Experiências Oníricas Esdrúxulas | As Replicantes

... e então sonhei que realmente cheguei a algum lugar na roda. Você acha que estou louco, Doutor? Isso tudo significa alguma coisa?

... e então sonhei que realmente cheguei a algum lugar na roda. Você acha que estou louco, Doutor? Isso tudo significa alguma coisa?

Eu estava num voo e a comissária de bordo era uma personalidade bloguística conhecida. O avião era um pouquinho diferente – na verdade, o avião era um trem, com os bancos encarando a lateral oposta em vez de voltados para a frente. A comissária me colocou ao lado de uma senhora que viajava com duas crianças, filho e filha. A mulher vestia-se de forma juvenil mas estava acabada, a menina chorava. Comecei a conversar com ela e descobri que era porque o pai tinha ido embora. Falei com ela e a menina parou de chorar [coisas que não repetirei aqui, não vêm ao caso].

O avião-trem parou com um tranco e eu corri para a cabine [ei, era um sonho, lembra?], onde havia três replicantes-fêmeas avariadas. Olhei pela janela e estávamos cercadas por soldados apontando as armas para nós. De repente vi um buraco de espaço-tempo por onde passou um vagonete carregado de mais soldados armados que atiravam no avião-trem.

Esse vagonete transita num corredor que passa ao lado de janelas do espaço-tempo; os soldados apenas atiram para dentro dessas janelas sem saber o que acontece do outro lado, quem estão atacando ou por quê. Digo, o motivo eles até que sabem. O Apocalipse já aconteceu e a raça humana está quase extinta: apenas os homens sobreviveram [cromossomos XY]. As mulheres são Replicantes [igual quinem no livro do Philip K. Dick adaptado no filme Blade Runner, isso mesmo].

A missão dos homens é exterminar todas as mulheres e o Governo criou esse subterfúgio das janelas para que eles apenas passem atirando, assim não veem quem acertam ou mesmo se acertam, ou quem deles acertou o tiro. Isto evita conflitos pescológicos nos humanos. E aí eu acordei.

Interprete como quiser. Eu só sei que vou parar de ler distopias por enquanto.

Anúncios

2 comentários sobre “Experiências Oníricas Esdrúxulas | As Replicantes

  1. São esses os tipos de sonho que eu mais gosto. Sonhos cheios de adrenalina, emoção e que me fazem sentir de verdade. Geralmente são os mais loucos possíveis.
    Lembro de uma vez que sonhei que explodi uma bomba para destruir a Terra. Outra vez soltara uma bomba no prédio onde eu estava e eu tive que segurar a respiração até sair do prédio (a saída era em espiral…longa a beça). Quando acordei estava sem ar pois estava trancando a respiração, hehe.
    Mas adoro sonhos assim.

  2. Semana passada eu sonhei que ia numa peça teatral. Com o Miguel Falabella. Lá pelas tantas, ele me chama e passo a fazer parte dos personagens, sendo carregada nos braços pela trupe.
    😆

    Sonho é tudo muito louco!
    😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s