Domingueiras

Encontrando Jesus: Ele estava no topo da estante o tempo todo.

Encontrando Jesus: Ele estava no topo da estante o tempo todo.

No RJ, policiais encontram maconha dentro de imagens de Nossinhora. Isso me lembrou duas coisas: o avião do Mr. Eko em Lost e o crucifixo da Kathryn Merteuil em Segundas Intenções. Esses bandidos de hoje em dia nem originais são.

Whenever I feel the temptation of peer pressure, I turn to God and he helps me through the problem. [Cruel Intentions]

Eu me volto pra Deus é toda vez que sobrinho pede “meteolo da paixão” ou “tou de cala com você”. Não tenho isso em casa, então ou coloco no Vh1 ou dvd do Capital Inicial, Skank, Rush…

Aliás, só hoje fui ouvir um trechinho dessa tal “meteolo da paixão”. O trem gruda no zovido, eita. Acho que vou gravar num CD pra ele, só falta descobrir o que é essa “tou de cala com você”.

Ser tia é sofrer musicalmente. 😛

A Tutu é uma gata paranoica. Toda vez que me vê usando calças de lã ela morde meus joelhos. Juro que não entendo.

Dona mãe fez o circuito das malhas ontem móde reabastecer os guarda-roupas de casa [e de irmã e de sobrinhos – filha e netos, no caso dela]. Dizem que lá no Japão as japonesas estão nascendo cada vez mais altas, mas aqui nós ainda somos baixinhas *e* com os braços e pernas mais curtas. Então toca dobrar punhos e barras das blusas e calças…

Mas o importante é que gahei um pacotinho de biju crocante.

Cê num tem noção do quanto me diverti coas respostas da interativa Top Fazível. Até me deu ideias.

“Poupe seu fôlego para esfriar seu mingau.”
[Miguel de Cervantes]

Tou quase abdicando de Dom Quixote: mal cheguei à metade do primeiro volume e já foram mais de 300 notas de rodapé dos tradutores. Trezentas. Tá chato pra chuchu de ler.

Alice no País das Maravilhas: gostei muntcho, e olhe que assisti dublado. E gostei mais ainda da crítica da Mônica no Crônicas Urbanas.

A Malvada e Mulher Solteira Procura, tudo a ver. Ou: desconfie sempre das sonsinhas boazinhas.

O condado de Culpeper, no estado americano da Virgínia, retirou recentemente o livro [O Diário de Anne Frank] da lista de leituras escolares, pois vários pais reclamavam das passagens em que Anne fala explicitamente sobre seu corpo e sua sexualidade. [Zahar]

Uma escola norte-americana baniu um livro de sua bibioteca sob a alegação de que é “obsceno, vulgar e inapropriado”, segundo uma membro do grupo de pais que pediu a exclusão. As histórias do livro retratam homossexualidade adolescente, sendo seus autores todos homossexuais. A membro do grupo de pais jura que não é homófoba.

No Brasil, um piloto de automobilismo se revolta porque um personagem de novela com a mesma profissão será gay. Ele também jura que não é homófobo.

Então tá, então.

Homofobia
Acepções
substantivo feminino
rejeição ou aversão a homossexual e a homossexualidade

Homófobo
Acepções
adjetivo e substantivo masculino
que ou aquele que demonstra ter homofobia

Senquis, Houaiss.

Uns 3 ou 4 anos atrás, a tagline na assinatura do meu email dizia “Actions speaks louder than words” [“ações falam mais alto do que palavras”].

Atualmente, a tagline na minha assinatura em fóruns diz “Seja búlgaro, Jeeves!”

Putz, me deu um branco. Pensei que tinha esquecido de acompanhar as 500 Milhas da Indy, até me cair a ficha de que é dia 30, tem duas semanas ainda. Por um momento eu paniquei.

Sacolas descartáveis e coleta seletiva são assuntos recorrentes, mas quero falar de uma estreita relação entre eles. A despeito de nossa campanha para recusar as sacolas, muita gente tem dito que não consegue deixar de levá-las para casa para colocar o lixo. [Planeta Sustentável, 07/05/10]

Artigo interessante [não vai mudar tua vida nem nada, mas é interessante]: “Amigas” do xeque: como são selecionadas as mulheres que animam as festas de um príncipe saudita. Conteúdo fechado do UOL, infelizmente, mas qualquer coisa “a gente damos um jeito”. 😉

[Via @brunaguerrier] Julie Andrews e os sete Von Trapps 40 anos depois: [Youtube] || Kurt diz Supercalifragilisticexpialidicious. Backwards. Twice!

[Via @palpi] Caminhos Secretos nas Igrejas do Velho Mundo:Entenda a simbologia dos labirintos [Leituras da História].

[Via @srtabia] Ótimo texto da @tatals sobre alguns aspectos da cultura sexual e do casamento para os japoneses: [Tata Lombardi].

[Via @LePM_Editores] O desafio de traduzir um crime sem desvendá-lo: entrevista com @mundolivro sobre a tradução de “O mistério Sittaford” [L&PM Blog].

[Via @hbariani] As irmãs Brontë devem estar se revirando nos túmulos [Brontossauro!]

O terceiro minisode de True Blood, desta vez coa Sookie, Tara e Lafayette.


Link http://www.youtube.com/watch?v=xk5BXZOCJhY

Antes de terminar o primeiro minuto dá pra perceber pelo menos duas diferenças entre a Sookie da série e a do livro: receber um presente caro sem questionar e não se perguntar as mesmas questões que a Tara. Uma crédula sem orgulho algum, quanto mais personalidade.

Santa Claus is coming to town – Alice Cooper


Link http://www.youtube.com/watch?v=In3sApWlY1s

Anúncios

11 comentários sobre “Domingueiras

  1. titia batata, a expressão “santa de pau oco” surgiu disso mesmo, de contrabandearem produtos dentro de imagens de santa – mais precisamente ouro e pedras preciosas, no tempo do brasil colônia…

  2. Oi Naomi!

    Você está achando um exagero as notas de rodapé do Dom Quixote? Experimente ler o Cavalo de Tróia 1, tem notas de rodapé que ocupam duas páginas, e o número delas é absurdo! Bom, pra entender a parte “científica” da coisa tem que ler as tais notas, mas eu só li da primeira vez, nas leituras subsequentes pulei todas. Já viu que eu gostei do livro, né? (aliás, da série toda, e estou esperando o próximo)

    E por falar em gatos malucos: a nossa finada Chiquinha ficava cheirando o cabelo (ela gostava do cheirinho de xampu) e lambia os pulsos da minha mãe quando ela passava perfume lá, vai entender… o duro é que linguinha de gato é aquela lixa, né?

    Beijocas!

  3. Lu, a @tatals (Tata Lombardi) escreveu uma série de posts sobre o teatro feminino japonês que são de tirar o fôlego. A moça, que é minha amiga pessoal e um doce de pessoa, sabe tudo e mais um pouco. Vale a leitura.
    A homofobia tem sido uma constante nas discussões do #LuluzinhaCampBH, que aliás rendeu um “sppin-off” e gerou as #Heleninhas (homenagem à ídola Heleninha Roitman), que são as Lulus que fazem encontros periódicos em botecos para rir, beber e conversar de forma mais descompromissada.
    Andei meio de longe, sem comentar, mas leio tudo o que sai por aqui. Beijo!

  4. Sobrinha também está na fase do mix musical maluco. Nos melhores momentos, tem Black Eyed Peas; mas também tive que aprender a dançar o hoedown da Hanna Montana e tive que aprender ‘Baby’, do teen do momento Justin Bieber, Ser tia é… 🙂

    Don Quixote com trocentas notas de pé de página me lembra A Clockwork Orange. Parei de ler porque já não aguentava mais ir lá no fim, no glossário, pra entender o significado do palavreado. Pelo menos online a gente cliaria e voilà!

    Daqui a pouco nenhum personagem (sobretudo vilão) vai poder ser negro, gay, de religião diferente ou ter profissão definida, senão a turma vai se sentir ofendida e chiar. Muita peninha dos autores de novela, eles têm que se rebolar pra não sair irritando os politicamente corretos.

    E que bom que você gostou (e linkou, thanks!) do meu comentário sobre a Alice do Tim! 🙂
    bjk

    • quando sobrinho dança black eyed peas – ou mesmo beyoncé – eu agradeço aos céus, mônica 😆

      hm, aaacho que não li o livro do burgess, eu lembraria… é, acho que só vi o filme. *shame on me*

      na semana passada muito pc ergueu a voz na minha timline do twitter tá mesmo complicado dizer qualquer coisa sem ser massacrado por eles, mas no caso do piloto e da associação de pais é ódio e intolerância, isso dá medo.

  5. Já tô curiosa com as idéias advindas da interatividade: “Cê num tem noção do quanto me diverti coas respostas da interativa Top Fazível. Até me deu ideias.” 😉

    Fofura, dobrar as mangas é ritual para mim, também.
    Já as leggings, que podem ser usadas com saltos altos, ficam uma graça esticadas, além do tornozelo, por sobre a sandália.
    Já vi. Mas, ainda não testei comigo. É que adoro uma rasteirinha! 😆

  6. Ah, tá! Auntie Alice Cooper foi o primeiro show dos “Gringo” que assisti, no Maracanãzinho, nos 70’s. Ele era guilhotinado no palco, rsrsrs/ True Blood? Depois daquele final caótico da primeira temporada, sei não…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s