Desafio Literário | Grandes Esperanças

Sinopse
A vida de Pip, órfão criado pela irmã num ambiente de pobreza, é radicalmente alterada quando um misterioso benfeitor lhe doa uma fortuna. Sua mudança para Londres, o esforço para tornar-se um cavalheiro, as grandes esperanças e certos dilemas morais tornam este romance de Dickens leitura inesquecível.

Capa

Este post está um pouquinho atrasado: era pra sair em março dentro do tema Romance Épico do DL mas, graças a Zeus e Thor, só agora tive ânimo pra sentar e escrevê-lo.

Grandes Esperanças conta a história de Philip Pirrip, ou simplesmente Pip, desde que ele tinha seis anos e cometeu seu primeiro crime: ajudar um fugitivo a escapar dos guardas nas charnecas. Pip é órfão e vive na casa da irmã mais velha, casada com o ferreiro do vilarejo. São pobres, mas não miseráveis – porém, o que aflige Pip e seu cunhado e único amigo Joe Gargery é a truculência com que são tratados pela Sra. Joe, que inferniza a vida de todos que a cercam.

Por intermédio de um tio, Pip consegue emprego na mansão na Srta. Havisham como garoto de companhia; lá, conhece Estella, filha adotiva da Srta. Havisham, o advogado Mr. Jaggers, Herbert Pocket e outros parentes da velha senhora. Ela o dispensa quando ele entra na puberdade. Logo após Pip deixar os serviços da Srta. Havisham, Mr. Jaggers o informa que um benfeitor anônimo financiará sua educação em Londres para torná-lo um cavalheiro e que este benfeitor deixará sua fortuna para Pip, que passa a contar então com grandes esperanças ou expectativas.

Esta é a primeira das três partes do livro narrado pelo próprio Pip. O leitor acompanha o processo de descoberta do mundo e as dúvidas inerentes junto com o protagonista, a sua ascenção social, degeneração e redenção – porque, se Charles Dickens é um dos maiores escritores de todos os tempos, certamente é o maior da Era Vitoriana, época em que a rigidez moral fazia moda.

Continuar lendo