Livros de praia

beach_book_400

Quando chega o verão – ora, quando chega a primavera, até! – costumo ouvir muito a mesma frase: “um dia tão bonito e você perdendo tempo, lendo”. A sorte de quem diz isso é que dona mãe me deu educação e eu não respondo o que realmente penso de uma declaração assim. Em outros países, as férias de verão são justamente o período que as pessoas aproveitam para ler, e uma tradição cultural tão arraigada que é tema até de artigos e reportagens. Na Inglaterra, por exemplo, todo mundo sabe qual livro o Primeiro Ministro levará na valise durante o recesso.

O site norte-americano NPR realizou uma enquete entre seus leitores para descobrir os Cem Melhores Livros de Praia de Todos Os Tempos. O resultado se confunde um pouco com as listas de mais vendidos, representa apenas uma parcela de leitores [os que acessaram e responderam a pesquisa do site] mas garimpando bastante ainda sobra muita coisa legal, IMHO. E esse tipo de lista vale pra conhecer livros que nunca ouvimos falar, também.

Tem dois que me deu vontade de ler só por causa do título.

Por falar em título, tem uns casos em que fiquei na dúvida na tradução caus que as fontes que pesquisei não forneceram o original, então ou não coloquei o título brasileiro ou fui pelo rumo.

1. Os livros da série Harry Potter, de J.K. Rowling
2. O sol é para todos, de Harper Lee
3. O caçador de pipas, de Khaled Hosseini
4. O diário de Bridget Jones, de Helen Fielding
5. Orgulho e preconceito, de Jane Austen
6. Divinos segredos, de Rebecca Wells
7. O grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald
8. O guia do mochileiro das galáxias, de Douglas Adams
9. Tomates verdes fritos, de Fannie Flagg
10. A bíblia envenenada, de Barbara Kingsolver


11. A mulher do viajante do tempo, de Audrey Niffenegger
12. A vida de pi, de Yann Martel
13. O clube da felicidade e da sorte, de Amy Tan
14. O Hobbit, de J.R.R. Tolkien
15. O apanhador no campo de centeio, de J.D. Salinger
16. E o vento levou, de Margaret Mitchell
17. Bel Canto, de Ann Patchett
18. O senhor dos anéis, de J.R.R. Tolkien
19. As virgens suicidas, de Jeffrey Eugenides
20. Água para elefantes, de Sara Gruen

21. As aventuras de Huckleberry Finn, de Mark Twain
22. O mundo é o que você come, de Barbara Kingsolver
23. A agência nº 1 de mulheres detetives, de Alexander McCall Smith
24. O mundo segundo Garp, de John Irving
25. Ardil-22, de Joseph Heller
26. O príncipe das marés, de Pat Conroy
27. Como água para chocolate, de Laura Esquivel
28. O noivo da princesa, de William Goldman
29. O turista acidental, de Anne Tyler
30. Crepúsculo, de Stephenie Meyer

31. Uma confraria de tolos, de John Kennedy Toole
32. A leste do Éden, de John Steinbeck
33. A tenda vermelha, de Anita Diamant
34. Canção do mar, de Pat Conroy
35. Cem anos de solidão, de Gabriel Garcia Marquez
36. Rebecca, de Daphne Du Maurier
37. O jogo do exterminador, de Orson Scott Card
38. Lonesome Dove, de Larry McMurtry – é o autor de Laços de ternura e A última sessão de cinema, mas não sei se Lonesome dove foi traduzido aqui ou com que título
39. Pássaros feridos, de Colleen McCullough
40. As incríveis aventuras de Kavalier & Clay, de Michael Chabon

41. Os pilares da terra, de Ken Follett
42. Anna Karenina, de Leo Tolstoy
43. Entrevista com o vampiro, de Anne Rice
44. A montanha gelada, de Charles Frazier
45. Empire Falls, de Richard Russo
46. Sob o sol da Toscana, de Frances Mayes
47. O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas
48. Até as vaqueiras ficam tristes, de Tom Robbins
49. Eu conheço a verdade, de Wally Lamb
50. Assassinato no Expresso Oriente, de Agatha Christie

51. Mulherzinhas, de Louisa May Alcott
52. A dança da morte, de Stephen King
53. Dolores reinventada, de Wally Lamb
54. Duna, de Frank Herbert
55. A sociedade literária e a torta de casca de batata, de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows – foi pra minha lista de desejos só por causa do título
56. O amor no tempo do cólera, de Gabriel Garcia Marquez
57. Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll
58. Lolita, de Vladimir Nabokov
59. O poderoso chefão, de Mario Puzo
60. Laços humanos, de Betty Smith

61. Animal Dreams, de Barbara Kingsolver – não encontrei tradução
62. Tubarão, de Peter Benchley
63. Bom de cama, de Jennifer Weiner
64. Ângulo de repouso, de Wallace Stegner
65. Neve sobre os cedros, de David Guterson
66. O velho e o mar, de Ernest Hemingway
67. A nascente, de Ayn Rand
68. Café-da-manhã dos campeões, de Kurt Vonnegut
69. Cat’s Cradle, de Kurt Vonnegut – não encontrei tradução
70. O sono eterno, de Raymond Chandler

71. O sol também se levanta, de Ernest Hemingway
72. A caçada ao Outubro Vermelho, de Tom Clancy
73. Cold Sassy Tree, de Olive Ann Burns – não encontrei tradução
74. O senhor das moscas, de William Golding
74. A fogueira das vaidades, de Tom Wolfe [tie]
76. O morro dos ventos uivantes, de Emily Bronte
77. A viajante do tempo, de Diana Gabaldon
78. Catadores de conchas, de Rosamunde Pilcher
79. Verão pródigo, de Barbara Kingsolver – alguém adora essa autora
80. O buraco da agulha, de Ken Follett

81. Cannery Row, de John Steinbeck – não encontrei tradução
81. A mulher do piloto, de Anita Shreve [tie]
83. Todos os belos cavalos, de Cormac McCarthy
84. Os homens que não amavam as mulheres, de Stieg Larsson
85. O pequeno príncipe, de Antoine De Saint-Exupery
86. A estrada, de Cormac McCarthy
87. Um dinheiro nada fácil, de Janet Evanovich – mas estou na dúvida
88. Xogun, de James Clavell
89. Dracula, de Bram Stoker
90. A insustentável leveza do ser, de Milan Kundera

91. Acima de qualquer suspeita, de Scott Turow
92. Franny & Zooey, de J.D. Salinger
93. A história secreta, de Donna Tartt
94. Morto até o amanhecer, de Charlaine Harris
95. Irmãs de verão, de Judy Blume
96. O iluminado, de Stephen King
97. Como Stella recuperou o rebolado, de Terry McMillan
98. O cordeiro, de Christopher Moore
99. Sick Puppy, de Carl Hiaasen – nao encontrei tradução
100. A ilha do tesouro, de Robert Louis Stevenson

Imagem: Teens @ Merrick Library

Posts relacionados
Mil livros essenciais
50 livros cult
Os 50 maiores vilões da literatura
Espiões que eles amam
Crássico é crássico e vice-versa
Ex-libris da tugosfera

Anúncios

10 comentários sobre “Livros de praia

  1. Pois quando eu morava em Sumpaulo e vinha de férias para cá, trazia uns 8 livros, mas não era por nerdice, não: minhas professoras de literaturas brasileira e portuguesa, muito das sacanas, indicavam os títulos pro semestre seguinte, no qual seriam sorteados os seminários sobre os respectivos livros. Agora, imagine você eu em Porto de Galinhas lendo A Cidade e as Serras</i), Eça de Queirós… 😛

    Lu, você não viu o meu recado sobre o texto do Barroco? mande seu endereço pro meu e-mail que eu mando a xerocópia porque digitalizar está difícil por aqui.

    P.S. Amanhã tem Enquete Betty Faria. 😉

    Beijo.

  2. Não cheguei a dez nessa lista de livros.
    Em compensação perdi a conta dos filmes que vi, com base nos ditos.
    Já li os recomendados que ganhei.
    Não compraria.
    Mas, li.
    Leitura me faz falta, para ser sincera.
    Nem sempre posso me dar a esse luxo!

    Tô começando a repensar sobre os ebooks. Juro!

    Ah! Lu… A Cora lançou um post deveras interessante sobre livros em português que tenham sido bem traduzidos para o inglês.
    Se tiver alguma dica… Ela agradece!
    E, eu fico curiosa!
    Porque tá grafado bbbbbbbbbbeeeeeeeeeeeeeem traduzidos.
    😆

  3. Livro para mim é sinônimo de férias ^_^. Quero dizer, adoro ler em qualquer ocasião, mas ler nas férias, no friozinho, em baixo do cobertor, no calor da praia sob o sol…aahh…sempre delicioso.
    Agora, o que eu queria mesmo era tempo para ler uma pá de livros dessa lista.

  4. Nossa, que lista deliciosa
    Fiquei orgulhosa em ver que lí bastante, acho que 20 ou 25, tenho que ver com carinho, mas estou proud, ah estou =)
    Mas realmente, é estranho não ter nada do Capote, né? E SÓ um Tom Clancy, e DOIS Stephen King? Meu Deus… Pássaros Feridos, né? rsss
    Curioso o Dan Brown também não ter entrado… Ou entrou e eu é que não ví?

    Beijos

  5. Olá Naomi,

    Mas quantos livros que viraram filmes… tem muita coisa boa aí nessa lista, já li muitos deles, e outros não se encontra por aqui nem com reza braba (por exemplo, O príncipe das marés, tomates verdes fritos…)

    Os catadores de conchas é uma delícia, bem leitura de verão. Os pássaros feridos também, aliás esse eu li um monte de vezes, e é bem melhor que a minissérie.

    Ah, queria um verão inteiro pra ficar de papo pro ar, lendo, lendo… (sonha, fia!)

    Beijo!

  6. Ó, fiz a conta e da lista toda li dezessete. Minto, dezesseis, porque estou lendo “Entrevista com o vampiro”. Comecei a ler “O jogo do exterminador” há umas 3 semanas, quando terminei o “Reparação” (ficadica, bom demais), mas comecei pelo prefácio e achei um saco dos infernos. Li o começo e comecei a ficar incomodada, parei.
    Digníssimo Consorte terminou ontem o livro e disse que gostou muito.
    Gostei de ver “As virgens suicidas” na lista. E acho que “Crepúsculo” é uma sensacional indicação pra férias. E só. Coisa beeem desencanada. (um dia falo quais foram os comentários da mamis sobre o livro, rolei de rir)

  7. Nossaaaa!!!! Adoro listas. Adoro livros também.
    Por isso tenho o cuidado de anotar tudo o que leio.
    Perdi algumas listas do passado que tenho tentado encontrar, principalmente para cadastrar meus livros lidos no Skoob. Desta lista dos cem mais, infelizmente li apenas 10 e ví 6 filmes. Quem sabe nas proximas férias eu nao melhoro esse número ein?
    Já me rendi aos e-books, que leio no palm, no pocket-pc e até no celular, o que fez com que eu pudesse ler muito mais ultimamente. Vamos ver… Mandarei notícias – rsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s