Um pouco mais de Harry Potter e pedido de livros

Na semana passada aconteceu a semana dos livros banidos nos EUA, quando as bibliotecas se mobilizam para denunciar tentativas de censurar livros. Os sete volumes da série Harry Potter costumam frequentar as listas de livros banidos de escolas. O argumento mais usado pra pedir a retirada de HP é a incitação à bruxaria [esoterismo, ocultismo] ou a visão não-cristã da obra – o que é a mesma coisa na cabeça dos que tentam impedir a sua leitura.

Na semana passada também saiu uma notícia que foi replicada em vários sites oficiais de mídia e blogs: segundo um dos redatores de dscursos do governo George W. Bush, o presidente [ou alguém com poder de veto no seu staff] negou a concessão da Medalha da Liberdade para a escritora J. K. Rowling por causa exatamente dessa pretensa incitação à bruxaria.

Segundo o Think Progress [que parece ter sido o primeiro a publicar essa informação] Matt Latimer escreveu no livro Speechless: Tales of a White House Survivor, na página 201:

This was the same sort of narrow thinking that led people in the White House to actually object to giving the author J.K. Rowling a presidential medal because the Harry Potter books encouraged withcraft.

Bush negou a medalha para Ted Kennedy também, segundo a mesma fonte, porque o senador era liberal demais. Obama incluiu Kennedy na sua primeira lista de condecorados, mas não Rowling – embora ele não deva ter os mesmos problemas em relação aos livros de Harry Potter já que ele e a esposa leram junto com as filhas, que são fãs da série.

U. S. SenateLista de condecorados com a Medal of Freedom nos governos Clinton, W e Obama

Por enquanto Rowling tem que se contentar com a Légion d’honneur concedida por Nicolas Sarcozy.

Daí ontem estava a conferir o hotsite da pré-venda do DVD Harry Potter e o Enigma do Príncipe quando vi um livro que não tinha posto reparo antes, Os Segredos Espirituais de Harry Potter [Connie Neal, The Gospel According to Harry Potter]. Quero dizer, devo ter visto antes mas nunca me interessou o bastante. Entretanto, a coincidência de temas sempre me chama a atenção, então acendi uma vela pro São Google e voilà! Tem metade do livro em inglês no Google Books.

Li só a introdução, mas tem um trecho que achei muito legal:

Eu estou alarmada com o sentimento anti-Harry Potter que detonou a queima dos livros por cristãos. Eles atraíram a atenção da mídia, e merecidamente, já que as obras queimadas expandiram-se e incluíram até mesmo Shakespeare, e muitos daqueles que os queimam nunca leram o que estão incinerando. Mesmo que isto seja uma ocorrência incomum e extrema, tornou-se quase que a única menção de cristãos relacionada a Harry Potter. Quase não se dá atenção aos muitos líderes e educadores cristãos que têm uma visão diferente de Harry Potter, veem ambos os lados, curtem e/ou recomendam os livros de Harry Potter. [tradução tabajara]

Ou, como foi dito na mesma introdução, Rowling declarou que “as pessoas tendem a encontrar nos livros aquilo que estão procurando”.

Moral da história? Sei lá, no momento só consigo me lembrar da minha mãe falando sobre as pessoas que julgam os outros por si mesmas, hehehe…

Já no Brasil as bibliotecas das escolas regulam Harry Potter por medo que os livros derretam, né, Deh? 😉

Num tópico completamente diferente, recebi uma mensagem da Joana Araujo, de Portugal, que é professora de Bioética e está à procura de romances que tenham as questões ambientais como tema – acredito que pode ser tema secundário, né?

Ela pediu indicações de obras literárias, mas eu só me lembro de Monteiro Lobato no momento: Urupês, A Reforma da Natureza, Fábulas e acho que Jeca Tatu também.

Alguém mais tem indicações para a Joana?

Anúncios

8 comentários sobre “Um pouco mais de Harry Potter e pedido de livros

  1. Lembrei de Monteiro Lobato, também!
    😉

    Fofura, a Universal tá chamando para a estréia do House – enjaulado – dia 22.
    Você já ouviu falar na sky pré-paga?
    Tô curiosa, pois pensei em usar no sítio, se for interessante.
    Sei lá!
    Roça é assim mesmo… A cabo? Nem pensar! E dá-lhe parabólicas!
    😆

    • cassia, se tiver chance assista a estreia de house, sim, é um especial de 2 horas, espetacular! eu assisti no pc já e vou rever na tv, de tão bom que é.

      tv a cabo tem em muito pouco lugar, né? implementar a infra sai caro. antenas são mais práticas. eu ouvi dalar desse pré-pago, mas se nõ me engano neste caso vc tem que investir no equipamento, não é isso?

  2. Ah, Batata, pois é. Mas ó. Tô em stress tão grande com essas e outras coisitas, e todas envolvem negligência do pessoar mais superior na escola, que nem falo mais nada. Só sobre os livros, mas também cansei.

    Agora, vamos à nota irônica: a sra. Laura Bush é bibliotecária formada. Interessantíssimo.
    😉

  3. Oi! Sempre dou uma olhada no seu blog, partindo do blog da Deh ou do André. Muito bom!
    Sobre indicações de livros, tem também os do José Mauro de Vasconcelos, com tema ambiental muito, apesar do tom da época em outras questões morais, tem coração de vidro, que sempre me impressionou por já na época em que foi escrito tratar de temas que até hoje não estão no consciente de muita gente. E ele não é muito conhecido no exterior… No mais, depende de como o “meio-ambiente” é definido, pq podem entrar nesse caso também questões mais relacionadas à vida humana em geral, aí cabe até Grande Sertão, mas esse ela já deve conhecer…
    Abraço
    Inês (Tia da Deh)

  4. oi, tia inês, bem-vinda!

    [posso chamá-la assim?]

    dou a mão à palmatória: de josé mauro de vasconcelos só conheço meu pé de laranja lima e o palácio japonês.

    acho que a joana está a acompanhar os comentários aqui, mas repassarei sua dica mesmo assim.

    brgadê!

  5. Olá Naomi!

    Quando você falou sobre o comentário da JK Rowling, lembrei de uma frasezinha interessante: “cada um lê na bíblia o versículo que lhe convém”. E concordo, muita gente que condena determinados livros nem sequer os abriu para conhecer o conteúdo, é preconceito puro mesmo.

    Pode brigar, mas minha opinião é que tem muitos livros caça-níqueis que usam HP como parte do título; alguns são bons, mas tem muita coisa que de Hp não tem nada… Contudo, o livro que você citou parece bom, a julgar pela introdução. Vou dar uma olhada no Google Books.

    Ah, e seus artigos sobre Lie to Me já fizeram efeito: comentei com a filhota (que é fã do The Mentalist) e ela já está vendo os primeiros episódios de Lie to Me, também quero assistir, pois me deixou interessada. Gracias!

    Beijocas!

    Cris

    • aaah, que legal! vou confessar, eu fico tão conente quando alguém diz que conheceu algum livro/filme/série aqui pelopubt e gostou, nhai… 🙂

      mas vc tem razão, tem muito caça-níquel no mercado que usa o nome do harry potter. eu mesma caí na armadilha uma vez: doa 4 livros não-oficiais que tenho sobre o tema, 1 é horrível, cheio de erros e superficial. 1 é mediano e 2 são legais [o manual do bruxo e hp e a filosofia].

      não curto muito os relacionados com religião porque é bem isso, cada um lê o que lhe convém, mas inda bem que tem o googlebooks, né? 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s