Momento obsessivo-compulsivo: sacolas plásticas

PegaPet: alça de papel kraft da 1900 Pizzeria

PegaPet: alça de papel kraft da 1900 Pizzeria

A rede de pizzarias paulitana 1900 esá a abandonar o uso de sacolas plásticas nas entregas. Em 2008 eles adotaram essa solução simples, barata e genial para carregar garrafas de água, suco ou refrigerante: uma alça feita de papel kraft  que se adapta a qualquer garrafa. As sacolas de papel não são ideais para essas garrafas porque a condensação de água provocada pela bebida gelada pode rasgar o papel, mas para a entrega de outros produtos a empresa já está a substituir as de plástico também, desde o ano passado.

Anturdia vi uma reportagem sobre um supermercado carioca que começou a trabalhar com sacolas plásticas mais reforçadas para evitar ter que colocar uma dentro da outra [uso dobrado] e com informações em letras enormes para evitar o abuso. Mesmo assim, a repórter flagrou uma mulher colocando sua comprinha em duas sacolas. A mulher disse que colocar uma dentro da outra é mais confortável pra carregar. Quando a repórter perguntou “e o meio-ambiente?” a mulher fez uma cara de “f*da-se o meio-ambiente” que tive vontade de socar-lhe a fuça.

[Mas as palavras que lhe saíram da boca foram "fazer o quê, né?"]

Comé aquele ditado mesmo? Quem quer fazer arranja um jeito, quem não quer arranja uma desculpa.

Na mesma matéria, a repórter encontrou uma senhora toda chique. Na mão direita, uma sacola plástica daquelas reforçadas; na mão esquerda uma ecobag de algodão estampada “I [coração] the [Terra]“, ambas lotadas de compras. É isso o que a outra não entendeu: se todos fizessem uso consciente, não precisaria chegar ao cúmulo de ter de proibir.

[A dica sobre a PegaPet eu roubei da Simone Miletic.]

Continue lendo