Miss Universo 2010

Jimena Navarrete (México) e Stefania Fernandez (Venezuela)

Jimena Navarrete (México) e Stefania Fernandez (Venezuela)

A transmissão

Concurso de miss é um dos meus prazeres culposos, admito, mas não assisto para torcer pela representante nacional e sim pela diversão. Pra dizer a verdade, eu tenho até um pouco de bronca das pessoas que torcem tanto pela representante nacional que acabam por cometer as maiores grosserias contra as outras competidoras, por colocar a credibilidade dos jurados em dúvida, etc. É por isso que deixei de assistir à transmissão da Band nos últimos anos.

O problema é que a TNT apresentou uma queda enorme na qualidade dos comentários, do ano passado para cá. Desta vez a narração não ficou a cargo da Leila Schuster, que é uma profissional muito correta e de quem eu gostei muito nas transmissões de 2008 e 2009. Quem comentou os desfiles foram os dois tradutores simultâneos e a ex-modelo Luíza Brunet. Ela é linda, sim, empresária de sucesso, tudo bem, deve entender do riscado, OK, mas isso tudo não se transferiu pro discurso.

A fala de Brunet é quase ininteligível, ela fala meio pra dentro, meio pelo nariz. E esse nem foi o maior problema dos comentários, e sim a pobreza de informação, de análise e de vocabulário dos três comentaristas. Então, na verdade, belíssima, elegante: resumiram-se a isso. Várias vezes anunciaram Miss Universo 2009 em vez de 2010 e pelo menos uma vez trocaram Miss Universo por Miss Brasil. Não pronunciaram o nome de nenhuma candidata a não ser o da brasileira e passaram metade do tempo se lamentando porque ela não se classificou nem entre as top 15.

E a tradutora simultânea pronuncia “míssi”. Argh.

Um outro problema aconteceu no desfile de trajes típicos, mas isso eu não sei se foi do canal, da operadora ou da organização do concurso: a imagem ficava borrada ou congelada, eu não consegui ver quase nada das fantasias.

Tom & Lorenzo: Miss Universe 2010 National Costumes Part 1 e 2.

Miss Universe 2010 – National Costume


Link http://www.youtube.com/watch?v=tAwlDFo8rYI

O evento

Enxuto igual o corpo de algumas misses. 😆 A duração total foi de duas horas exatas, com intervalos comerciais longos o bastante preu mudar de canal e assistir duas, às vezes até três descidas no jogo Arizona Cardinals versus Tennessee Titans no Monday Night Football a cada intervalo. E não fui só eu, viu, tinha uns quatro tuiteiros fazendo a mesma coisa só que ao contrário: o programa prioritário deles foi o futebol americano. Até o Everaldo Marques tava de olho no resultado do concurso de miss. Se descontar intervalos comerciais e merchandise da CHI deve ter dado o que, 1h20, no máximo?

Agora, vem cá, só eu estranhei o Bret Michaels de apresentador? Entendo que o vocalista do Poison ganhou a admiração do Donald Trump na edição de Celebrity Apprentice, mas eu lembro dele daquele outro reality da Vh1 niqui dezenas de groupies disputavam o cantor e ele tirava casquinha de todas. A co-apresentadora não sei quem é, achei engraçado ela dando cotovelada no Bret o tempo todo.

Pelo menos a parte musical do evento foi muito superior à do ano passado. Teve Viva Elvis do Cirque du Soleil [medley], bem adequado porque o concurso aconteceu em Las Vegas, e teve John Legend & The Roots [Wake up everybody]. Parte negativa: excesso de merchandise dos produtos pra cabelo. Vi dois touchdowns graças a essas interrupções.

Top5: Ásia, Europa, América, Oceania... Seria quase uma representação dos aros olímpicos, só faltou uma representante africana

Top5: Ásia, Europa, América, Oceania... Seria quase uma representação dos aros olímpicos, só faltou uma representante africana

O concurso

Este ano achei as candidatas genéricas demais. Bonitas, mas sem um traço marcante que se destacasse. Quando chegou na fase final eu tava torcendo pra Jamaica, a única negra. Eu achei que a pergunta derrubou ela e a Filipinas – foi pior pra Filipinas porque a resposta dela não tinha nada a ver com a pergunta e a voz da candidata tremia. Não lembro da pergunta feita à jamaicana, mas a resposta soou fatídica demais [algo como deixar tudo na conta de Deus].

Pelo menos a impressão que me deu é que desta vez decidiram testar de verdade as candidatas, apresentar temas espinhosos e ver quais suas habilidades de relações-públicas.

Luíza Brunet torceu pela mexicana porque “parece brasileira”. De fato. Já até me esqueci do rosto dela. Ela disse também que o cabelo comprido deixa a mulher “mais feminina” e aí entra a Stefania Fernandez poderosa de cabelo curto, ainda mais linda do que no ano passado. O cabelo curto destacou o rosto, aumentou os olhos e o sorriso. Mas quem sou eu pra discordar de La Brunet, né?

A Miss Tailândia ganhou os prêmios por fotogenia e traje típico, e a Miss Austrália o de melhor sósia da Miley Cyrus. Brinks. Ela levou o de simpatia – mas até o traje de gala parecia um que a MC usou no Oscar. Uma surpresa foi não classificarem nem a Venezuela nem a EUA entre as Top 15. Se o resultado foi justo ou não isso vai da cabeça de cada um, xeu só te dizer uma coisa: tinha um Baldwin no júri, isso diz muita coisa. E Evan Lysacek, o patinador que levou a medalha de ouro do Evgeni Plushenko na Olimpíada de Inverno deste ano. Justiça não tem nada a ver com patinação artística e nem com concurso de miss.

Divasia: Miss Universe 2010 Evening Dresses

Apresentadores, participantes, jurados, notas, ausências, Top 15, Top 10, Top 5: Miss Universe 2010 na Wikipedia.

Análise pessoal de Tommy Beresford no blog Telemagia.

Site oficial Miss Universe

Posts relacionados
Final de copa o mundo [Miss Universo 2007]
Miss Universo 2008
Miss Universo 2009

Anúncios

8 comentários sobre “Miss Universo 2010

  1. Eu só vi das Top 10 em diante, mas me acabei de rir do Bret Michaels ser o apresentador (ainda mais com aquela bandana chiclete-com-banana-cafona). Eu vi tudo na tecla SAP acho aquela voz de Luiza Brunet horrível.
    Concordo que era uma coisa genérica, todas muito parecidas. A miss México era a mais bonita das top 5, mas acho que ela ganhou por quele vestido vermelho (não que fosse especial, mas a cor se destacava).

  2. Pingback: Miss Universo 2010: Uma pequena análise pessoal « Televisão é Magia

  3. “Ela disse também que o cabelo comprido deixa a mulher “mais feminina” e aí entra a Stefania Fernandez poderosa de cabelo curto, ainda mais linda do que no ano passado.”

    Mais perfeito que isso, impossível. Mais um ano, mais um post brilhante. Já coloquei o link no meu humilde (e Bandeiranteano) post.

  4. Das vestes culturais os que eu gostei:
    Parte 1 – Equador, Alemanha, Gana, Israel (amei!), Japão, Nigéria, Russia, Eslovênia e Uruguay.
    A do Brasil eu até achei legal, gostei das cores e foi um avanço para os estilos sempre iguais que costumam apresentar. Não está entre as minhas preferências, mas não está entre os que eu pedi socorro enquanto via.

    Parte 2 – Argentina e Noruega.
    O da Georgia não é exatamente um vestido bonito, mas eu achei bem legal como veste cultural. A da Grécia eu não consegui decidir…parecia bem bonito, mas a moça era tão feinha e o usava tão mal que não ficou legal.

  5. Saiu uma matéria dando conta de que o traje típico do Brasil chegou aos pedaços…
    Acabei nem vendo! Quando vi que a Band só ia apresentar de madrugada desisti. Ao vivo só no folha, aos pitacos…
    Acabei me ocupando sei nem com o quê, pra falar a verdade.
    Coloquei a foto da Miss Universo com o longo vermelho e o lindo plataforma em vermelho.
    Lá na ilha.
    Muito linda!

  6. tambem assisto pela diversão, mas o povin daqui encheu a bola da miss brasil, que era favorita, que iria ganhar, blá, blá, blá… na transmissão da band (um horror)a dita não aparecu um segundo sequer e pior, fiquei até alta madrugada assistindo a um programa que já era.

  7. Meu top cinco foi: Mexico, Irlanda, Ucrânia, Rússia e Albânia.
    Meu top dez foi: Porto Rico, Jamaica, Austrália, Filipinas e Colômbia.

    Injustiças: Brasil, Venezuela, Trinidad e Tobago, República Dominicana e Canadá.

    Os vestidos estavam muito ruins. Muitas misses gordas, com celulites. Uma vergonha apesar de que achei que existiam muitas favoritas.

    Achei um concurso pobre, sem glamour nem nada de mais. Uma produção sem requinte nem carinho de quem organizou. Antes este concurso era uma super produção, com muitos eventos, cantores, e interação. Agora, parece que o que se deseja é cumprir um protocolo e terminar logo. Penso que a tendência é o concurso desaparecer ou ganhar outra forma pois esta já está, há muito tempo, dando sinais de desgastada, infelizmente.

  8. Pingback: Miss Universo 2011 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s