Desafio de Férias 2010/2011 | The Viscount Who Loved Me

Capa britânica

Tão logo terminei de ler The Duke and I já corri providenciar o segundo livro da série Bridgerton Family. Desta vez a autora Julia Quinn dedica-se ao primogênito da família, o Visconde Anthony Bridgerton. Anthony é o melhor amigo do Duque de Hastings, seu companheiro de farras da juventude em jogos, bebedeiras e mulheres. É um libertino – mais do que isso, é O Libertino em sua essência, de acordo com a colunista de fofocas da sociedade londrina Lady Whistledown. Ela afirma em uma de suas colunas que as Ambiciosas Mamães casamenteiras devem desistir da ideia de que o Visconde de Bridgerton seja o Bom Partido do Ano, agora que o Duque de Hastings encontra-se casado [com a irmã do Visconde, não menos]: segundo a opinião de Lady Whistledown, não será dessa vez que Anthony Bridgerton cairá nas armadilhas do matrimônio.

Lady Whistledown costuma acertar sua previsões com bastante frequência, mas o que ela não sabe é que Anthony decidiu assentar-se agora que está perto do trinta anos e providenciar um herdeiro para o título. Isso, é claro, demanda a existência de uma esposa adequada: adequadamente bem-nascida, adequadamente atraente, adequadamente inteligente e, o mais importante, alguém por que ele não corra o menor risco de se apaixonar.

Na verdade Anthony já escolheu uma noiva: Edwina Sheffield, a mais nova das irmãs Sheffield. De família empobrecida, ela e Katharine debutam juntas em Londres para economizar e a beleza e as maneiras graciosa de Edwina a elegem A Incomparável do Ano. Para além disso, ela tem um temperamento ameno e gentil, incapaz de malícia.

Capa norte-americana

Existe apenas um pequeno obstáculo: qualquer pretendente à mão de Edwina deve obter a aprovação de Kate, a irmã mais velha. Kate é devotada à família e defende a irmã como uma leoa, e a reputação de Anthony não melhora em nada quando Kate testemunha um encontro clandestino entre o Visconde e uma famosa cantora italiana de óperas no escritório dele – pior ainda é ouvi-lo afirmar que uma esposa só seria um empecilho ao caso entre eles se ele amasse a esposa.

Essa é uma das muitas cenas engraçadas do livro, repleto de diálogos espirituosos e rápidos mas, ao mesmo tempo, uma que me incomodou. O modo como Anthony terminou a discussão foi hediondo, por isso eu esperava mais resistência por parte da Kate quando voltaram a se encontrar ou um gesto mais grandioso por parte de Anthony. Do jeito como foi, foi anticlimático e ofensivo.

Nem mesmo o ato heroico dele na Situação Penelope salvou muito – bom, salvou ele, porque pra mim a Kate demonstrou ter pouco amor-próprio. Ora, ela ficou mais ofendida por Lady Whistledown ignorar a raça e o nome do seu cachorro do que com a atitude de Anthony!

A propósito, é um corgi, seu nome é Newton e espero que ele apareça em outros livros.

Comecei a ler o livro imaginando Benedict Cumberbatch no papel de Anthony Bridgerton, mas conforme a leitura avançava e os paralelos com A Megera Domada de Shakespeare ficavam mais evidentes um outro rosto ocupou o lugar.

 

Heath Ledger

Influência, é claro, de 10 Coisas Que Odeio em Você: Heath Ledger interpreta um cara com péssima reputação, a quintessência do bad boy, e que na verdade passa o verão cuidando do avô doente, assistindo A Roda da Fortuna na TV. Impossível não se apaixonar, eu compreendo a legião de fãs do Visconde [e, conforme comentei em The Duke and I, faço parte dessa legião de fãs].

The Viscount Who Loved Me é um romance  de aventura e muita ação, então faz todo sentido ter uma música dos filmes do 007 na trilha sonora da autora. 😆

Oh, antes que me esqueça: Julia Quinn publicou segundos epílogos de alguns livros, inclusive desse aqui. Eu fui ler e acabei descobrindo um baita spoiler do [acho que é] quarto livro, relativo ao Colin Bridgerton. Por um lado fiquei aborrecida [pelo spoiler], mas por outro fiquei felicíssima e cheguei a pular da cadeira gritando Yes! YES! Megafofo a Quinn ter feito isso [não o spoiler, a outra coisa].

Lady Whistledown always had all the latest on-dits, and unlike other columnists, she wasn’t hesitant about using people’s full names. Having decided last week, for example, that Kate didn’t look good in yellow, she wrote, clear as day: “The color yellow makes the dark-haired Miss Katharine Sheffield look like a singed daffodil.”

http://www.juliaquinn.com/books/viscount.php

The Viscount Who Loved Me trilha sonora

“Cynical Girl” by Marshall Crenshaw [Youtube letra]

“When Heroes Go Down” by Suzanne Vega [Youtube letra]

“The Mind of Love” by K.D. Lang [Youtube letra]

“Nobody Does it Better” by Carly Simon [Youtube letra]

Nota: 4,5
(de 1 a 5, sendo: 1 – Péssimo; 2 – Ruim; 3 – Regular; 4 – Bom; 5 – Excelente)

Este post faz parte da blogagem coletiva Desafio de Férias 2010/2011 [v. post].

Desafio de Férias 2010/2011

Ficha bibliográfica
Tìtulo: The Viscount Who Loved Me
Autor: Julia Quinn [pseudônimo de Julie Pottinger]
Série: Bridgerton, Livro 2
Editora: Avon Books
País: EUA
Ano: 2000
Páginas: 384

Curiosidade: origem e como jogar Pall Mall [Wikipedia]

Posts relacionados
The Duke and I
10 Coisas Que Odeio Em Você

Anúncios

4 comentários sobre “Desafio de Férias 2010/2011 | The Viscount Who Loved Me

  1. Pingback: Desafio de Férias 2010/2011 | An Offer From A Gentleman « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  2. Pingback: Desafio de Férias 2010/2011 | Romancing Mr. Bridgerton « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  3. Pingback: Retrospectiva Literária 2010, Top 5, Bottom 3 « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  4. Pingback: Desafio de Férias | To Sir Phillip, With Love « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s