Embriaguês visual

Tá escrito “Rodrigo”, eu leio “relógio”.

Tá escrito “Diretor de Tropa de Elite 2 nega ter assinado”, eu leio “assassinado”.

Tá escrito “Carpeggiani reclama de vaga”, eu leio “Carpeggiani reclama de cerveja”.

Tá difícil.

E nem te conto que sonhei com uma pilha de peixes mortos e tou vendo uma sombra na visão periférica do olho esquerdo mas toda vez que viro a cabeça não tem ninguém lá.

Uuuu-uuu.

Domingueiras

Aprendi nessa semana: George W. Bush, Ronald Reagan, Dwight Eisenhower, Franklin Roosevelt e Samuel L. Jackson foram cheerleaders.

De acordo com a contabilidade do jornalista Jairo Marques, a próxima Câmara dos Deputados federais terá duas deficientes: Mara Gabrilli, por SP, e Rosinha da Adefal, de AL

Cê sabe, a base militar norte-americana em Okinawa, no Japão, é alvo de muita crítica e polêmica, mas ninguém desconfiava que fosse o quartel-general do Batman [via Gizmodo].

I work at a high school and today was music genre day for homecoming. I dressed in the grunge style, much like I did in middle and high school. I then went to take care of my grandmother with Alzheimer’s and she recognized me for the first time in years! IMMD!

[Via @madmaxandrade] Site bacana que lista qual artista já fez cover de quem: www.coversproject.com

Tiny Dancer – Red Hot Chili Peppers [cover de Elton John]

Continuar lendo

#BAD2010 | Blog Action Day 2010: Water [Água]

 

O Blog Action Day é uma mobilização global de blogueiros que se unem todo dia 15 de outubro para divulgar uma causa – social, ecológica, econômica, política ou tudo isso junto. Em 2010 o tema é a escassez de água potável, algo que Guilherme Arantes já chamava a atenção há quase trinta anos.

“Access to clean water is not just a human rights issue. It’s an environmental issue. An animal welfare issue. A sustainability issue. Water is a global issue, and it affects all of us.”
Blog Action Day 2010: One Day. One Issue. Thousands of Voices.

Blog Action Day – site oficial

Planeta Água – Guilherme Arantes

Segundo lugar no Festival MPB Shell em 1981.


Link http://www.youtube.com/watch?v=nrhu-7jDuGw

Planeta Água
Guilherme Arantes
Composição: Guilherme Arantes

Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão…
Águas escuras dos rios
Que levam
A fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população…
Águas que caem das pedras
No véu das cascatas
Ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos…
Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d’água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão…
Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris
Sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas
Na inundação…
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra…
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água…
Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão…
Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população…
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra…
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água…(2x)

CRM 1 X 1 Titia Batata

CRM: Customer Relationship Management – ou Gestão de Relacionamento com o Cliente.

Eu gosto de mostarda, mas são poucas as lanchonetes que oferecem aqui em Pedra Lascada. Dizem que não tem saída. Uma das que oferece o sachê sabe que eu gosto, então quando compro lá a atendente coloca uma quantidade maior na minha sacolinha – algo como o dobro ou o triplo – e acabo comprando mais vezes lá, por causa disso.

Eles ganham, eu ganho.

Agora, nem comento o duelo “sachê de condimento 352 X 0 Titia Batata’, né? Tem que usar tesourinha.

The Mirror Crack’d from Side to Side / A Maldição do Espelho

Daiquiri

Encha uma coqueteleira com cubos de gelo, adicione duas doses de rum Bacardi [branco], uma colher de sopa de açúcar e o suco de um limão. Agite bem. Coe e despeje sobre gelo raspado ou triturado num copo curto [o de martini serve], que deverá ter sido deixado gelando meia hora antes.

Existem variações feitas com o rum escuro, com licor no lugar do açúcar ou com frutas – morango, maracujá, banana – mas não se recomenda adicionar remédios, drogas ou venenos. Os efeitos colaterais dessa mistura são indesejáveis.

 

 

Marina Gregg: Elizabeth Taylor (1980), Claire Bloom (1992) e Lindsay Duncan (2010)

 

“Fora a teia se abria e esvoaçava;
O espelho quebrou de lado a lado:
‘A maldição se abateu sobre mim’,
gritou a Lady de Shalott.”

Agatha Christie foi educada em casa pela própria mãe, uma mulher que seguia as tendências da época, mas sempre teve contato com os clássicos [Charles Dickens era um de seus autores favoritos]. Além do poema A Lady de Shalott de Alfred Tennyson, que abre o post, a autora faz referência a outras obras culturais e personagens históricos neste livro, como Maria Rainha dos Escoceses, Elizabeth Imperatriz da Áustria, um quadro do pintor renascentista Giacomo Bellini.

O primeiro livro estrelado por Miss Jane Marple foi Assassinato na Casa do Pastor [1930]. Miss Marple já era, então, uma solteirona de cabelos brancos e faces rosadas que entretinha-se tricotando, cuidando do jardim e observando pássaros: passatempos muito úteis para bisbilhotar a vida no povoado de St. Mary Mead onde morava. Seu método de investigação é parecido com o de Hercule Poirot – ouvir e observar – mas ela acrescenta a experiência de vida na solução dos casos.

Miss Marple não poderia ser uma detetive amadora jovem ou mesmo de meia-idade. Seu conhecimento acumulado da natureza humana é que permite estabelecer paralelos entre as espécies de pessoas e os tipos de comportamento e crimes que são propensas a cometer. Segundo ela,  as pessoas tendem a seguir um padrão.

Continuar lendo

Desafio Literário 2011 | Plano de leitura

Prévia da minha lista de leitura para o Desafio Literário 2011 sujeita a alteração no decorrer do período – por isso só vou adicionar no formulário quando estiver perto do fim do prazo [15/12] – mas que resolvi postar hoje pra comemorar o Dia Nacional da Leitura.

Dois coelhos, manja? 😉

Desafio Literário 2011

Apresentação e regulamento
Temas e agenda
Dicas de leitura

Janeiro – Literatura Infanto-Juvenil
No mês das férias, vamos nos divertir com a criançada e aproveitar o tempo junto da família com muita leitura! Que tal escolher algumas obras destinadas às crianças e aos adolescentes para o Desafio Literário 2011? No site da Revista Crescer há uma variedade de sugestões, considerando as faixas etárias de 1 a 10 anos.

Titular: The unadulterated cat, Terry Pratchett & Gray Jolliffe
Reserva 1: The wee free men, Terry Pratchett
Reserva 2: A chinela turca, Machado de Assis

Fevereiro – Biografia e/ou Memórias
A biografia é um gênero literário por meio do qual se narra a história de vida de uma pessoa após sua morte. Na atualidade, este gênero está passando por mudanças, tendo em vista que as pessoas têm escrito suas próprias memórias. Que tal ler aquela biografia e/ou livro de memórias de nosso ídolo?

Titular: Renato Russo – O trovador solitário, Arthur Dapieve
Reserva 1: Senhora dona do baile, Zélia Gattai
Reserva 2: As vidas de Chico Xavier, Marcel Souto Maior

Março – Romance épico
O gênero épico é uma das mais antigas manifestações literárias. O enredo caracteriza-se por ressaltar os feitos dos heróis ou as aventuras de um povo. Neste mês, vamos desengavetar aqueles romances épicos que compramos por impulso e acabaram no esquecimento!

Titular: Um conto de duas cidades, Charles Dickens
Reserva 1: Eneida, Virgílio
Reserva 2: Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, Ariano Suassuna

Abril – Ficção científica
As obras de ficção-científica são aquelas que retratam, de modo real ou imaginário, o impacto da ciência e da tecnologia sobre a vida das pessoas, em particular, e da sociedade, em geral. No Brasil, este gênero literário não é muito popular, por isso, neste mês, que tal experimentar o gosto pelo tema?

Titular: O vingador do futuro, Philip K. Dick
Reserva 1: A laranja mecânica, Anthony Burgess
Reserva 2: A revolução dos bichos, George Orwell

Maio – Livro-reportagem
O casamento da literatura com o jornalismo tornou o livro-reportagem um gênero literário. Com isso, os autores, que são jornalistas profissionais, têm uma alternativa para publicar seus textos, quando estes não podem ser veiculados em jornais e revistas devido ao extenso conteúdo. Vamos eleger nosso jornalista preferido?

Titular: A sangue frio, Truman Capote
Reserva 1: Shindo Renmei – Terrorismo e repressão, Rogério Dezem
Reserva 2: À margem da história, Euclides da Cunha

Junho – Peças teatrais
Oba! As férias estão chegando, vamos ao teatro? De gênero dramático, as peças teatrais contemplam obras cujo enredo é baseado nos diálogos entre os personagens, os quais devem ser encenados pelos atores de acordo com o roteiro proposto pelo dramaturgo e direcionado pelo diretor.

Titular: Muito barulho por nada, William Shakespeare
Reserva 1: Seis personagens à procura de um autor, Luigi Pirandello
Reserva 2: Peer Gynt, Henrik Ibsen

Julho – Novos autores
Neste mês, a proposta é: incentivar a leitura de obras de autores nacionais, que ainda estão no anonimato, e divulgar o que há de melhor na literatura contemporânea. No Blog Desafio Nacional, vocês encontram uma relação de diversos novos autores.

Titular: Dez quase amores, Cláudia Tajes
Reserva 1: Sétimo, André Vianco
Reserva 2: A batalha do Apocalipse, Eduardo Spohr

Agosto – Clássico da literatura brasileira
Se durante a vida estudantil, muitos de nós “fugimos” dos clássicos da literatura brasileira por considerá-los chatos, agora é hora do desbloqueio literário. Neste mês, vamos nos dedicar aos autores nacionais, cujas obras definiram os movimentos literários do país a partir do século 19.

Titular: Infância, Graciliano Ramos
Reserva 1: Reflexos do baile, Antônio Callado
Reserva 2: Triste fim de Policarpo Quaresma, Lima Barreto

Setembro – Autores regionais
Vamos descobrir os talentos literários escondidos nos recantos deste imenso país? Neste mês, então, devemos ler obras de autores que são reconhecidos apenas no lugar onde nós vivemos. Está valendo autores do nosso município, da nossa região ou do nosso Estado. Este mês promete revelações literárias!

Titular: Um traço, um ponto, um poema, um conto, Sandra Schamas
Reserva 1: Os 13 do Orkut, Henderson Bariani
Reserva 2: [reservado para o livro da Bruna Guerreiro Martins]

Outubro – Nobel de literatura
O Prêmio Nobel de Literatura é concedido desde 1901 aos autores, cujas obras se distinguem pela ideologia que carregam em seu conteúdo. Mas, pouco se conhece sobre quem são os premiados e muito menos quais obras eles escreveram. Que tal pesquisar, ler e resenhar obras de autores premiados com o Nobel?

Titular: Nuvem de pássaros brancos [Mil Tsurus], Yasunari Kawabata
Reserva 1: O velho e o mar, Ernest Hemingway
Reserva 2: O lobo da estepe, Herman Hesse

Novembro – Contos
O ano está acabando e, como sempre, é tão atarefado, não é mesmo? Então, vamos relaxar um pouco com a leitura de obras que contenham contos. Numa breve descrição, os contos são pequenas narrativas, reais ou imaginárias, da vida cotidiana que impressionam o leitor com desfechos surpreendentes.

Titular: Os contos da Cantuária, Geoffrey Chaucer
Reserva 1: Contos de amor, de loucura e de morte, Horácio Quiroga
Reserva 2: A bruxa de abril e outros contos, Ray Bradbury

Dezembro – Lançamentos do ano
Para encerrar o ano com “chave de ouro”, devemos ler aquele livro que “bombou” em 2011 em todos os meios de comunicação e redes sociais. Quais serão as surpresas do mercado editorial? Que tal a leitura daquele livro que ganhamos em datas comemorativas e não o lemos porque a pilha não parou de crescer?

Serão escolhidos no decorrer do ano.

Titular:
Reserva 1:
Reserva 2:

Post relacionado
Desafio Literário 2010