Tropicália

Bom para o verão

Bom para o verão

Eu não sei dizer antes [porque não era nascida ainda], mas me dá a impressão que gelatina era uma sobremesa bem popular nos anos 70, começo dos 80, pura ou como parte principal dos doces. Tem duas receitas, especialmente, que me lembram muito das férias que eu passava em Pedra Lascada, quando visitava minha madrinha. Ela sempre fazia e minha mãe acabou pedindo a receita de tanto que eu falava neles, claro.

Um era bom para aproveitar o abacaxi Havaí, que achava ácido demais. Demorou pra ter abacaxi pérola por aqui, durante muitos anos só víamos [e comíamos] quando meus tios de Brasília vinham pra cá: eles faziam um pequeno desvio pra passar em MG e abastecer o porta-malas, o carro chegava até perfumado.

Depois um caminhão vinha de Monte Alegre pra vender na rua, meio que porta a porta. Três por cinco reau, doce toda vida, daqueles que a gente baba só de sentir o  cheiro. Apenas recentemente os supermercados passaram a oferecer pérola com uma certa frequência, parece que tem uma plantação por perto.

E é a coisa mais besta de fazer: pegue um abacaxi médio, descasque e tire os olhinhos e aquele miolo fibroso. Pique em quadradinhos de mais ou menos 1cm a 1,5cm de lado e taque numa panela com seis copos de água [pouco menos de um litro e meio] e sete xícaras de chá de açúcar – em casa diminuímos para seis, cinco se o abacaxi for bem doce.

Acenda o fogo e misture bem até dissolver o açúcar e a calda engrossar um pouco. Não precisa ver ponto nem nada. Desligue e misture dois pacotes de gelatina de abacaxi enquanto ainda tá quente. Largue a panela na pia, coberta com um pano de prato porque nesse calor, né?, insetos tropicais filhos duma… Vá dar uma volta, refrescar a cabeça.

Deixe esfriar [a tropicália e a cabeça e o corpo, depois de ficar ali na beira do fogão] e misture uma lata de creme de leite com soro. Despeje numa forma de pudim untada e deixe na geladeira até firmar. A gelatina se separa e desce, o creme solidifica com os pedaços de abacaxi, fica bonito e gostoso.

Anúncios

6 comentários sobre “Tropicália

  1. Um abacaxi docinho cortado em rodelas é o que há.

    Forço sua pessoa a fazer uma lista de frutas favoritas. A minha:

    1. Melancia (se viesse sem caroço seria a maior maravilha)
    2. Abacaxi (docinho – se já viesse descascado, idem)
    3. Laranja lima (quem consegue descascar toda sem quebrar a casca ?)
    4. Banana (a mais fácil para os preguiçosos)
    5. Maça (preguiça de descascar e tirar os caroços)
    6. Uva doce (alguns já vêm até sem caroço !)
    7. Melão (minha fase atual)
    8. Pera (por que é tão caro ?)
    9. Pêssego (em calda, em calda)
    10. Salada mista (brincadeirinha, pra completar o top ten)

    Uma ajuda:
    http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=522

  2. Amo tudo que vai abacaxi, tudo mesmo. Cê acredita que aquí não tem esses zilhões de gelatinas que temos aí? Só tem aquele sem sabor, pra uso mais de salgados que doces. Ah, lembra que antigamente – digo antigamente mesmo – havia outro tipo de gelatina(de alga, e não de mandioca como hoje) que a gente comia no Ano Novo e nas festas de casamento? Não tinha gosto de nada, mas eram em 3 cores. Ai, adorava comida de casamento em sítios e aquele chuchu forrado de papel laminado com espetinhos de azeitona, salsicha, queijo e picles, lembra? Vixe… já tô me expandindo ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s