[The Borgias] Death, On A Pale Horse/The Art of War

Anturdia estava vasculhando a tag “The Borgias” no Tumblr e descobri que a abertura usa imagens de The Tudors [quando aparece o nome da Holiday Grainger a imagem é da Natalie Dormer]. Das duas, uma: isso ou reforça a minha conjectura do post anterior [que as séries resgatam Lucrezia Borgia e Anne Boleyn] ou foi o que implantou essa ideia na minha mente de forma subliminar.😆

Qualquer que seja o caso, continuo gostando muito de Lulu. Ela deu um jeito de adiar o retorno do marido às suas funções matrimoniais com uma cara de pau fabulosa. Se ela fosse para Hogwarts é certeza que o Chapéu Seletor a botaria em Slytherin. Tão cara de pau que Giovanni agradece o cuidado e o carinho com que ela trata dele! A única coisa chata são os interlúdios românticos com Paolo: como comentei antes, são redundantes. A gente já sabe que os dois estão dando a volta no marido dela, vamos seguir em frente, por favor?

Em Roma, Papai Papa encarrega Giulia Fernese de  fazer uma visitinha a Pesaro e confirmar se o genro vai colocar seu exército para defender o papado.

Pequena nota pessoal: Eu achei muito estranho ver La Bella viajar sozinha.

Não apenas Giulia Farnese descobre que Giovanni Sforza não moverá um dedinho pelo sogro, como Lucrezia está grávida do Espírito Santo – já que não se deita com o marido há meses. As duas fogem de Pesaro só pra cair reféns do exército francês a caminho de Roma.

No interior isso se chama “sair da frigideira pra cair no fogo”.

O Rei Charles devastou a cidade de Lucca ao entrar no território italiano e deu ao espectador uma aula sobre o que é guerra: não existe honra, não existe guerra humanitária, não existe guerra ética. Inocentes morrem, mulheres morrem, crianças morrem. Idealistas que acham que vale a pena começar uma guerra para impor seus ideais precisam assistir a essa série, é muito didática – religiosos isolados em suas cátedras, por exemplo.

Della Rovere ficou horrorizado e conseguiu evitar que Florença sofresse a mesma devastação. O preço foi alto [literalmente: 400 mil ducados e mais um refém de cada família importante], mas sem carnificina.

Já a caminho de Roma e com duas “hóspedes” importantes, os exércitos de Charles e de Joffre se enfrentam, ou melhor, o exército de Joffre é humilhado pelo de Charles. Joffre não sabe nada de artilharia nem de táticas de guerra e no fim é Lulu quem samba na cara do irmão, salvando-lhe a pele e a de Roma inteira com as armas que ela tem à dispoosição: beleza e inteligência.

Ela interroga Della Rovere e compreende a jogada do cardeal de matar dois coelhos com uma “caixa d’água” só [grande Vicente Matheus], instigando o Rei Charles a tomar Roma no caminho para Nápoles de modo a derrubar o Papa e tomar-lhe o lugar.

— Não contavam com a minha astúcia! – exclamou Lucrezia.

Lulu cativa o rei francês e é uma coisa linda de se ver um cabra turrão, durão, ranzinza ser aos poucos amolecido e domado por uma mulher sagaz. O modo como ela manipula a situação sem ele nem se dar conta e o traz fisgado pelo nariz, isso, meu filho, é uma arte.

Cesare esteve apagado nesses dois episódios, sua história com Ursula Bonadeo cada vez mais desinteressante e as rusgas com o irmão enfraquecidas pela inferioridade cada vez mais óbvia de Juan.

O ponto alto coube ao personagem de Jeremy Irons: todas as cenas dele. São tantas facetas de um só personagem: o pai amoroso, o pai preocupado, o estadista, o líder, o amante ardente,  o gerente motivador, o estrategista, o padre… E ele dá conta de todas.

O próximo episódio é o último e eu já sofro de abstinência antecipada; depois, só em 2012.

Post relacionado

[The Borgias] The Poisoned Chalice/The Assassin
[The Borgias] The Moor/Lucrezia’s Wedding
[The Borgias] The Borgias in Love/The French King

Um comentário sobre “[The Borgias] Death, On A Pale Horse/The Art of War

  1. Pingback: [The Borgias] Nessuno [Ninguém] « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s