Cyrano de Bergerac | Adaptações, versões, inspirações

Sinopse
Cyrano é um brilhante poeta e bravo espadachim que vive na França do século XVII. Dono de um enorme nariz, e achando-se feio e desprezível, teme declarar o seu amor a Roxana, sua bela prima. Esta, por sua vez, é apaixonada por um colega de Cyrano, o cadete Cristiano, que não tem qualquer talento para expressar seus sentimentos pela jovem. Sem esperança de conquistar a prima, Cyrano ajuda o cadete, redigindo suas declarações de amor.

Capa

A trama de Cyrano é uma das minhas favoritas de todos os tempos [não lembro quem foi que disse que na verdade só existem cinco ou seis histórias no mundo e que todas as outras são variações dessas cinco ou seis]. Me apaixonei pela história muito antes de ler o livro, ao assistir a uma adaptação modernizada na Sessão da Tarde lá pelos anos 80 [Admiradora Secreta].

Anturdia fui reler o livro de Edmond Rostand [uma peça teatral, na verdade – Cyrano de Bergerac – França/1897] e fiquei matutando umas coisas que não botei reparo da primeira vez – e aqui devo agradecer de novo à Vivi pelo Desafio Literário, que me obrigou a amadurecer a forma como eu leio, a prestar mais atenção [não incluí Cyrano no DL2011 porque a ideia do desafio é ler livros que não tinha lido antes]. Além disso, meu próprio amadurecimento pessoal proporciona um olhar diferente sobre coisas já vistas há algum tempo [quase dez anos, no caso do livro].

A peça de Rostand baseia-se na vida de um personagem verídico, o dramaturgo e duelista francês Hercule-Savinien de Cyrano de Bergerac. O Cyrano fictício tem uma inteligência rápida, a língua afiada e uma disposição de espírito galante, pronto a ofender os orgulhosos e a defender os fracos. Assim como nos romances de cavaleiros andantes, Cyrano dedica-se a façanhas em nome de sua adorada musa. Porém, ele não se atreve a declarar seu amor porque tem medo de ser ridicularizado por causa do “enorme nariz” e passa a intermediar o romance entre Roxane, sua amada, e Cristiano, seu colega de regimento por quem Roxane se apaixona.

Eu tive um problema com Roxane e com Cristiano e até com Cyrano, depois de um tempo. Meu problema com Roxane é que todos os homens se apaixonam por ela porque ela é linda e delicadinha e cê sabe da antipatia que eu sinto por esse tipo de personagem “inha”. E quando Cristiano decide mostrar-se como é, ou seja, sem a ajuda da verve de Cyrano, Roxane fica toda nervosinha porque ele falha em dizer-lhe o quanto a ama por ser tão maravilhosa e coisa e tal. Roxane não ama Cristiano: ela ama a imagem de si mesma que Crstiano reflete. E é daí que vem meu problema com Cyrano, por idolatrar uma pessoa tão vazia assim.

Continuar lendo