[TrueBlood] Fresh Blood

Eric, você é o sol que alumia as minhas noites.

Já que casamentos intrafamiliares são carta fora baralho, cria-se um excedente de noivos e noivas que podem ser utilizados para forjar alianças com outros clãs. Também se pode aproveitar a ideia de interditos sexuais para criar outras proibições, que reproduzam ou ampliem relações de poder. [Hélio Schwartsman, O incesto é um problema?, 17/06/10]

Claro que HS nem de longe menciona o que acontece em Hotshot; só citei um trecho do artigo aqui porque [1] vale a leitura completa e [2] quero passar logo para os outros subnúcleos.

[O editor William Irwin lançou o volume True Blood & Philosophy: We wanna think bad things with you no mês de junho. Já entrou na minha lista de desejos, claro. Espero que esteja à venda no Submarino, Saraiva ou Cultura em breve.]

A partir deste ponto há spoilers

Depois de descobrir que Crystal é uma Werepanther, Jason sai para esfriar a cabeça e descobre que Kitsch, o colegial, usa os efeitos do sangue de vampiro para se dar bem nas competições esportivas. Taí, essa é uma questão interessante que não foi abordada nos livros: o V como doping. LaLa avisou desde a primeira temporada que os efeitos variam de pessoa para pessoa, mas alguns efeitos parecem ser constantes: aumento da força física e dos sentidos [visão, audição, olfato – não que este último seja muito útil para um quarterback] e vigor [stamina]. Pobre inocente Jason ameaça denunciá-lo e Kitsch desdenha, dizendo que é o próprio treinador quem fornece a droga e que o diretor do colégio e o prefeito de BonTemps também usam, embora seja para fins recreacionais.

Outros efeitos do V incluem alucinações e aumento da libido, que nós vimos acontecer com Lafayette e Jesus. Ambos estão confusos com o que viram e Jesus quer repetir a viagem – o jeito como ele reagiu me lembrou do Harry Potter quando descobriu o Ohlepse od Ojesed, e a breve alucinação que o LaLa viu quando recusou outra dose de V me lembrou do Bilbo Baggins quando reencontrou Frodo em Rivendell [Valfenda] e ele recusou-se a deixá-lo usar o Um Anel de novo.

Mas as imagens sacras dançando e conversando foram demais pra mim. Próximo tópico, por favor.

Oh, sim: Jason decidiu que namorar uma Werepanther não é problema, perto do que fazem as pessoas normais de BonTemps. Te disse que os humanos são os seres mais aterrorizantes do Universo, os Daleks são fichinha.

Arlene é contra o aborto numa clínica médica segura porque isso vai contra as suas convicções morais e religiosas, mas tudo bem tomar um chá abortivo no meio de um círculo de sal na floresta em companhia de uma feiticeira que lhe pede uma gota de sangue. Eu poderia escrever um monte de coisa sobre o assunto mas não acho que ela mereça tanta atenção. O bebê sobrevive e espero que ele cresça a encarnação do Mal como ela teme.

E que a Arlene seja sua primeira vítima, de preferência.

Sam Merlotte está com um desequilíbrio no nível de estrogênio e sai distribuindo patada para todo lado. Por um lado isso é bom porque Arlene e Tommy recebem o que merecem, mas por outro lado sobra para o querido e instável Terry também, o que achei muita crueldade – se bem que o Terry da série é bem mais estável que o dos livros. Sam percebeu que as pessoas que se aproximam dele não são seus amigos, e sim interesseiros que se aproveitam da sua boa vontade. Oi, Sookie.

Tara está em choque com a descoberta de que foi Jason quem matou Eggs e confronta Andy Bellefleur. Foi uma cena com boas atuações de Rutina Wesley e Chris Bauer, talvez a melhor de ambos na temporada inteira e sem dúvida a segunda melhor deste episódio, pra mim. É uma cena em que cada um dos dois chegam a um termo consigo mesmo, com o fardo que cada um carregava. Há um acordo tácito, e eu adoro quando o ator consegue se expressar sem palavras.

Tara e Sam se entendem e eu fiquei feliz. Tem cara de ser algo temporário, mas duradouro, entende? O envolvimento amoroso será temporário, a amizade verdadeira será duradoura, digo.

Adicione uma legenda engraçada aqui

Vamos ao núcleo vampiro agora. Jessica confessa a Hoyt as coisas que ela fez, como ela matou um caminhoneiro porque não conseguiu se controlar e como ela não vai deixar de tomar sangue humano. E que ela não se arrepende. Hoyt parece perturbado por uns instantes, mesmo ainda alto pelo efeito do sangue que tomou de Jess para curar-se do ataque de Tommy. Ele não precisa compreender ou entender, apenas amar, e se oferece para que ela se alimente do sangue dele.

Com a Sookie e o Bill isso soa tão errado de tantas maneiras, mas com Hoyt e Jessica parece tão certo… São os atores? O que tem de diferente?

Bill invade o Fangtasia para resgatar Sookie [a conexão pelo sangue, lembra?] e Pam tenta impedi-lo, atacando-o com spray de prata coloidal. A coisa mais legal! E existe de verdade, tem gente que usa para tratar doenças de pele – o problema é que seus efeitos colaterais não compensam. Lembra desse post de 2007? Mas a arma mais efetiva que ela tem são as palavras – ou, no caso, a verdade: “Sookie procurou Eric porque ela não confia em você”.

Bill é salvo por Sookie [surpresa!!], que por sua vez foi libertada do calabouço por Yvetta como vingancinha porque Eric legou todos os seus bens para Pam no testamento, uma das muitas coisas idiotas do roteiro nesta temporada [a Yvetta achar que ganharia alguma coisa, digo]. O casal nojinho foge do bar e tem a conversinha mais blé entre todos os casais nojinho de todos os tempos.

Sookie: I am done with this shit.
Bill: That’s why we need a fresh start. We’ll be free of it, I promise you.
Sookie: What would that be like? Who would we be if we were normal?
Bill: It’s hard to even picture it.
Sookie: Would we live in gran’s? Or at your place?
Bill: Both. We’d be married, happily married.
Sookie: And I’m not a waitress anymore. I’m… I’m going to college. No, I’m a real estate agent, and I’m really rich.
Bill: I teach third grade and I love my job.
Sookie: We’ll have a… a big flower garden.
Bill: We grow vegetables.
Sookie: Tara comes over for dinner and sometimes we doubledate with Arlene and Terry.
Bill: And I go fishing with Jason.
Sookie: We don’t even know Eric Northman.
Bill: Everything is peaceful.

Difícil saber se Bill diz essas coisas porque sente mesmo ou se é um estratagema para ganhar a confiança de Sookie de novo. A Mica comentou no Twitter ter lido um artigo sobre abuso psicológico que dizia o quanto é difícil identificar o que é real desejo de mudança do que é manipulação na conversa do abusador. Pra mim a conversinha do Bill é manipulativa, mas eu tenho má vontade com ele, então pode ser falha de percepção da minha parte.

Eric procura Russell e lhe oferece a chance de sair ao sol, em troca de um cessar-fogo [por assim dizer], dizendo-se satisfeito por tirar aquele que o rei mais amava como vingança por Russell ter matado sua família. Eu andava com medo do que a série estava fazendo com o nosso viking preferido, mas este episódio o redimiu.

Eric para Pam: You know I love you more when you are cold and heartless.

Ele tem um plano. Eric sempre tem um plano para tudo o que faz porque ele é inteligente, sagaz, esperto, expedito, sensato, tem o pensamento ágil e rápido e pensa em tudo – até num plano à prova de idiotas Sookie. O plano é de uma simplicidade inacreditável: sabendo da ambição de Russell, convencê-lo a tomar o sangue parte fada de Suck para que ele não sofra mais a morte pelo sol. Um vampiro com tais poderes dominaria todos os outros vampiros e os humanos, algo a que o delírio de grandeza não resisitiria.

O que Russell não sabe é que o efeito de proteção solar sobrenatural é transitório, mas Eric o convence totalmente ao sair, ele mesmo, à luz do sol. Russell o segue.

Toda a bobagem da temporada passada, toda a raiva que passamos nestes últimos dois anos, quase tudo podia ser descartado se sobrassem só os dois últimos minutos deste episódio. Foi uma redenção que eu comparo à imolação de Godric, e acho que o mesmo exemplo deve ter passado pela cabeça de Eric: “Be brave, we will die together”.

Agora me diz: como suportar o hiato e aguardar a season finale até 12/09??

Fresh Blood [4/5] sendo 3,9 para os últimos 2 minutos e 0,1 para o resto do episódio

Direção: Daniel Minahan
Roteiro: Nancy Oliver

Postmortem season 3 episode #11


Link http://www.youtube.com/watch?v=JP5MdEMoTXc

True Blood In Memoriam


Link http://www.youtube.com/watch?v=zaJLUfsf0mQ

Posts relacionados
Bad Blood
Beautifully Broken
It Hurts Me Too
9 Crimes
Trouble
I Got a Right to Sing the Blues
Hitting the Ground
Night on the Sun
Everything Is Broken
I Smell A Rat

Anúncios

5 comentários sobre “[TrueBlood] Fresh Blood

  1. se a Pam (a Pam, meo – the heartless bitch!) chorou com a cena final do episódio, como eu não iria ficar emocionada também? acho que até comentei no twitter que essa temporada tem tido valor pelas cenas com o Eric e o Russell. vai ser uma pena que o último morra, mas o plano do Eric é muito digno. adoro o Eric por isso e fico pensando no que vão fazer com ele na próxima temporada. *-*

    e eu não confio no Bill e nem no papinho dele pra cima da Sookie. pra mim aquele diálogo uó deles foi a pá de cal no relacionamento dos dois e espero (embora sem muitas esperanças) que seja o fim definitivo.

  2. Esse futuro da SookEH com o Beeeel foi uma das coisas mais borings que alguém poderia pensar. Imagina viver num mundo sem o Eric? Eu não confio no Bill, a gente sabe muito mais do Eric do que dele.

    Quando leio os livros sempre torço para a Sookie ficar com o Eric, mas na série eu nem sei se quero ver isso. #prontofalei

    A relação da Pam com o Eric é uma das mais saudáveis e legais da série.

    Qual foi a da mãe do Hoyt BFF com a mini ex-namorada dele?

    Também gostei muito da cena da Tara com o Andy. 🙂

    Uma pena que o Rei Russell vai morrer, ele agitava a vizinhança.

    Go Eric!!

  3. Pingback: [TrueBlood] Evil Is Going On « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s