Miss Universo 2009

Stefanía Fernández, Miss Universo 2009

Stefanía Fernández, Miss Universo 2009

Ontem foi dia de concurso de miss e adivinha quem tava na frente da TV?

o/

Assisti pela TNT de novo caus que cê não tem ideia da antipatia que peguei da Adalgisa Colombo. Até pensei em zapear rapidamente na Band pra ver a Deize Nunes porque ela é uma das Misses Brasil que acho mais lindas e marcantes.

Aliás, esta é uma das qualidades que a venezuelana Dayana Mendoza compartilha com a Deize: a vencedora da edição 2008 é carismática, tem expressão forte. Toda vez que Dayana surgia na tela atraía a atenção pela simpatia,  o sorrisão não parecia mero movimento muscular e sim um sentimento legítimo de prazer em estar ali.

Sim, eu sou uma grande fã da moça, por isso ainda remoo a deselegância da organização do Miss Brasil e da Band ao ignorá-la na corooação da Larissa Costa.

Mas, voltando ao assunto, acabei não zapeando porque não tive coragem de tirar a mão pra fora do edredon quentinho pra pegar o controle remoto [o mesmo motivo porque não anotei nada, este post está sendo feito de cabeça]. Oportunidades para isso surgiram quando a Natália Guimarães era chamada pra comentar. Dois anos de exposição na mídia, papéis em novelas e minisséries e ainda se apresenta insegura e inexperiente.

Traje típico da Miss Brasil

Traje típico da Miss Brasil

A apresentadora Leila Schuster foi correta, como sempre, e a tradução simultânea não comprometeu – o que é uma boa coisa, afinal a gente só se lembra da tradução simultânea quando comete muita barbaridade, nué? 😉

Este ano não teve prêmio para traje típico de novo. Isso talvez explique a correria para apresentar o desfile, logo no início: mal dava para botar reparo nas fantasias! Quase perdi a entrada da Miss Brasil, docinho de coco, mas consegui identificar a Miss Peru por causa da disputa diplomática que o traje provocou, uma que não lembro do país mas usava aqueles anéis de esticar pescoço e a Miss Japão, que usou uma máscara Hannya.

Personagem do teatro No, o enredo de Hannya conta a história de uma linda mulher que se apaixonou por um monge. Seu amor não-correspondido a tranformou num demônio que expressa a fúria de uma mulher tomada pelo ciúme e raiva.

Curioso que eu tenha botado reparo nos trajes representando demônios.

*Sacudindo a cabeça*

Nah, nem deve de ser nada.

Emiri Miyasaka

Emiri Miyasaka

Xeu comentar as apresentações musicais agora, sim?

Na final do Miss USA teve aquela BIG polêmica em relação à resposta de uma participante sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A moça foi apedrejada em praça pública por ser honesta em suas convicções e aí a organização do evento vai lá e chama a Heidi Montag [Mrs. Spencer Pratt] pra cantar? Oi, tem alguém mais reacionário e retrógrado não?

Mesmo se ignorarmos a posição do casal [porque, taliqual Sookie&Bill, ela não existe como indivíduo independente], ela é fraca como artista musical. O título da canção é Body Language: a linguagem corporal de Heidi Montag diz que ela não tem a menor ideia do que quer dizer.

A segunda atração musical foi o rapper Flo.Rida. Desconheço a primeira música* mas a segunda foi Right Round, um remix do clássico oitentista You Spin Me Round [Like A Record] do Dead or Alive. Right Round tem participação de outra participante do reality The Hills, donde saiu a Montag, e fala de um cara que fica excitado com dançarinas de pole dance. Fino.

* É Jump, da trilha sonora do filme Força-G.

E nós que achamos o cúmulo da grosseria colocar Gabriel O Pensador cantando Loura Burra, anos atrás. A cena do Flo.Rida caminhando atrás da fila de misses de biquíni com aquela linguagem corporal não foi engraçada… A Venezuela, última da linha, reverteu a situação a seu favor com classe.

A terceira participação musical foi da dupla DJ David Ghetta e Kelly Rowlands, não sei o título da canção e, sério, não me atraiu o bastante para pesquisar.

Band From TV

Band From TV, Atlantis Resort and Casino, Bahamas, 08/08/09

Mas espere! É o Jesse Spencer [o Chase de House] que eu vejo ali, tocando violino? Mais alguém viu? Num dos clipes que mostram os passeios das candidatas, talvez num clube ou num cassino, alguém viu?? Será que teve show da Band From TV?

*Correndo pro site da banda*

YES!

Eram eles mesmo!

Dude, o Jorge Garcia [o Hurley de Lost] deu uma canja!

OK, agora eu estou oficialmente com inveja das candidatas. Por que só elas puderam assistir? Mil vezes a Band From TV do que qualquer um dos que se apresentaram no evento principal, nhé.

Ontem como hoje, passei uns minutos distraída depois que o Jesse Spencer apareceu, tentarei me concentrar de novo. Do que que tava falando, mesmo?

Gona Dragusha

Gona Dragusha

Ah, da competição! Pelo segundo ano seguido, o Brasil não entra na semifinal. Pela primeira vez a Miss USA não caiu no desfile de trajes de gala, depois que suas duas antecessoras sofreram quedas nessa etapa.

Li comentários sobre o penteado da Miss Kosovo, uma das cinco finalistas, mas, gente, cês não lembram que a competidora do ano passado usou o mesmo ninho de joão-de-barro?

Eu também não, tive de reler o post de 2008, LOL!

A Natália Guimarães disse que a Kosovo estava a fazer uma releitura da Audrey Hepburn. De fato o look era bem anos 50~60 mas, honestamente? Cá pra mim, ela me lembrou mais a Cher. O vestido e a cor eram lindos, é o rosto dela que parece a Cher novinha, antes do botox.

Dos vestidos de gala eu paixonei de joelhos no vermelhão da Venezuela. No começo eu estranhei ela combinar a cor do batom com a cor do vestido, com o passar do tempo fui me acostumando.

Ele se destacava no meio dos brancos prateados e pastéis cintiliantes que viraram o pretinho da noite. Era como se fosse a jóia principal e os prateados fossem os cristais de arremate. A candidata vencedora do ano passado também usou uma cor de personalidade que gritava “olha eu!’.

Combinou com a nova coroa de pedras artificiais, que contém rubis de laboratório para lembrar da importância do combate à AIDS.

Stefanía Fernández e Dayana Mendoza

Stefanía Fernández e Dayana Mendoza, tentando acertar a coroa que Stefanía derrubou de nervoso

O tema da AIDS foi lembrado pela atriz [agora não me lmbro se foi a Keisha Whitaker ou a Tamara Turnie] na etapa de perguntas. De novo, esta fase demonstra a importância de uma boa preparação para ter jogo de cintura e segurança para se expressar. Como os jurados mudam todo ano e com eles o conceito de beleza física [e já que no Miss Universo não tem prova de talentos, como bem lembrou a @gabibianco, melhor cobertura tuiteira], esse é um detalhe que vai contar pontos independentemente do gosto pessoal do jurado.

Eu percebi uma certa crítica, bem velada, à organização do Miss Brasil no comentário de Natália Guimarães quando declararam a Miss Venezuela campeã pelo segundo ano consecutivo [que ela chamou de “dobradinha”. como se tivesse levado o primeiro e o segundo lugar]. As candidatas daquele país são eleitas com bastante antecedência e recebem treinamento intenso e constante até o Miss Universo. Assim, elas pisam no palco com uma cara de “eu sou a Miss Universo” [by Natália Guimarães].

O ideal de beleza é quinem umbigo, cada um tem o seu, então não adianta dizer que fulana era mais bonita ou que beltrana “merecia” ganhar. O resultado saiu da cabeça daqueles jurados e, a não ser que ela  engravide, se case ou surjam fotos dela nua, pelo próximo ano a Miss Universo é a Stefanía Fernández.

Post legal
Miss Universo 2009: Uma pequena análise pessoal no blog Televisão é Magia

Galeria de fotos
Yahoo!News
Mundo Mais – alguns trajes típicos, mas sem legenda de identificação
Monsters & Critics – alguns trajes típicos
Monsters & Critics – fotos diversas
UOL Tabloide – mais 19 trajes típicos
MissBrasil.Org – galeria completa de trajes típicos com legendas de identificação

Videos musicais
Mustang Sally, Band From TV feat. Jorge Garcia
Body Language, Heidi Montag
Jump e Right Round, Flo Rida
When Love Takes Over, Kelly Rowland e David Guetta

Posts relacionados
Final de copa o mundo [Miss Universo 2007]
Miss Universo 2008
Miss Brasil 2009

Anúncios

19 comentários sobre “Miss Universo 2009

  1. Pingback: Miss Universo 2009: Uma pequena análise pessoal « Televisão é Magia

  2. Achei interessante que as meninas da Band observaram que as 15 escolhidas tinham em comum altura.
    E corpo bem feito, mas, mais para desfile de modelos que de misses.

    As meninas da Band acertaram na escolha das duas primeiras, mas, preferiam Miss Porto Rico.

    Vai daí que lembrei que fui a um concurso de miss Brasil – já comentei isso ano passado?! – e me dei conta de que deve haver algum efeito televisão, porque todas as misses eram magérrimas.
    Lógico que, estando lá, a gente percebe, porque a televisão não congela as imagens, nem segue nitidamente quem desfila.
    Talvez por isso passe despercebida a magreza dessas misses.
    Ainda mais…
    Naquele ano, a Grazi exBBB e atriz global estava linda, glamourosa e deslumbrante, num corpão que nada tinha a ver com a magreza que ela hoje ostenta.
    Que mania de magreza!

    Não gostei dos shows mas, me encantei com as misses se integrando no contexto dos mesmos.
    E, o Donald Trump, todo feliz?!
    Melhor ainda quando a miss 2008 agradeceu ao próprio!
    😉

    E, sim.
    Também curti de montão a beleza e o glamour do vestido da eleita.
    🙂

  3. Pingback: Miss Universo 2010 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  4. Pingback: Miss Universo 2011 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s