O Palhaço

Estou deitada na areia sob um piso de tábuas, escondida. Tem cinco tiros no meu braço esquerdo, são de calibre .22. Tento permanecer imóvel para não ser descoberta, mas a mancha de sangue escorre para fora e ela me arrasta para a sala de estar.

Ela é uma enfermeira e já assassinou seis casais, eu testemunhei o último. Ninguém percebeu que foram assassinatos, nem o motivo ou quem teria provocado. Ela apenas tocava a campainha e matava, sumindo em seguida.

Ela tocou a campainha dessa casa onde eu estava e vi seu rosto por cima do ombro da minha anfitriã e a reconheci. Achei que não tinha me visto nem reconhecido, pois não olhou pra mim. Me escondi, mas logo ouvi os disparos e o calor no meu braço. Eram cúmplices, as duas.

Estou a caminho da universidade e procuro a entrada do prédio: clássico, pedra e madeira de lei, amplo e vazio. Quatro escadarias, uma em cada canto, nenhuma acessibilidade. Meus aposentos no alojamento são compartilhados com uma garota com quem antipatizo de imediato, mas eu gosto do namorado dela. Uma pequena disputa pra decidir quem fica com qual quarto – são dois, para chegar ao segundo tem de passar pelo quarto da frente.

Fico com o da frente e abro o guada-roupa para arrumar minhas coisas: as roupas do ocupante anterior ainda estavam lá. Continuo abrindo as portas e gavetas, nunca vi tantas calças jeans fora de uma loja. Camisetas do time de futebol, malhas, cobertores e colchas e ah, a roupa de baixo. Mas… mas… teddies e soutiens? Souvenires, talvez?

Veja, tem uma cômoda gaveteiro. Mais jeans, uma manta de cashmere, oh, essa vou pegar pra mim. Gaveta após gaveta, olhe, ele coloca sachês para perfumar as roupas, até que chego à última, na parte de baixo. Está repleta de fotos do rapaz assassinado pela enfemeira. aquele que testemunhei. Estou infiltrada para investigar o crime.

As fotos mostram o rapaz na praia, de sunga, com um anão também de sunga no colo. Ele usa pintura e nariz de palhaço e percebo que isso resolve o caso.

Anúncios

5 comentários sobre “O Palhaço

  1. Olha só, não sei se você está interessada em como a geração dos seguidores de Jung [falo principalmente de James Hillman, criador da “psicologia arquetípica” pós-junguiana, ] poderia ver nas imagens que você descreveu. Como meu marido trabalhou por anos com literatura americana e fez bastante uso do trabalho de James Hillman, vou colocar aqui um pedacinho em inglês de um dos livros do autor. Não sei se este livro [ The Dream and the Underworld] já foi traduzido. Pela lista de livros dele em português não achei correlação nos títulos, mas isso é outro assunto. Sei que você lê muito bem em inglês:

    ” The comic spirit can take us there, but we are not the guide — not Harlequin, Trickster, or Hermes Psychopompos, nor even a Clown. The comic spirit masquerades in all things we do and say; we are each a joke and do not need to put on a white face.

    The matter is not of becoming a clown but of learning what he teaches: making an art of our senseless repetitions, our collapsing and our pathologizings, puting on the face of death that allows the dream world in and watching it turn ordinary objects into amazing images, our public persons into butts of laughter.

    We follow the clown into the circus by entering a perspective of rebellion against the dayworld order; rebel without cause or violence. Turning topsy-turvy, we deliteralize every physical law and social convention in the smallest things that we take for granted. Through him we enter the perspective of the fantastic soul, clown as depth psychologist. Imagine, Freud and Jung, two old clowns.”

    James Hillman, THE DREAM AND THE UNDERWORLD, Harper & Row, 1979, New York, páginas 179-180.

    Desculpe-me a longa passagem em inglês, mas muitos desses livros só tenho os volumes de quando estava estudando fora e os trouxe comigo. O mesmo é verdade para os livros do meu marido. Espero que seja interessante para você. Um abração, Ladyce

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s