Mr. Deeds Goes To Town / O Galante Mr. Deeds

Pôster do filme

Pôster do filme

Homem simples com valores morais firmes, Longfellow Deeds [Gary Cooper] herda uma fortuna de um tio com que não tinha contato. Os advogados vão procurá-lo em sua pequena cidade natal, Madrake Falls, onde todos o conhecem. O ritmo de vida, o modo de falar e de compreender as coisas é diferente do que os advogados da cidade grande conhecem, e por isso eles concluem que Deeds é mais do que simples, é um simplório.

Isso lhes convém porque, ao longo dos anos, uma série de decisões erradas na administração dos bens do falecido tio provocou um desfalque nas contas, que o sócio sênior pretende repor sem que o herdeiro perceba. Para conseguir isso devem manter Deeds sob controle e o levam a Nova Iorque, pensando em impressioná-lo e intimidá-lo com o glamour da nova vida de milionário.

Uma jornalista carreirista, “Babe” Bennett [Jean Arthur], descobre que Mr. Deeds sonha em salvar donzelas em perigo e vê aí a oportunidade de se infiltrar na vida do que ela chama de Cinderelo em seus artigos, enquanto finge ser uma pobre moça desempregada.

Gary Cooper e Jean Arthur

Gary Cooper e Jean Arthur

Um após o outro, personagens tentam levar vantagem sobre aquele que imaginam ser um sujeito ingênuo, desde a diretoria da ópera municipal à sua soprano, dos advogados do tio a um espertalhão falsário. Um após o outro, são colocados em seus lugares pelo sujeito simples que é muito mais esperto do que eles imaginariam ou desejariam, e um excelente juiz de caráter.

O diretor Frank Capra adaptou o livro Opera Hat, de Clarence Budington Kelland [a quem ele homenageou batizando um dos advogados de Budington] e o transformou numa espécie de conto de fadas com um bocado de crítica social, mirando advogados, a sociedade artística esnobe e a imprensa. O filme também faz apologia à reforma agrária, numa sequência de cenas com o ator John Wray que me fez chorar várias vezes.

Mas o ponto forte do filme, IMHO, é a prevalência dos valores éticos e morais que chegam a conquistar e transformar indivíduos cínicos e céticos como o relações-públicas Cornelius Cobb [Lionel Stander, que anos mais tarde entraria na lista negra de Hollywood acusado de envolvimento com o comunismo] e a própria Babe Bennett.

Longfellow Deeds e Babe Bennett

Longfellow Deeds e Babe Bennett

Esse foi um dos casos em que eu assisti ao remake moderno primeiro. Talvez por causa disso, talvez porque eu goste do Adam Sandler, eu não detestei o remake. A Herança de Mr. Deeds tem algumas diferenças bem grandes em relação a O Galante Mr. Deeds, tão grandes que é melhor tratar como um filme separado e não uma refilmagem.

Mas, é verdade, se eu tivesse que escolher apenas um escolheria o Frank Capra – se tivesse grana apenas para um DVD ou se passassem no mesmo horário. Daí baixaria o do Adam Sandler pela Internet. 😉

Ficha técnica
Título original: Mr. Deeds Goes to Town
Gênero: Comédia
Duração: 01h55
Ano de lançamento: 1936
Estúdio: Columbia Pictures Corporation
Distribuidora: Columbia Pictures
Direção: Frank Capra
Roteiro: Robert Riskin, baseado em estória de Clarence Budington Kelland
Produção: Frank Capra
Música: Howard Jackson
Fotografia: Joseph Walker
Direção de arte: Stephen Goosson
Figurino: Samuel Lange
Edição: Gene Havlick

Elenco:
Gary Cooper (Longfellow Deeds)
Jean Arthur (Louise “Babe” Bennett / Mary Dawson)
George Bancroft (MacWade)
Lionel Stander (Cornelius Cobb)
Douglass Dumbrille (John Cedar)
Raymond Walburn (Walter)
H.B. Warner (Juiz May)
Ruth Donnelly (Mabel Dawson)
Walter Catlett (Morrow)
John Wray (Fazendeiro)
Russell Hicks (Dr. Malcolm)
Stanley Andrews (James Cedar)
Margaret McWade (Amy Faulkner)
Margaret Seddon (Jane Faulkner)

Serviço
Ficha no iMDB
Hotsite no TCM
Review no FilmSite
Verbete no Wikipedia
A Herança de Mr. Deeds no AdoroCinema

Mr. Deeds Goes To Town em 12 partes no Youtube, sem legenda

Parte 1

Link http://www.youtube.com/watch?v=VjJLs5aHqAs

Parte 2

Link http://www.youtube.com/watch?v=g8XOrMJNalM

Parte 3

Link http://www.youtube.com/watch?v=0KWT1R69i8o

Parte 4

Link http://www.youtube.com/watch?v=gSKDEflNZn8

Parte 5

link http://www.youtube.com/watch?v=SPVJLkaUJ4o

Parte 6

Link http://www.youtube.com/watch?v=T8f0AYtkheE

Parte 7

Link http://www.youtube.com/watch?v=xVN6NGWjgUg

Pate 8

Link http://www.youtube.com/watch?v=AseUEpagu_4

Parte 9

Link http://www.youtube.com/watch?v=5G9-kAR_0iM

Parte 10

Link http://www.youtube.com/watch?v=S6G6QBCf_xQ

Parte 11

Link http://www.youtube.com/watch?v=AcrT9192U4E

Parte 12

Link http://www.youtube.com/watch?v=5hiSx4byaU8

Anúncios

2 comentários sobre “Mr. Deeds Goes To Town / O Galante Mr. Deeds

  1. Fofura linda, melhor que isso é entrar numa sala de cinema, e assistir filmes em bobinas.
    Aproveitar quando precisar parar para consertar a bobina, para comentar e prosear…
    Programa que só cinéfilos que tem a sorte de encontrar amigos descolados podem se dar ao luxo.
    Ai, que saudades do Carlos Eugênio!
    Ele sempre descobria sessões nostálgicas como esta e chamava a gente para curtir!

    Pronto, minha flor, tô eu aqui choramingando de saudades de meus amigos!
    buááááááááá

    O quê que um post num faz, né?!
    snif snif

  2. Pingback: Mr. Smith Goes to Washington / A Mulher Faz O Homem « Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s