Rice [Entrevista Com O Vampiro]

The Hunger Games – Suzanne Collns [não encontrei tradução]

The Hitchhikers Guide to the Galaxy – Douglas Adams [O Guia do Mochileiro das Galáxias]

A Connecticut Yankee in King Arthur’s Court – Mark Twain [Um Ianque na Corte do Rei Arthur]

Animal Farm – George Owell [A Revolução dos Bichos]

The Witches – Roald Dahl [o autor de Charlie e A Fantástica Fábrica de Chocolate]

Shade’s Children – Garth Nix

The Evolution of Man – será a Teoria da Evolução de Charles Darwin?

The Holy Qu’ran – o Alcorão

One Flew Over the Cuckoo’s Nest – Ken Kesey [Um Estranho no Ninho]

The Picture of Dorian Gray – Oscar Wilde [O Retrato de Dorian Gray]

Slaughterhouse-5 – Kurt Vonnegut [Matadouro 5]

Lord of the Flies – William Golding [O Senhor das Moscas]

Bridge to Terabithia – Katherine Patterson [Ponte para Terabítia]

Catch-22 – Joseph Heller [Ardil-22]

East of Eden – John Steinbeck [A Leste do Éden]

The Brothers Grimm Unabridged Fairytales – contos de fada dos Irmãos Grimm

The Catcher in the Rye – J. D. Salinger [O Apanhador no Campo de Centeio]

Quanto ao motivo dela estar no Yahoo!Answers? Ela quer saber se…

But is what I’m doing wrong because parents and teachers don’t know about it and might not like it, or is it a good thing because I am starting appreciation of the classics and truly good novels (Not just fad novels like Twilight) in my generation?

Links legais
Banned Books Week – hotsite da American Library Association
Banned Books Week – verbete do Wikipedia
Controversial & Banned Books

Posts relacionados
Recordes e censura
O Senhor das Moscas

About these ads

15 comentários sobre “A estudante que mantém uma biblioteca de livros banidos no armário da escola

  1. “The Perks of Being a Wallflower” – Saiu pela Rocco com o nome “As vantagens de ser invisível”.

    “The hunger games” – O único livro da Suzanne Collins por aqui é “Gregor, o guerreiro da superfície” e saiu pela Record, que detém os direitos da obra dessa autora no Brasil (ou seja, se sair deve ser pela Record)

    Esse “A evolução do homem”, se não me engano, é um livro do Giovanni Carrada, que ainda não é editado por aqui (eu vi uma edição linda, portuguesa, numa livraria de Madrid. Quase comprei).
    Bjs

  2. Seu post me fez lembrar da adolescência e dos livros proibidos na biblioteca do colégio de freiras onde estudei. Tinha uma irmã que me fornecia, escondido, os livros proibidos .
    Foi assim que tive acesso a Jorge Amado, Maiakovisk (não sei se é assim que se escreve), e tantos outros que ficavam dentro de caixas, ocultos da maioria dos alunos.

  3. Pingback: O fruto proibido « Peregrinacultural’s Weblog

  4. Afe!
    Me fez lembrar do Dan Brown e de sua proibição pela igreja católica.
    Que rolou horrores aqui em terras brasileiras…
    E os adolescentes?!
    Fascinados!
    A proibição valeu como estímulo. ;)

    Minha comadre e mãe de meus sobrinhos me pediu para emprestar aos filhos adolescentes dela.
    Emprestei, claro!
    Ora, senão!
    E, de quebra as análises publicadas, idem.
    Exceto as da Masdras – que é um editora que eu, particularmente, não confio. Coisa minha! Xápralá!

  5. Pingback: Se ficar o bicho pega « Batata Transgênica

  6. Estou maravilhada com essa história, dá licença de publicar no Reload (devidos créditos, claro!)?
    Harry Potter, será que pode nessa escola? Huxley? Orwell?

    Wow, O Senhor das Moscas. Coisa sensacional, adoro.

  7. Pingback: Queimando livros « Batata Transgênica

  8. Pingback: Semana dos livros banidos « Batata Transgênica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s