Domingueiras

Imagem: I Can has Cheezburger?

Hoje é o Dia Nacional do Livro Infantil [aniversário do Monteiro Lobato] e a @samegui pergunta “Qual foi o livro que marcou a sua infância?” O meu foi O Menino do Dedo Verde, e o seu?

Jogadores de futebol na Inglaterra indicam livros para garotos. “Eu acho que garotos precisam de mais modelos exemplares masculinos quando o assunto é leitura. Eles precisam ver seus pais lendo livros, e precisam sentir que ler é legal, um hobby que vale a pena. Eles precisam perceber – assim como suas irmãs – que computadores e televisão não são a única forma de entretenimento.” [Sarah Ebner in School Gate, 15/04/10].

Na lista tem O Poderoso Chefão, O Inocente, O Código Da Vinci, O Alquimista, Dublinenses, As Aventuras de Huckleberry Finn, a bio do Andre Agassi [os que sei o título pt-br sem recorrer ao Google]… Depois que terminei de ler o artigo da Sarah fiquei a matutar se rolaria uma lista similar de indicações de jogadores dos times da primeira divisão do Brasileirão.

Desafio Literário: 1/4 do livro do mês já foi, acho [espero, pelo menos] chegar a 50% hoje.

A Rê do Objeto Abjeto flagrou uma noite de sono rotineira entre Tutu e eu. Espia.

E para quem duvida que os gatos consigam enxergar os universos paralelos: ah, duvido! [senquis, @fwtoogood].

[Via @brunaguerrier] Ternura na guerra, porque “há distância entre intenção e gesto” (CB). O link é via @cardoso, a pieguice é minha: U.S. Naval Services #gatos

Gerald Butler na capa de 300

Gerald Butler na capa de 300

Cidadãozinho achou meu DVD de 300 [tinha até esquecido dele] e veio coele na mão, todo sério: “Olha só, tia. O homem tá bavo. Ele tá falando ‘não mexe no meu suvaco!'”

Pequenas coisas que mirritam: comercial com campainha de telefone/toque de celular. Peor ainda se for propaganda volante [corrier pankadão, oi].

Pequenas coisas que mirritam [2]: rojão.

Santonio Holmes [ex-Steelers] foi pro Jets de NY. Dorga. O Steelers é o meu segundo time preferido. 😦

Muito por causa do Polamalu, é verdade, mas mesmo asim…

Meus pitacos sobre o primeiro episódio de O Aprendiz 7: Cristiana Arcangeli poderia ser o elemento carismático se tivesse expressão facial.

A mãozinha no queixo do João Dória Jr. não é por causa do Ibope, mas para disfarçar o fato de que ele quase não existe.

Inveja tremenda do grupo que visitou o Mundo Mágico de Harry Potter e o show do Blue Men Group.

Saudade do Walter Longo.

Roland Garros foi um aviador francês que combateu na 1ª Guerra Mundial. Um dia, seu avião teve de fazer um pouso forçado no lado alemão por falta de gasolina. Os alemães o capturaram, desmontaram e examinaram o seu avião e desenvolveram um sistema que deu aos aviões Fokker germânicos uma supremacia sobre os aviões inimigos. O primeiro voo de Garros foi no monoplano Demoiselle, de Santos Dumont.

Aprendi hoje.

Engraçado ler que o Metallica é uma das bandas mais ouvidas pelos soldados norte-americanos sabendo que suas canções são antiguerra.

No remorse – Metallica live 1983

Link http://www.youtube.com/watch?v=mFW42a4v4GE

Shima Uta – Alfredo Casero

Link http://www.youtube.com/watch?v=xCPtiazkBcY

Banho – Castelo Rá-Tim-Bum

Link http://www.youtube.com/watch?v=cTycyMhBPY8

Anúncios

12 comentários sobre “Domingueiras

  1. Falando em livros e jogadores de futebol:
    Aqui na Itália, o jogador de futebol Totti è famoso pela falta de intelecto. Um paciente meu de 8 anos me contou a piadinha:

    “Houve um incêndio na biblioteca da casa do Totti. Mas tudo bem, só tinha um livro e ele já tinha terminado de colorir!” Háá

    E o Totti leva isso tão na boa que publicou um livro “Todas as piadas de Totti” (tradução livre) e os lucros vão para Unicef. Até que ele não é tão mal para um jogador de futebol, né?

  2. Olá Naomi!

    Anotaí: Mulherzinhas, Reinações de Narizinho, O Pequeno Príncipe. E o livro que me irritou a infância toda: Meninas exemplares, da Condessa de Ségur (mais alguém leu essa coisa?). As meninas eram tão perfeitas que aquilo me soava a missa encomendada…

    Agora vou voltar pro meu livro do desafio, faltam umas 100 páginas, será que termino hoje? Boa leitura pra nóis! 🙂

  3. “‘não mexe no meu suvacooooooooooooooooooooooooooooooo!’” hahahahahaha

    todos os libros do sitio do picapau amarelo, veja vc. mas meus preferidos da coleção, os que mais li e reli foram os 12 trabalhos de hércules 😉

  4. Ah, livros da infância… Reinações de Narizinho (ah, bota logo a coleção toda do Monteiro Lobato!), Mulherzinhas, Minha Vida de Menina, O Jardim Secreto, Os Meninos da Rua Paulo. Tem mais um monte, esses vieram à cabeça sem ter que pensar! 🙂
    bjk

  5. Historia do Mundo para Criancas, Monteiro Lobato, aos 9,10.
    Li, escondi, de Prostituta a Primeira Dama, da Adelaide Carraro. aos 11.
    Tinha uns livrinhos de bolso de poesia. Me amarrava em Castro Alves.

    Besos!

  6. Livros de infância? A coletânea do Sítio do Pica-pau amarelo. Além de um livrão liiiindo com as lindas princesas do mundo encantado das fadas: Bela Adormecida, Branca de Neve, e por aí vai…
    Interessante que no livro, elas eram morenas. Eu ficava intrigada, onde andariam as louras?!
    😆

    Adoro as tiradas infantis.
    😉

  7. Livro que marcou minha infância? As Brumas de Avalon. Li aos 8 anos e moldou todo o meu futuro.

    Acho que fui a única criança que não leu Mulherzinhas ou algum livro do Monteiro Lobato -_-.
    Mas eu lia um monte de conto de fadas ^_^.

  8. Livros da infância ? Muitos. Mas certamente um deles foi “História do Mundo para Crianças”, justamente de Monteiro Lobato. Ganhei a coleção completa, capa dura, e lia sem parar todos eles.

    Foi aos 13 que fiz definitivamente a passagem para a fase adulta, com “Um Gato Entre os Pombos”, de nossa querida http://acasatorta.wordpress.com (embora já tivesse lido clássicos brasileiros na escola, como “Lucíola”, por exemplo, que deu panos para mangas e abacaxis). O primeiro a ser pedido na escola, porém, deve ter sido “Memória de um Cabo de Vassoura”, na quarta série, atual terceiro ano. Se minha memória não estiver falhando…

    Um abraço
    Tommy

  9. O primeiro livro que li foi aos 12 anos,não tinha capa e era sobre um menino que tinha uma leitoa de estimação. Me marcou porque até hoje tento descobrir o nome dele.
    Também li muito Patinho feio, Os três porquinhos e etc.
    E quanto a Aprendiz 7, eu simplesmente dormi. O que é aquela mão no queixo? Fala sério!

  10. Livros que marcaram a minha infância (fui alfabetizada em inglês): Charlotte’s Webb; Superfudge; Are You There God, It’s me Margaret e Animal Farm. Quando fui estudar em escola brasileira já era adolescente e empurravam aqueles livros de vestibular goela abaixo. Tenho trauma de muitos clássicos nacionais. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s