Desafio Literário | Hogfather [livro reserva]

Sinopse
É a noite que antecede a Vigília dos Porcos. E está quieto demais.
Há neve, há pintarroxos, há árvores cobertas de enfeites, mas há uma notável falta do homem grande e gordo que entrega os brinquedos…
Susan, a governanta, tem que encontrá-lo antes que a manhã chegue, de outro modo o sol não se erguerá. E infelizmente seus únicos ajudantes são um corvo com fixação por globos oculares, o Morte dos Ratos e um oh deus das ressacas.
Pior ainda, alguém está descendo pela chaminé. Desta vez ele carrega um saco ao invés de uma foice, mas existe alguma coisa lamentavelmente familiar…
HO. HO. HO.
É verdade o que dizem.
“É melhor você tomar cuidado…” [tradução livre]

Capa do livro

Capa do livro

O Discworld é um mundo redondo e achatado como uma pizza, que vaga pelo Universo assentado sobre o lombo de quatro elefantes, que por sua vez equilibram-se sobre o casco da tartaruga interestelar Grande A’Tuin. Grandes e pequenos deuses regem o Disco, que concentra tanta magia que a luz do Sol não se espalha, ela escorre como mel.

Mesmo assim, a vida no Disco tem o mesmo destino que a vida na Terra e, eventualmente, todos os seres vivos morrem. Quando isso acontece eles se encontram com o Morte. O Morte não mata os seres vivos, você entende, ele só está ali na hora e no lugar certos para se assegurar que ninguém tente nenhum truque. Ele detesta especialmente o truque do jogo de xadrez.

Assim como os grandes e pequenos deuses do Disco, as fadas, duendes e gnomos, as ideias e conceitos de entidades sobrenaturais, o Morte não é uma pessoa e sm uma representação antopomórfica. O Morte é representado antropomorficamente na figura de um grande esqueleto com duas galáxias  azuis no lugar das órbitas oculares que se  veste com um manto encapuzado negro, carrega uma foice tão afiada que pode fatiar as palavras e a luz  e cavalga um cavalo branco enorme, que pode visitar qualquer lugar no mundo material e no mundo irreal também.

O nome desse cavalo é Pituco.


*A tradução dos nomes [Binky = Pituco, Noite da Vigília dos Porcos = Hogswatchnight] é de Roberto de Nice.

O escritor britânico Terry Pratchett recebeu o título de Sir no ano passado, graças à sua contribuição para a literatura. A série de livros Discworld tem atualmente 38 títulos, treze publicados no Brasil pela editora Conrad. Hogfather é o vigésimo, portanto tive que ler a edição em inglês – algo que eu vinha postergando já faz um tempinho.

Desde que assisti à adaptação para a TV, dois anos atrás. 😉

Na hora de montar a agenda pro Desafio Literário a oportunidade pulou-se-me [eita!] na cara, junto com o fato de que achei um exemplar do livro na Estante Virtual. É o proverbial “unir a fome com a vontade de comer”! Isto posto, xeu te dizer: é o melhor livro da série que li até agora e é o melhor livro que li neste ano. Também até o momento, é claro.

Albert e Morte/Hogfather

Albert e Morte/Hogfather

Talvez tenha a ver com o fato de que tive contato com a escrita original do autor, sem as intermediações da tradução/revisão – caus que, tenho que reconhecer,  o estilo dele deve ser um desafio para quem traduz. Ele usa as palavras dum jeito que muita vez me perdi na frase, pensando “mas que criativo esse jeito de dizer uma coisa!” E as imagens que ele põe na nossa cabeça são de dar um nó nas ideias – especialmente as fisicamente impossíveis.

É como se Pratchett abrisse nossas mentes [a machadadas] para um mundo que é igual e ao mesmo tempo totalmente diferente.

A trama é sobre a… o… não existe uma palavra humana que exprima o conceito de não-ser, então fiquemos com a morte do Hogfather, o equivalente do Papai Noel no Disco. O, digamos, desaparecimento dele pode abalar o sistema de crenças de tal forma que aconteça o fim do mundo [como nós conhecemos].

This is very similar to the suggestion put forward by the Quirmian philosopher Ventre, who said, “Possibly the gods exist, and possibly they do not. So why not believe in them in any case? If it’s all true you’ll go to a lovely place when you die, and if it isn’t then you’ve lost nothing, right?” When he died he woke up in a circle of gods holding nasty-looking sticks and one of them said, “We’re going to show you what we think of Mr Clever Dick in these parts…”

Os magos da Universidade Invísivel estão a perceber isso e o Arqui-Reitor Mustrum Ridcully se vê obrigado a recorrer à Hex, a máquina de pensar. Hex é movido por uma colônia de formigas, como se percebe pelo adesivo nonde se lê “Anthill Inside”. Geek vai adorar as piadas internas.

Susan Sto-Helit é a única esperança para salvar o Espírito da Vigília dos Porcos [equivalente do Natal, que acontece na noite do dia 32 de dezembro], e é uma sorte que ela seja a neta de Morte. Isto lhe dá os meios e as ferramentas necessárias para salvar o Hogfather.

Comentar mais do que isso é incorrer em spoilers enormes e, além do mais, esse é aquele tipo de livro que não dá pra absorver numa única leitura. É cheio de camadas, quinem um ogro [© Shrek]. O Morte de Pratchett, conforme escrevi em posts anteriores, não é humano [faltam-lhe glândulas] mas, de tanto conviver com a espécie, ele desenvolveu uma curiosidade sobre o funcionamento da mente e dos sentimentos humanos, e até mesmo uma certa estima.

Já o seu chefe, os Auditores, desejam nada mais do um Universo cheio de ordem e vazio de coisas que não deveriam estar lá, as coisas criadas pela imaginação do homem, por exemplo. A partir desse plot, Pratchett faz uma crítica social feroz que atinge desde os piedosos fieis que criticam o caráter consumista da Vigília dos Porcos mas são incapazes de estender a mão para uma pessoa necessitada, até aqueles que se jactam de seus atos de caridade quando na verdade fazem isso por auto-satisfação.

‘Charity ain’t giving people what you wants to give, it’s giving people what they need to get.’

Trailer do filme Missão Especial de Natal dublado


Link http://www.youtube.com/watch?v=m1etEdfQKTA

O livro foi adaptado para a TV em 2006 numa minissérie em duas partes que somavam 190 minutos. No Brasil foi lançada uma versão em DVD com uma hora de duração a menos e o título Missão Especial de Natal – e nenhuma referência a Terry Pratchett, Discworld ou Hogfather na capa.

Para quem se interessou, não é necessário ler os 19 volumes anteriores. Pratchett inclui flashbacks quando uma explicação é necessária. Mas se você leu Hogfather e ficou curioso, recomêindo os seguintes livros para saber mais sobre:

. o trque do jogo de xadrez – O Oitavo Mago [Sourcery], lançado no Brasil;
. Morte, Albert e os pais de Susan – Aprendiz de Morte [Mort], lançado no Brasil;
. o Morte dos Ratos, Mustrum Ridcully, o Tesoureiro, Windle Poons – O Senhor da Foice [Reaper Man], lançado no Brasil;
. Susan – Soul Music, não lançado no Brasil.

Na verdade, recomêindo todos os livros do autor. É o tipo de história que te faz pensar, sim, mas também te faz perder o rumo de tanto gargalhar e, como sempre acontece quando o Morte está envolvido, ser tomado das maiores ternuras.

The truth may be out there, but lies are inside your head.

Serviço
Anotações no L-Space
Boletim Discworld Monthly
Verbete na Wikipedia

Para comprar na Amazon.UK [a edição que tenho] ou na Amazon dos EUA [edição em paperback] ou a versão eletrônica para Kindle.
Para comprar o DVD de Missão Especial de Natal no Submarino.

Letra da canção Santa Claus Is Coming To Town
Conto A pequena vendedora de fósforos de Hans Christian Andersen
Lenda da Tooth Fairy
Um trecho traduzido, no blog Coisas Geek

Sinopse do DVD
É Natal, normalmente um dia de alegria, em que as crianças ficam animadas com os presentes que elas irão encontrar dentro de suas meias. Mas neste ano, as coisas não vão nada bem! Papai Noel, o gentil distribuidor de alegria e presentes para as crianças, desapareceu sem deixar rastros, e se elas pararem de acreditar nele, o sol pára de brilhar. O destino dessa época mágica está nas mãos de um grupo de pessoas meio esquisitas, que vão precisar tomar medidas extremas para salvar o bom velhinho e, principalmente o Natal. Ho! Ho! Ho! É melhor você se cuidar!

Título: Hogfather
Título original: Hogfather [Inglaterra, 1996]
Autor: Terry Pratchett [terrypratchett.co.uk]
Editora: Gollancz; First Edition edition (7 Nov 1996)
Páginas: 288
Idioma: Inglês
ISBN-10: 057506403X
ISBN-13: 978-0575064034
Product Dimensions: 23.2 x 16 x 3 cm

Este post faz parte da blogagem coletiva Desafio Literário 2010 [v. lista de livros agendados], tema Conto de Fadas Revisitado [livro reserva].

Blog do Desafio Literário

Posts relacionados
O Oitavo Mago
O Senhor da Foice
Hogfather – Missão especial de natal

Anúncios

11 comentários sobre “Desafio Literário | Hogfather [livro reserva]

  1. Pingback: Blogagem Coletiva | Desafio Literário 2010 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  2. Pingback: Tweets that mention Desafio Literário | Hogfather [livro reserva] « Pensamentos de Uma Batata Transgênica -- Topsy.com

  3. Oi Naomi,

    Pra variar li o artigo há umas 5 horas e só agora consegui sentar pra deixar um comentário… mas ueba!!! que resenha dez!

    Agora o “Grande A’Tuin” que você sempre menciona começa a fazer sentido; o Discworld deve ser viciante, sabe que não li nada do Pratchett até agora? Mas pelo visto o Hogfather parece ser uma boa sugestão para começar.

    Gostei das críticas sociais e das piadinhas geeks (Anthill inside, ri muito), acho que vou gostar do livro.

    E parabéns pela resenha comprida e completíssima, do jeito que a sobrinha aqui gosta. Beijão!

    • aaah, cris, sim, leia tery pratchett! se eu estivesse pensando direito quando montei a agenda teria colocado um monte de discworld, já que tem de tudo. the fifth elephant, por exemplo, é romance policial [entre outras coisas].
      😆

      ai, ai, só tu mesmo pra comentar nestes posts quilométricos que me têm saído… brigada, frô!
      😉

      • acho que sou meio estranha, mas adoro livro “tijolão” e textos longos, então seus posts quilométricos estão de bom tamanho pra mim, aliás os meus também ficam enormes! 😉

        Só queria mais umas horinhas no dia pra adiantar minha listinha de leitura, imagina que comecei a ler “Amanhecer” e não consigo parar (e o pior é que nem é tão bom assim, mas quero ver como termina)? E ainda não escrevi a resenha do chick-lit, que já terminei de ler. Vamos ver se hoje vai.

        Beijocas, flor!

  4. Pingback: Follow Friday Blogs (#6) | Garota It

  5. Pingback: Thief of Time « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  6. Pingback: 10 livros em 10 dias | Série de livros que gosto mais « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  7. Pingback: Retrospectiva Literária 2010, Top 5, Bottom 3 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  8. Pingback: Fisica 0 X 1 Fantasia « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s