[TrueBlood] Trouble

Eu teeenho a fooorça!

Eu teeenho a forçaaa!

Uma das coisas que eu mais curti na primeira temporada de True Blood e que é constante nos livros da Charlaine Harris é o lado cômico, o bom humor. É um jeito de lidar com temas sérios sem afastar o espectador/leitor. Infelizmente, de uns tempos pra cá os roteiristas da série mudaram a fórmula, canalizando o humor em personagens burlescos [quando não ridículos]. Dois exemplos são o Jason Stackhouse e o Andy Bellefleur, que viraram caricaturas do caipira ignorante e preguiçoso e do policial paspalho.

A partir deste ponto há spoilers

Mas o quinto episódio da temporada trouxe um pouco do humor de situação de volta. Eu ri muito com o Talbot falando com a Tara como se ela fosse um bebezinho [o que ela é, se compararmos a idade dos dois] e depois mandando um prato de lirios quando ela disse que estava com fome.

Também ri com Talbot apresentando-se a Eric [“sou o consorte real”] e ambos flertando bem na cara do Russell.

Eu gostei de ver que finalmente há uma história se desenvolvendo, porque até agora só vimos apresentação de personagens, esboços de tramas picotadas nesse primeiro terço de temporada. O subnúcleo do Franklin, por exemplo. Agora sei que ele realmente tem um interesse pessoal na Tara, não é apenas por causa da Sookie. Sabemos ainda que ele é mesmo psicótico, mesmo para os padrões vampiros.

[E, gente, me desculpa, mas eu ri quando ele surtou com a tentativa de fuga da Tara. E quando ela diz que eles precisam conversar e ele “oh, não… essa é aquela parte em que tudo escurece e quando olho em volta há pedaços de corpo pra todo lado”.]

Aliás, fui só eu ou mais alguém achou que Franklin e o Bill agem igualzinho em relação às suas “amadas”? Única diferença é que o Franklin é claramente descontrolada e o Bill disfarça sob o manto do cavalheirismo. Bom, isso e o fato de que a Tara percebe as armadilhas desse comportamento [de ambos; ela vive admoestando a Sookie] e a Sookie se deixa iludir romanticamente.

A questão Were x Vampiros

A trama que mais parece interessante é a que envolve Russell, o pack de lobisomens que se associou a ele e o envolvimento de Eric com o assunto. Eu tinha achado que era o Godric o principal interessado, mas o flashback deste episódio tornou tudo muito mais legal. Então Russell e o pack são os responsáveis pelo assassinato da família do Eric? Adorei a ideia, dá mais dinâmica pro arco, envolve os personagens de uma maneira mais efetiva e crível – pra variar.

Aliás, gostei demais também do Postmortem deste episódio. Primeiro pensei que tava errado, mas quando caiu a ficha ri demais.

Bola dentro!

Com um grau menor, também gostei do indício de que Lafayette encontrará Jesus no coração *nudge nudge, wink wink*. Torço por ele.

Esses dois tópicos até eclipsaram a participação maior da Crystal; em parte por isso, em parte porque mesmo nos livros eu não me interessei pela subtrama envolvendo o irmão da Sookeh.

Agora, a Sookeh. E o Beeew. Primeiro, foi meio que totalmente óbvio que o Coot foi provocar o Bill móde ele escapar e levá-los direto pra telepata, né? Que o Rei de bobo só tem a cara e o Bll é tão tolo quanto sua maker, isso tava na cara, mas eu tou um pouco curiosa co que vão inventar pra Sookeh. Será que além de telepata ela também é Jedi?

Postmortem Season 3 Episode #5


Link http://www.youtube.com/watch?v=pt4FVzaVCus

Posts relacionados
Beautifully Broken
Bad Blood
It Hurts Me Too
9 Crimes

Anúncios

10 comentários sobre “[TrueBlood] Trouble

  1. Como um todo, eu gostei mais do episódio anterior do que deste, mas algumas coisas em Trouble me agradaram particularmente.
    Gostei demais do Eric (embora eu tinha me acostumado com a idéia dele ser casado e responsável e vê-lo todo bon vivant foi meio estranho) e até estava gostando do Bill até ele ser engambelado e sair correndo atrás da Sookie.
    E Sookie e Alcide são uma dupla fantástica. Nossa, ela é mil vezes melhor longe do Bill. E já que toquei no nome da Sookie…odiei a luzinha azul tanto quanto odiei quando ela foi usada na temporada passada.
    Jason me irrita profundamente e eu não o suportei no episódio, seja fazendo papel de palhaço, seja com a chatinha da Crystal.
    Tara e Franklin, por outro lado, me surpreenderam. Sempre odiei a Tara, mas ela ganhou meu respeito nesse (e por enquanto só nesse) episódio. Eu estou gostando muito da forma como estão desenvolvendo Franklin (misturaram dois personagens do livro, né? Mas aqui podem explorar mais, já que a Tara aparece longe da Sookie, o que não dá para fazer no livro).
    Sam continua sendo o meu personagem do coração, mas aquela família dele é de acabar com qualquer um. Eu sinto falta do Sam dos livros 😦
    E por falar em livros, Naomi, estou no finalzinho do finalzinho de Dead in the Family. O que você tem achado do desenvolvimento da história até aqui (nos livros)?

  2. Eu adorei o Franklin, ele é divertido e apavorante. A Tara é uma chata. #prontofalei

    O Talbot falou a melhor frase do episódio: “Eric, you know as well as I, there’s nothing new, except someone new.”

    Eu quero ver até onde vai essa teia de intriga do Rei Russell, e tendo o Alcide sem camisa em pelo menos um momento do episódio já está bom. 🙂

    Só não curti muito essa luz de Lost saindo da mão da Sookie, quero saber qual vai ser a explicação.

    Eu ainda estou no From Dead to Worse, mas a minha memória é péssima, esquece metade das coisas que acontecem.

    Mica, eu prefiro o Sam da série, eu acho o dos livros cafona, deve ser aquela mania que ele tem de chamar as pessoas de “cher” ou “cherie”

  3. Tô sentindo falta de post de guloseimas. 😉
    É que, ontem, um dos jornais comentou sobre a exportação de açúcar para a China.
    Fiquei pensando, se os doces da China são açucarados como os nossos.
    Bem diferente dos doces japoneses.

    E, o sobrinho, de férias da escolinha?! 🙂

  4. Pingback: [TrueBlood] I Got a Right to Sing the Blues « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  5. Pingback: [TrueBlood] Hitting the Ground « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  6. Pingback: [TrueBlood] Night on the Sun « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  7. Pingback: [TrueBlood] Everything Is Broken « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  8. Pingback: [TrueBlood] I Smell A Rat « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  9. Pingback: [TrueBlood] Fresh Blood « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  10. Pingback: [TrueBlood] Evil Is Going On « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s