[TrueBlood] Scratches

Sério, Eric, tá na hora de trocar de figurino.

Sério, Eric, tá na hora de trocar de figurino.

A atração dos vampiros é “nosso desejo de imaginar os monstros que seríamos se pudéssemos ser”, sugere Rick Owens, estilista gótico que evoca os imortais em suas criações. [Do cinema à moda, vampiros viram tendência, New York Times via iG]

Num primeiro momento, minha reação foi de horror à ideia de que pudesse ser maléfica se tivesse o poder de ser. Daí lembrei do papel dos contos de fadas, que é o de verbalizar o que é real para a criança que ainda não consegue expressar o que vai no seu íntimo através de lobos que comem a vovó ou de bruxas que mandam arrancar o coração da Branca de Neve e as coisas ficaram mais claras. Um pouco. Porque, cá entre nós, ainda bem que eu não posso.

De certa forma, isso explica minha impaciência com alguns dos personagens de TrueBlood – mais especificamente, o casal Bill e Sookie. Acho que a Mica acertou na mosca no comentário que fez no post anterior: quando ambos estão juntos, eles ficam chatos. Sim, eles são um “daqueles casais” – não o tipo que Bill desdenhou no ep anterior [o casal que briga e volta], mas do tipo meloso, auto suficiente e interdependente, exatamente como ficou demonstrado em Scratches.

Eca.

A partir deste ponto há spoilers. Aspirina é um medicamento, consulte sempre o médico e o farmacêutico.

Chegou num ponto que eu tava torcendo para a Entidade na floresta atacar logo a Sookie e acabar de uma vez por todas com aquele mimimi dela.

Bill: Não seja ridícula, Bon Temps fica a 12 milhas de distância!
Sookie: Prefiro ir andando do que passar mais um segundo no carro com você.
[Sai pisando duro, deixando o próprio carro para trás – carro dela mas dirigido por Bill.]
Jessica: Ela quer que você vá atrás dela. Ela quer que você vá atrás dela e a beije e lhe diga que a aaama.

Por outro lado, fiquei contente com o novo casal interracial formado pela Jessica e o Hoyt. Há neles uma ternura, um cuidado um com o outro mas que não os isola das outras pessoas – tá, é um relacionamento que ainda está muito no começo. Mesmo assim, não resisti ao Fator Awww que gerou. 🙂

Quanto à entidade que atacou Sookie no meio do mato, ainda não dá para saber se está relacionada à Maryann embora a cabeça de touro leve a pensar que sim: mitologia grega, Minotauro? De certo apenas duas coisas: foi uma ótima oportunidade para trazer a esquisitíssima Dra. Ludwig e é mais um gancho com o Sam, na pessoa da garçonete incompetente Daphne. Mas se tem conexão com a Maryann e qual o motivo do ataque à Sookie, isso só mais para a frente.

Outro detalhe que tou curiosa pra ver é se o desenrolar dos acontecimentos levará a um confronto entre a Fellowship of the Sun e os vampiros em Dallas e se Jason tomará parte. Se sim, de qual lado? Pela primeira vez na série, senti um pouquiiinho de empatia pelo rapaz, coisa mínima. IMHO, o ator Ryan Kwanten passa uma impressão de fraqueza – não me peça para explicar, é uma impressão que tenho dele. Assim, fica fácil de acreditar que o personagem dele seja manipulável através do ego.

Neste episódio, no entanto, ele tem um momento de dúvida que demonstra que Jason tem uma essência potencialmente boa, isto é, despida de ódio e preconceitos. Resta saber se ela resistirá à doutrinação e sedução da seita [e da esposa do pastor também]. Acho meio difícil, já que eu mesma venho sendo manipulada pelos roteiristas! Eles estão forçando a mão para que o espectador se ressinta da Fellowship e assim ache que a vingança seja justificada.

Mais ou menos o que se faz com a Dona Mariana da Cássia Kiss na novela Paraíso, acho.

Link http://www.youtube.com/watch?v=irvG8T3Gxqc

Série de posts legais
Vampiros: Por trás da máscara – parte I
Vampiros: Por trás da máscara – Parte II
Vampiros: Por trás da máscara – Parte III
Lulu, a autora do blog Coruja em teto de zinco quente, publicará a quarta parte da série na segunda-feira, dia 6/7/9.

Imagem: The Vault – True Blood Online

Setlist das músicas do episódio no site TrueBlood.Net

Posts relacionados
[TrueBlood] Keep this party going
[TrueBlood] Nothing but the blood
Southern Vampires / True Blood

Capa de Vampiros em Dallas

Capa de Vampiros em Dallas


Segundo livro da série Southern Vampires lançado no Brasil

O livro Living Dead in Dallas [2002] da Charlaine Harris é a base da segunda temporada de True Blood e foi lançado no Brasil com o título Vampiros em Dallas pela editora ARX, com a publicação prevista para sair na próxima segunda-feira, dia 06/07/09. A capa não segue a arte da edição original norte-americana e nem o título segue o padrão estabelecido pela autora, com a palavra “morto” em todos oss títulos dos oito livros até o momento, ao contrário do primeiro livro traduzido no Brasil: Morto até o anoitecer [Dead until dark], lançado pela Pestígio/Ediouro.

Vampiros em Dallas
Autor: Charlaine Harris
Trad.: ?
Editora: ARX
ISBN: 8502083538
ISBN-13: 9788502083530
Livro em português
Brochura – 21 x 14 cm 1ª Edição – 2009
Pág: 336

Sinopse:

A saga mostra o momento em que os vampiros se revelam para a sociedade, após o lançamento de um ‘sangue falso’, vendido em bares e supermercados. Tal fato propicia que eles não precisem mais morder os humanos. Como a sociedade vai receber esses habitantes noturnos? Todos os vampiros se tornarão bonzinhos? A jovem Sookie Stackhouse, capaz de ouvir os pensamentos das pessoas e apaixonada por um ‘vampiro do bem’, é a protagonista desta história. [Livraria Cultura]

Vou me abster de comentar a sinopse. 😉

Anúncios

19 comentários sobre “[TrueBlood] Scratches

  1. Lu, diga-me uma coisa: até agora (nesta temporada eu digo) o que tem igual ao livro e o que é diferente?
    Estou com um pouco de medo do lafayette…se no livro ele é o morto, será que os roteiristas vão acertar a mão com ele na série daqui para a frente?

    Gostei muitíssimo do casal Jessica e Hoyt. Eu o acho uma gracinha de rapaz e ela é essencialmente uma boa moça. Os dois ficaram muito fofos juntos.

    Estou encasquetada com a Maryann. A festa dela parecia um bacanal, mas Baco era homem, então o que é ela? E o lance do porco?

    • mica, vou tentar lembrar de cabeça…

      no livro não existe a jessica, mas sookie tem que ir a dallas por causa da maker do bill;
      lafayette morre for good, não vira vampiro nem nada;
      o andy é patético, sentimos pena e não raiva;
      não tem quase nada da tara no livro, muito menos envolvendo a maryann;
      sam conhece a maryann durane os acontecimenttos do livro, não antes;

      vc acertou no deus [baco ou dionísio]: maryann é uma bacante – mênade em português, maenad em inglês – e seu nome significa “enfurecida” ou “enlouquecida”. até que ponto os roteiristas serão fiéis à mitologia eu não sei, visto que até a estatueta do ep anterior foi emprestada de outra cultura e “virou” micênica…

  2. Naomi,
    também vou passar o resto do post… Eu nunca fui lá ‘simpatizante’ da Sookie, e confesso que agora, ‘xoxei’ rsss
    Mas vamos lá, estou quase terminando meus DVDs e já baixei alguns da 2ª season, vamos lá, tenho fé rsss

    Beijos

  3. Oh, materias sobre vampiros . Eu amo muito tudo isso. ^^

    Meu nome é Anderson e cheguei até aqui pelo blog da Lola.

    Desculpe ai, mas queria fazer uma correção.

    Mas a maker do Bill só aparece no terceiro livro (o Dead Club), no segundo ela vai p/ Dallas p/ ajudar a encontrar o vampiro Godrik.

  4. Obrigado Naomi.

    Não se preocupe com a confusão, com nove livros mais a serie isso é natural.

    E pode deixar que quando tiver algo mais ou menos util a dizer sobre qualquer assunto eu comento. ^^

  5. Pingback: [TrueBlood] Shake and Fingerpop « Batata Transgênica

  6. Pingback: [TrueBlood] Never Let Me Go « Batata Transgênica

  7. Pingback: [TrueBlood] New World in My View « Batata Transgênica

  8. Pingback: [TrueBlood] I Will Rise Up « Batata Transgênica

  9. Pingback: [TrueBlood] Frenzy « Batata Transgênica

  10. Pingback: [TrueBlood] Behind Here Lies Nothin’ « Batata Transgênica

  11. Pingback: True Blood no SBT… em 2011 « Televisão é Magia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s